conecte-se conosco


Cidades

Covid-19: Prefeitura já investiu mais de R$ 12 milhões em ações emergenciais

Publicados

em


Detalhes das despesas podem ser conferidos na página Transparência Covid-19
Foto: Montagem/PMCI

Os pagamentos da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim relativos a ações de enfrentamento à Covid-19 já ultrapassaram R$ 12 milhões. O valor abrange compras e repasses emergenciais diversos direcionados à Saúde e a outras áreas afetadas pela pandemia.

Dentre as compras emergenciais efetuadas está incluída a aquisição de: insumos e materiais para unidades de saúde; equipamentos de proteção individual (EPIs) para servidores; alimentos para assistência a pessoas em situação de vulnerabilidade social; aluguel de espaço destinado a acolhimento de pessoas em situação de rua com sintomas gripais; instalação de proteções de acrílico em locais de atendimento ao público da Prefeitura; e hipoclorito de sódio para higienização de áreas públicas.

Outro ação emergencial importante foi o repasse, via Lei Aldir Blanc, de quase R$ 1,5 milhão ao setor cultural de Cachoeiro. Esse recurso serviu para subsidiar 85 espaços culturais que tiveram suas atividades paralisadas por conta da pandemia e premiar 126 projetos, selecionados em edital da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Semcult), de atividades culturais pela internet ou em formato semipresencial.

Para cobrir gastos, a Prefeitura já recebeu mais de R$ 8 milhões em repasses, sendo R$ 7.247.965,70 apenas para custeio do SUS. Os detalhes sobre as despesas municipais com o enfrentamento à pandemia podem ser conferidos no site transparencia.cachoeiro.es.gov.br/covid19.

“A situação de emergência e a queda na arrecadação por conta da diminuição das atividades econômicas têm sido um grande desafio para a administração municipal, mas estamos muito empenhados em buscar as soluções para os desafios que se apresentam e oferecer ao cachoeirense as melhores condições possíveis diante da realidade atual”, destaca o prefeito Victor Coelho.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Mulheres são a maioria dos microempreendedores de Cachoeiro

Publicados

em

Por

Cyntia Rosa abriu um armarinho on-line durante a pandemia Foto: Divulgação

Quando o assunto é empreender, as mulheres estão conquistando, cada vez mais, o seu espaço. Em Cachoeiro, elas já são a maioria entre os microempreendedores individuais (MEI). De acordo com dados do Portal do Empreendedor, dos 12.222 cadastrados no município, 6.303 são mulheres.

Elas dominam, principalmente, o ramo do comércio varejista de artigos de vestuário e acessórios, com 1070 cadastros nesta área. Em seguida, vem a atividade de cabeleireira, com 913, e fornecimento de alimentos para consumo domiciliar, com 309.

São elas, também, que mais buscam microcrédito para incrementar seus negócios. Na Sala do Empreendedor de Cachoeiro, em 2020, 63% das operações de crédito aprovadas foram feitas por mulheres. Em janeiro deste ano, das 25 operações, 16 foram para turbinar empreendimentos liderados por elas.

Entre as cachoeirenses que apostaram, recentemente, no sonho de ter o próprio negócio, está Cyntia Rosa, que abriu uma loja de armarinho on-line durante a pandemia.

“Sou mulher, mãe e empreendedora. Comecei investindo 60 reais e, quando o armarinho começou a vender mais, vi a necessidade de me formalizar. Virei MEI e, hoje, tenho CNPJ. Ser empreendedora não é fácil, mas é prazeroso. Tento sempre trazer os melhores produtos. Sou muito feliz com meu empreendimento e também incentivo as minhas clientes a empreenderem”, conta.

Quem também está satisfeita com seu empreendimento é Cláudia Zucolotto. “Precisamos conciliar nosso tempo com família e outros compromissos, mas hoje me sinto realizada. Trabalho no ramo de marmitex e o meu negócio vai muito bem. Quando quis regularizar minha empresa, procurei a Sala do Empreendedor, e tive todo apoio para tornar meu negócio realidade”, afirma.

Coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, a Sala do Empreendedor também foi fundamental para a doceira Raiane Freitas iniciar sua jornada como empreendedora.

“No início da pandemia, por meio da Sala, consegui crédito para começar a vender meus doces. Hoje, além de tudo, eu levo amor para as pessoas. Ser empreendedora é saber que o que você faz transforma a vida dos outros, e eu jamais trocaria essa experiência. É incrível saber que temos a Sala ao nosso lado, para ajudar a nos reorganizar, quando necessário, e nos apoiar em momentos que precisamos”, frisa.

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico, Francisco Montovanelli, atesta que a participação feminina no empreendedorismo tem crescido, cada vez mais, mostrando a força e a motivação das mulheres.

“Impulsionadas, em alguns casos, para complementar a renda familiar ou em busca de mudanças, elas estão empreendendo mais e mais. Após anos de diferença em relação aos homens, devido à desigualdade de gênero, elas vêm desconstruindo esse paradigma sociocultural. Isso é altamente positivo, na medida que incentiva mais mulheres a empreenderem, o que contribui para melhorar o ambiente socioeconômico”, avalia.

Sala do Empreendedor

Tanto quem quer abrir um negócio em Cachoeiro como quem já empreende no município pode contar com os serviços da Sala do Empreendedor, que incluem acesso a microcrédito, emissão de documentos, dentre outros atendimentos. Ela está localizada no 2º andar do Shopping Cachoeiro, Centro, e funciona de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h.

Para tirar dúvidas e evitar aglomerações no local, os empreendedores têm a opção de entrar em contato com o espaço por meio dos telefones (28) 3155-5292 ou (28) 3522-4445.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana