conecte-se conosco

Cidades

Covid-19: Bom Jesus investiga duas mortes e UTI não tem vagas

Publicado

A Secretaria de Saúde de Bom Jesus do Itabapoana (RJ) informou nesta terça-feira (28/07) que passou a investigar a possibilidade de duas mortes terem sido causadas pela Covid-19. Se houver confirmação, os óbitos no município chegarão a 17.

Conforme o último boletim, a cidade chegou a 618 casos confirmados da doença. A quantidade de pessoas curadas subiu para 363. Já o número de pacientes monitorados caiu para 240.

A UTI do Hospital São Vicente de Paulo (única do município) mais uma vez está com 100% dos 22 leitos para tratar coronavírus ocupados. Na enfermaria, onde ficam pacientes menos graves, existem agora 28 vagas.

O bairro Pimentel Marques segue com o maior número de infectados, com 125. Em seguida vêm o Centro da cidade, que manteve 101 casos, e o Lia Márcia, que passou para 78 registros positivos.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Alerta: população deve manter o uso de máscara ao sair de casa

Publicado


.
Obrigatória, utilização do acessório contribui para a proteção coletiva da população
Foto: Divulgação/PMCI

Cachoeiro de Itapemirim deixou o risco alto para Covid-19, mas não é momento para relaxar: ao sair de casa, todos devem utilizar máscaras de proteção. Esse é o alerta da Secretaria Municipal de Saúde (Semus).

Muitas pessoas podem estar infectadas pelo coronavírus, mas sem apresentar sintomas. Diante disso, a máscara serve como uma barreira para a disseminação de partículas do vírus ao falar ou espirrar, contribuindo para a proteção coletiva.

Mais de 2,1 mil pacientes já se curaram da Covid-19 em Cachoeiro e, mesmo essas pessoas, devem continuar utilizando máscara. Não há evidências científicas suficientes que apontem que uma pessoa infectada uma vez não poderá ser infectada novamente. Além disso, essas pessoas ainda podem conter uma carga viral, mesmo que recuperadas dos sintomas.

Vale destacar que o uso de máscaras é obrigatório no município. Quem desrespeitar a medida está sujeito a ser responsabilizado criminalmente. Os estabelecimentos comerciais que não adotarem medidas sanitárias e permitirem a circulação de clientes sem máscaras, em seus ambientes, podem sofrer sanções, que vão de notificação até a cassação do alvará, em caso de reiterada infração.

“Ainda estamos muito longe de uma situação de normalidade. O que conquistamos até aqui se deve, justamente, às medidas sanitárias impostas e tudo pode ser colocado a perder, caso as pessoas deixem de adotá-las neste momento. Por isso, reiteramos o alerta para que a população continue utilizando máscara e fazendo a higienização correta”, destaca a secretária municipal de Saúde, Luciara Botelho.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana