conecte-se conosco


Grande Vitória

Crea-ES aponta necessidade urgente de intervenção no Mercado de Peixes da Vila Rubim

Publicados

em

Na tarde desta segunda-feira (25) representantes da Defesa Civil e da Secretaria de Obras do município de Vitória estiveram reunidos na sede do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), com o presidente Eng. Jorge Silva e as equipes de vistorias fiscal e técnica da instituição. Na ocasião, foram pontuados os principais dados levantados nas vistorias técnica e fiscal, realizadas nos dias 21 e 25 de outubro, no Mercado de Peixes da Vila Rubim.
Apesar de ter sido consenso entre os órgãos o fato de que não existir risco iminente de desastre, o Crea-ES evidenciou aos profissionais da Prefeitura Municipal de Vitória a necessidade da adoção urgente de intervenções no sentido de corrigir problemas relacionados à questão hidráulica, ao segmento elétrico e às estruturas expostas.  Além disso, os engenheiros do Conselho, sugeriram a demolição de uma obra construída de maneira irregular, localizada acima do mercado.
Ainda nessa segunda-feira (25), o presidente Jorge Silva participou de uma reunião com a Promotora de Justiça Graziela Argenta, que acompanha o caso e, na terça-feira (26), a agenda é com a Defesa Civil Estadual. “Estamos caminhando e evoluindo no sentido de contribuir para a resolução do problema. São 44 famílias que dependem daquele local para garantir o sustento e é por isso que estamos trabalhando com tanto cuidado. Queremos garantir a segurança da população que subsiste no local, sem prejudicá-la”, disse o presidente do Crea-ES.

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Maior congresso de governança do país começa terça (30) em Vitória e mira na conduta ética da gestão pública

Publicados

em

Por

Obras paralisadas, falhas de planejamento, pouca assertividade na medição dos empreendimentos públicos. Estes são alguns dos temas que serão abordados durante o maior Congresso de Governança, Fiscalização, Competitividade e Sustentabilidade na Área Tecnológica do país, a ser realizado pelo Conselho de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) e pela Associação dos Profissionais de Engenharia Ambiental do Espírito Santo (Apea-ES), entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro, no Centro de Convenções de Vitória (ES).
Na pauta do encontro, a expectativa aponta também para abordagens ligadas a adoção das práticas de governança e compliance no setor público. “Precisamos criar no setor público o hábito da conduta ética, fomentar uma cultura de denúncias de irregularidades, de controle da corrupção, de repressão aos costumes que envolvem desvio de recursos e do banimento de privilégios nas relações público-privadas. Isso traz mais transparência para os profissionais e para a sociedade”, explica o advogado do Crea-ES Brício Alves.
O modelo de fiscalização profissional e de serviços de Engenharia adotado pelo Crea-ES desde o início deste ano tornou-se referência no país e será apresentado a centenas de profissionais. “As boas práticas adotadas pelo Conselho, que ultrapassou suas funções exclusivamente legais, passando a intervir diretamente em ações de defesa da sociedade, serão apresentadas aos Creas de todo o Brasil como um modelo a ser seguido no sentido de valorizar o profissional e proteger a população”, disse o presidente do Conselho, Eng. Jorge Silva.
A extensa programação do Congresso de Governança, Fiscalização, Competitividade e Sustentabilidade contará ainda com painéis que tratarão da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) nas organizações, das perspectivas do mercado da construção civil e os desafios da mobilidade urbana, das novas leis de Licitações (14.133/2021) e Licenciamento Ambiental, Segurança Alimentar, perspectiva da produtividade de alimentos, reuso da água para irrigação e a utilização de biogás como fonte de energia térmica, elétrica e de uso automotivo.

Além de presidentes e profissionais dos Creas de todo o Brasil e do Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea), o congresso contará com a presença de representantes do Tribunal de Contas da União (TCU), do Ministério Público Federal e da Superintendência Regional do Trabalho.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana