conecte-se conosco


Estado

Coronavírus no RJ: Estado registra 2.438 mortes e 19.987 casos confirmados

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro registrou até esta sexta-feira (15/05) 2.438 mortes e 19.987 casos confirmados por coronavírus (Covid-19). Há ainda 953 óbitos em investigação e 190 foram descartados. Até o momento, entre os casos confirmados, 14.818 pacientes se recuperaram da doença.

A secretaria esclarece que os casos e óbitos registrados no boletim não ocorreram nas últimas 24 horas. Na última semana, a capacidade de testagem do Laboratório Central Noel Nutels (Lacen) e laboratórios parceiros dobrou, passando de 900 para 1.800 amostras analisadas por dia.

As 2.438 vítimas de Covid-19 foram registradas, entre outros, nos seguintes municípios:

Rio de Janeiro – 1.631

Niterói – 56

Macaé – 16

Rio das Ostras – 8

Campos dos Goytacazes – 7

Itaocara – 3

São João da Barra – 2

B. Jesus de Itabapoana, Carapebus, S. A. de Pádua e S. Fco. de Itabapoana – 1

Os casos confirmados no estado estão distribuídos da seguinte maneira:

Rio de Janeiro – 11.715

Niterói – 790

Campos dos Goytacazes – 167

Macaé – 112

Rio das Ostras – 71

São Fidélis – 32

Bom Jesus de Itabapoana – 26

São João da Barra – 21

Itaperuna – 17

Itaocara, Quissamã e São Francisco de Itabapoana – 13

Carapebus e Santo Antônio de Pádua – 8

São José de Ubá – 7

Aperibé – 6

Miracema – 5

Porciúncula – 4

Italva – 3

Laje do Muriaé e Natividade – 2

Cardoso Moreira – 1

Medidas de prevenção: proteger nariz e boca ao espirrar ou tossir; não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres e copos;
lavar frequentemente as mãos, especialmente após espirrar ou tossir;
utilizar álcool em gel nas mãos e evitar tocar o rosto.

Para mais informações, acesse o painel de monitoramento de casos no Estado do Rio de Janeiro em painel.saude.rj.gov.br.

Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Governo do Estado nomeia 401 novos policiais civis

Publicados

em


O governador do Estado, Renato Casagrande, assinou, nesta quarta-feira (20), o decreto de nomeação dos 401 candidatos que finalizaram o Curso de Formação Profissional da Polícia Civil do Espírito (PCES), do concurso público de 2018. Essa é mais uma medida de reestruturação das forças da Segurança Pública, que vem sendo feita desde o início da gestão, em 2019.

Ao todo, serão 85 novos escrivães, 147 investigadores, cinco psicólogos, além de 77 peritos criminais, 53 auxiliares de perícia médica legal, 29 médicos legistas e cinco assistentes sociais, que passam a reforçar o efetivo da instituição. Após a assinatura do decreto, os nomes dos aprovados serão publicados no Diário Oficial do Estado. Eles terão o prazo legal de 30 dias para tomar posse do cargo.

Em virtude da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), a PCES firmou uma parceria com Escola de Serviço Público do Espírito Santo (Esesp) para a realização da primeira parte das disciplinas do curso, que foram ofertadas na modalidade on-line, com transmissão em tempo real.

Já a segunda etapa ocorreu de forma presencial com aulas ministradas nas dependências da Academia da Polícia Civil do Espírito Santo (Acadepol). Além disso, o início da formação policial em atenção aos protocolos de segurança biológica (afastamento e distanciamento social), proporcionou a redução de gastos financeiros com o curso, que estava orçado em R$ 7 milhões e foi finalizado com o investimento de R$ 1,1 milhão.

Durante a formatura dos novos policiais, ocorrida em Vitória, o governador Casagrande parabenizou os candidatos aprovados. “Esse momento faz parte da minha história como governador. Essa responsabilidade que eu tenho, mas faz parte da história de vocês. Vocês jamais esquecerão esse momento, de como ele é importante na família de vocês e na vida de vocês. Para ser policial é preciso ter uma característica diferente de outras profissões e de outras atividades.  Um policial, para ser eficiente, tem que ter atitude. A atitude muda o mundo, dependendo da atitude muda para o mal, mas quando a gente fala em atitude, geralmente, fazemos referência a uma boa atitude”, disse.

O governador prosseguiu: “Vocês estão entrando numa instituição que foi formada em 1808 e de lá para cá essa Polícia foi ganhando respeito e você todos estão entrando nessa instituição.  Esse Estado tem muito que avançar ainda no enfrentamento ao crime. Eu tenho visto nesses últimos meses, nesses últimos dias, um ataque muito frontal à nossa Polícia Civil e à nossa Polícia Militar que tenta desmoralizar toda a história, visando menosprezar e diminuir a capacidade das nossas instituições e das nossas forças policiais. Eu quero dizer que nós confiamos na Polícia Civil, nós confiamos na Polícia Militar, nós confiamos no Corpo de Bombeiros. Nós confiamos na capacidade das nossas forças policiais. Atacam, mas não conseguem tirar aquilo que a gente tem de mais importante que é o compromisso com o resultado neste Estado.”

Casagrande também apontou a importância do trabalho desses novos policiais no combate à criminalidade no Espírito Santo. “Eu tenho certeza que todos juntos nós poderemos elevar esses resultados para também estarmos nas primeiras posições como o estado situados na área de segurança pública. Veja como foi importante a gente ter, em 2019, o menor número de homicídios na história do Estado. Em 2020, o segundo ano com o menor número de homicídios. Em 2021, se Deus quiser, com o trabalho nosso e de vocês, vamos ter também um resultado muito bom e conivente com a redução de mortes. Temos que trabalhar e trabalhar!”, declarou.

O delegado-geral da PCES, José Darcy Arruda, também fez uma saudação aos novos policiais. “Aos formandos, digo que ser policial é manter a ordem pública e garantir a segurança da sociedade em detrimento da sua própria. Ser policial não é vestir a capa de herói, mas assumir as vestes do compromisso com a sociedade, do bem-estar dos cidadãos, da paz social e, principalmente, do fiel cumprimento da legislação. Hoje é um momento histórico para a instituição Polícia Civil e para a vida desses 400 novos policiais que, a partir desta data, realizam de forma definitiva o alcance de um sonho que começou lá trás”, citou.

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, lembrou que, desde o início da atual gestão, vem sendo feita a recomposição dos efetivos das polícias Civil e Militar, e do Corpo de Bombeiros Militar, no âmbito do Programa Estado Presente em Defesa da Vida. “Investindo em Segurança Pública, com ações voltadas para recomposição de recursos humanos, inteligência, equipamentos e infraestrutura, ampliamos a capacidade de resposta das agências policiais no enfrentamento ao crime e na prevenção da violência e da criminalidade, visando à proteção dos nossos jovens”, apontou.

De acordo com o secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, o foco do Governo é repor o efetivo perdido com a falta de ingressos nas instituições policiais, por conta da falta de investimentos e concursos.

“Essa entrega mostra mais uma vez o cuidado do Governo em relação à Segurança Pública do Espírito Santo. Em sua primeira gestão, de 2011 a 2014, o governador Renato Casagrande entregou os quadros praticamente completos nas corporações, com a realização de diversos concursos. Em 2019, ele retorna e recebe um efetivo igual a 2009. O programa Estado Presente em Defesa da Vida é retomado e novamente e o olhar para a segurança pública também. Já temos outros concursos autorizados e seguiremos com o objetivo de retomar o caminho da redução da violência que estamos registrando nos últimos anos”, afirmou Ramalho. 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Assessoria de Comunicação da Sesp
Victor Muniz
(27) 3636-1572 / 99284-3303
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana