conecte-se conosco


Nacional

Coronavírus no RJ: 14,9 mil mortes e 203 mil casos confirmados

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registrou, até esta quarta-feira (19/08), 14.913 mortes e 202.993 casos confirmados de coronavírus. Há ainda 917 óbitos em investigação e 336 foram descartados. Entre os casos confirmados, 182.513 pacientes se recuperaram da doença.

As 14.913 vítimas de Covid-19 no estado foram registradas nos seguintes municípios:

Rio de Janeiro – 9.048
Duque de Caxias – 615
Niterói – 330
Campos dos Goytacazes – 273
Macaé – 124
Rio das Ostras – 66
Itaperuna – 34
São Francisco de Itabapoana – 21
São Fidélis – 18
Itaocara – 17
B. Jesus do Itabapoana e Quissamã – 15
Porciúncula – 11
S. Antônio de Pádua e S. J. da Barra – 9
Italva – 6
Carapebus – 4
Miracema e Natividade – 3
Cambuci – 2
Cardoso Moreira – 1

Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 83.735
Niterói – 10.134
Duque de Caxias – 7.158
Macaé – 6.633
Campos dos Goytacazes – 3.948
Itaperuna – 2.302
Rio das Ostras – 1.551
Santo Antônio de Pádua – 924
São João da Barra – 699
Bom Jesus do Itabapoana – 641
Porciúncula – 478
São Francisco de Itabapoana – 471
Quissamã – 380
Natividade – 372
Miracema – 338
Itaocara – 303
Italva – 297
Cardoso Moreira – 270
Varre-Sai – 260
Carapebus – 255
São Fidélis – 222
Laje do Muriaé – 219
São José de Ubá – 133

Para mais informações, acesse o painel de monitoramento de casos no Estado do Rio de Janeiro em painel.saude.rj.gov.br.

Fonte: Núcleo de Imprensa Governo do Rio de Janeiro

Comentários Facebook
Propaganda

Nacional

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

Publicados

em


source
 'Queiroga com certeza será reconvocado à CPI', diz Omar Aziz
Reprodução

‘Queiroga com certeza será reconvocado à CPI’, diz Omar Aziz

O senador e presidente da CPI da Covid , Omar Aziz (PSD-AM), se posicionou sobre o depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, como a “grande decepção” da comissão até o momento. Em relação as falas pouco objetivas, Aziz reiterou que Queiroga “com certeza” será reconvocado. As falas foram reproduzidas em uma entrevista no YouTube para o canal do historiador Marco Antônio Villa.

O motivo que levou o presidente da comissão em buscar uma nova audiência para ouvir Queiroga é a constante contradição entre as diretrizes do Ministério da Saúde e as políticas públicas do governo Bolsonaro .

Queiroga declarou inúmeras vezes que não se pronunciaria em seu depoimento pois não havia um protocolo de tratamento para a covid-19 elaborado pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec).

Renan Calheiros declarou no último sábado (08) que a estratégia adotada pelo cardiologista comandante do Ministério da Saúde de não responder objetivamente as perguntas é uma outra maneira de “não falar a verdade”.

Aziz ratificou o posicionamento de Calheiros ao declarar que “a gente perguntava se ele era a favor da cloroquina – e ele não citava a palavra cloroquina, falava em ‘fármacos’ -, ele jogava para a Conitec”.


O presidente da CPI argumentou que o posicionamento de Queiroga visa “não magoar o chefe” e que as contradições existentes dão base para que o ministro seja reconcado”.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana