conecte-se conosco


Nacional

Coronavírus no RJ: 16 mil mortes e 223,6 mil casos confirmados no RJ

Publicados

em

tubo covid

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registra, até esta segunda-feira (31/08), 16.065 óbitos e 223.631 casos confirmados por coronavírus (Covid-19) no estado. Há ainda 463 óbitos em investigação e 347 foram descartados. Entre os casos confirmados, 202.227 pacientes se recuperaram da doença.

As 16.065 vítimas de Covid-19 no estado foram registradas nos seguintes municípios:

Rio de Janeiro – 9.663

Niterói – 365

Campos dos Goytacazes – 301

Macaé – 134

Rio das Ostras – 71

Itaperuna – 37

Bom Jesus do Itabapoana- 20

Porciúncula – 12

Santo Antônio de Pádua – 11

Italva – 6

Miracema – 3

Natividade – 3

Cardoso Moreira – 1

Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 90.466

Niterói – 11.130

Campos dos Goytacazes – 4.488

Itaperuna – 2.500

Rio das Ostras – 1.693

Santo Antônio de Pádua – 997

Bom Jesus do Itabapoana – 700

Porciúncula – 551

Natividade – 466

Varre-Sai – 402

Miracema – 382

Italva – 328

Cardoso Moreira – 313

Laje do Muriaé – 224

São José de Ubá – 134

Para mais informações, acesse o painel de monitoramento de casos no Estado do Rio de Janeiro em painel.saude.rj.gov.br.

Fonte: Núcleo de Imprensa Governo do Rio de Janeiro

Comentários Facebook
Propaganda

Nacional

Facebook remove propaganda nazista postada por promotora do DF

Publicados

em


source
Promotora do Distrito Federal publicou propaganda nazista no Facebook
Reprodução/ Facebook

Promotora do Distrito Federal publicou propaganda nazista no Facebook


O Facebook informou na noite desta quarta-feira que removeu o conteúdo nazista publicado pela promotora Marya Olímpia Ribeiro Pacheco. As publicações foram feitas na página pessoal da servidora pública do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

“Não permitimos conteúdo que elogia, apoia ou representa o nazismo e removemos conteúdos violadores mencionados pela reportagem”, informou o Facebook, por meio de nota.

Todas as postagens de Marya foram feitas em 17 de setembro de 2016. Elas ainda constavam na página de Facebook da promotora na manhã desta terça-feira. No entanto, a servidora restringiu o acesso a seu perfil. As publicações foram reveladas pelo Congresso em Foco.

Entre as postagens de cunho nazista, havia exaltações ao Führer (líder, em português) e imagens da suástica. Em uma das publicações há a mensagem “Kämpft für führer und volk” (“lute pelo líder e pelas pessoas”, em tradução livre). Outra conclama os trabalhadores a serem soldados de Hitler.

Marya é autodeclarada integrante da “milícia das mídias sociais” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ela postou em seu facebook um “crachá” de bolsonarista. A promotora também exibe nas redes sociais fotos ao lado do escritor Olavo de Carvalho.


Procurado pelo GLOBO, o Ministério Público não se manifestou. A instituição justificou “que se trata de rede social pessoal da promotora”.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana