conecte-se conosco


Nacional

Coronavírus no RJ: 16,4 mil mortes e 230,2 mil casos confirmados

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro informa que registrou, até esta quinta-feira (03/09), 16.394 mortes e 230.271 casos confirmados de Covid-19 no estado. Há ainda 439 óbitos em investigação e 351 foram descartados. Entre os casos confirmados, 207.993 pacientes se recuperaram da doença.

As 16.394 vítimas de Covid-19 no estado foram registradas nos seguintes municípios:

Rio de Janeiro – 9.813

Niterói – 379

Campos dos Goytacazes – 319

Macaé – 133

Rio das Ostras – 72

Itaperuna – 43

S. Fidélis e S. Fco. de Itabapoana – 22

Bom Jesus do Itabapoana – 21

Porciúncula – 15

Santo Antônio de Pádua – 13

Italva – 6

Miracema – 3

Cardoso Moreira – 1

Os casos confirmados estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 92.366

Niterói – 11.480

Macaé – 7.233

Campos dos Goytacazes – 4.708

Itaperuna – 2.565

Rio das Ostras – 1.737

Santo Antônio de Pádua – 1.021

São João da Barra – 820

Bom Jesus do Itabapoana – 720

Porciúncula – 574

São Francisco de Itabapoana – 528

Varre-Sai – 503

Natividade – 478

Miracema – 394

Italva – 332

Itaocara – 332

Cardoso Moreira – 322

São Fidélis – 242

Laje do Muriaé – 233

São Jose de Ubá – 135

Para mais informações, acesse o painel de monitoramento de casos no Estado do Rio de Janeiro em painel.saude.rj.gov.br.

Fonte: Núcleo de Imprensa Governo do Rio de Janeiro

Comentários Facebook
Propaganda

Nacional

Desrespeitar distanciamento social pode levar a multa de até R$ 1,5 milhão no RS

Publicados

em


source
Governador do Rio Grande do Sul. Eduardo Leite (PSDB)
Antonio Cruz/ABr

Governador do Rio Grande do Sul. Eduardo Leite (PSDB)

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), vai assinar um decreto que determina multa de R$ 2 mil a R$ 1,5 milhão para que descumprir as medidas restritivas de contenção à Covid-19 no estado . As informações são do Estadão .

Entre outras coisas, são consideradas infrações: impedir ou dificultar a aplicação de medidas sanitárias ou a fiscalização por parte das autoridades. Em caso e reincidência, a multa é dobrada.

Tanto pessoas físicas quanto juríicas que cometerem infrações serão submetidas a multas da mesma forma.

O texto divide as penalidades de leve a gravíssima, levando em consideração se há antecedência, “errada compreensão” da norma sanitária, coação do infrator, entre outros pontos.

No decreto, há mudança, também, no que é considerado essencial. Um comércio é essencial apenas à venda de produtos essenciais, como alimentação, saúde e higiene. Um supermercado que vende também vende aparelhos eletrônicos, por exemplo, estará proibido de comercializar esses produtos.

A ocupação dos leitos de UTI no estado passa de 100%. Nos hospitais privados, é de 130%, e na rede pública, 93%.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana