conecte-se conosco

Estado

Coronavírus: Governo do Estado flexibiliza decreto de abertura do comércio e lança campanha ES Solidário para ajudar famílias carentes

Publicado

.

O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, liderou uma nova reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, nesta quinta-feira (2), no Palácio Anchieta, em Vitória. Casagrande lançou a campanha “ES Solidário” em que pessoas físicas e jurídicas poderão fazer doações ao Governo do Estado para ajudar no combate ao novo Coronavírus (Covid-19). Todas as instruções estarão disponíveis no Portal do Governo (www.es.gov.br) ou no site do Coronavírus (http://coronavirus.es.gov.br).

Também foi anunciado que as 17 bases operacionais do Corpo de Bombeiros Militar estarão recebendo cesta básicas e kits higiene para doação, que serão entregues pela Defesa Civil Estadual e municipais, em parceria com as secretarias municipais de Assistência Social na residência dos beneficiários para evitar aglomerações. As bases estão localizadas nos municípios de São Mateus, Nova Venécia, Barra de São Francisco, Colatina, Linhares, Aracruz, Serra, Vitória, Cariacica, Santa Leopoldina, Vila Velha, Guarapari, Anchieta, Marechal Floriano, Venda Nova do Imigrante, Cachoeiro de Itapemirim e Guaçuí.

Casagrande informou também que será prorrogado o prazo de suspensão do funcionamento de estabelecimentos comerciais até o próximo dia 12, porém, novos tipos de comércios foram incluídos no rol de atividades que podem abrir as portas.

Novo decreto flexibiliza abertura de comércio

Além do rol de estabelecimentos que já estavam autorizados a funcionar, o decreto que será publicado nesta sexta-feira (3) inclui mais atividades, como lojas de venda de chocolates, lojas de conveniência, lojas de venda de materiais de construção, lojas de venda de peças automotivas, lojas de venda de veículos automotores, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas. A medida vale a partir da próxima segunda-feira (6).

Foi fixado um horário de atendimento presencial das 10h às 16h para lojas de materiais de construção, venda de peças automotivas, venda de veículos automotores, borracharias, oficinas de reparação de veículos automotores e de bicicletas. A limitação não se aplica no caso de retiradas de mercadorias no próprio estabelecimento e serviço de entrega (delivery).

Em relação aos restaurantes, os estabelecimentos já estavam autorizados a funcionar até às 16h, contudo, aqueles localizados às margens de rodovias estaduais, às margens de rodovias federais e em aeroportos, com exceção dos situados em áreas urbanas, não têm limitação de horário.

Enquadram-se no conceito de lojas de venda de materiais de construção, os estabelecimentos de venda de ferragens, ferramentas, material elétrico, materiais hidráulicos, tintas, vernizes e materiais para pintura, mármore, granitos e pedras de revestimento, vidros, espelhos e vitrais, madeira e artefatos e cimento, cal, areia, pedra britada, tijolos e telhas.

A Secretaria da Saúde (Sesa) fixará ainda um protocolo a ser observado pelos estabelecimentos comerciais que estiverem com funcionamento autorizado.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Espírito Santo registra mais de 12 mil casos de chikungunya

Publicado


.

Em meio a pandemia enfrentada no Espírito Santo devido ao novo Coronavírus (Covid-19), a população capixaba também precisa estar atenta aos casos da chikungunya. Em 2020 foram registrados 12.121 casos da doença, representando quase 16% a mais em relação ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 762 casos confirmados. Os dados são do último boletim epidemiológico divulgado pela Secretária da Saúde (Sesa), nesta quinta-feira (04).

O chefe do Núcleo Especial de Vigilância Ambiental, Roberto Laperriere Júnior, explica os motivos que levaram ao de casos. “No começo do ano tivemos o período sazonal, devido à questão da suscetibilidade da população em relação ao vírus da Chikungunya. Além disso, o mosquito possuí o clima favorável para a proliferação, o que ocasiona no aumento de casos”, explicou Roberto Laperrieri.

Para evitar a propagação do inseto é necessário que toda população esteja empenhada em eliminar os focos do mosquito. De acordo com o Ministério da Saúde, 80% dos criadouros estão nas residências. Segundo Laperriere, a limpeza dos quintais e objetos que acumulam água deve ser feita semanalmente.

“É importante fazer a limpeza minimamente semanal, pois temos que considerar o ciclo biológico do mosquito que ocorre entre três a oito dias. Eliminando o foco nesse período, conseguimos inibir a proliferação”, ressaltou.

 

Veja aqui o 22º boletim da dengue.

Veja aqui o 22º boletim de zika.

Veja aqui o 22º boletim chikungunya.

Ciclo de vida do Aedes aegypti

O mosquito Aedes aegypti é transmissor da dengue, zika e chikungunya. Seu ciclo de vida é dividido em quatro etapas: ovo, larva, pupa (estágio intermediário entre a larva e o adulto) e adulto. A fêmea do mosquito deposita seus ovos nas bordas dos recipientes com água limpa e parada. Dois ou três dias após o contato com o líquido, os ovos viram larvas e dias depois chegam na fase da pupa. Esse ciclo dura cerca de 48 horas e, ao término, se transformam em mosquitos adultos.

 

Sintomas da chikungunya

Febre alta. A dor, nesse caso, é súbita, intensa e chega a ser incapacitante, impedindo a pessoa de realizar suas atividades comuns do dia a dia. A dor se concentra nas articulações e pode ocorrer rigidez matinal nas articulações (principalmente mãos). A vermelhidão surge a partir do quarto dia e, diferentemente das demais, pode causar aftas.

 

Como prevenir:

– Limpar o quintal, jogando fora o que não é utilizado;

– Tirar água dos pratos de plantas;

– Colocar garrafas vazias de cabeça para baixo;

– Tampar tonéis, depósitos de água, caixas d’água e qualquer tipo de recipiente que possa reservar água;

– Manter os quintais bem varridos, eliminando recipientes que possam acumular água, como tampinha de garrafa, folhas e sacolas plásticas;

– Escovar bem as bordas dos recipientes (vasilha de água e comida de animais, pratos de plantas, tonéis e caixas d’água) e mantê-los sempre limpos.


Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana