conecte-se conosco

Cidades

Defesa Civil dá orientações em relação a chuvas intensas

Publicado

Órgão municipal tem recomendações a serem seguidas antes, durante e depois da chuva
Foto: Divulgação/PMCI

Com o período de chuvas intensas previsto para este fim de ano, a população de Cachoeiro deve ficar atenta às orientações da Defesa Civil do município para prevenir transtornos e acidentes.

Vinculado à Secretaria Municipal de Segurança (Semseg), o órgão tem recomendações a serem seguidas antes, durante e depois da chuva.

E os cuidados devem começar em casa. É importante manter limpos telhados, calhas, ralos e canos, providenciar poda de árvores que ponham a cobertura da residência em risco, bem como remover entulhos do quintal.

Nas vias públicas, a orientação é nunca jogar lixo nos bueiros (boca-de-lobo) ou próximo deles, para não obstruir o escoamento da água. Além disso, os horários da coleta devem ser respeitados.

Em caso de tempestade com raios e ventos fortes, o melhor é ficar em casa ou se abrigar em local seguro até que o temporal passe.

E se a chuva provocar alagamento ou enchente, é preciso evitar contato com essas águas, já que elas podem estar contaminadas, provocar doenças e acidentes.

Para quem mora em área de encostas, a atenção precisa ser redobrada aos sinais de deslizamento de barreiras, rolamento de pedras e escorregamento de terra.

“Em caso de movimentação de solo, é preciso acionar imediatamente a Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros, além de alertar as pessoas que residem na área para que se afastem até a chegada das equipes”, orienta o coordenador da Defesa Civil de Cachoeiro, Francisco Inácio Daroz.

Em situação de emergência, acione a Defesa Civil pelos telefones 199 (de segunda a sexta-feira, das 9h às 18h) ou (28) 98814-3497 (plantão de emergência, inclusive nos sábados, domingos e feriados).

Confira mais recomendações da Defesa Civil

Antes

– Realize limpeza preventiva de telhados, calhas e canos de descida de água.
– Substitua telhas quebradas e fixe estrutura de telhados que possam se soltar com ventos fortes.
– Desobstrua ralos, valas e tubos de coleta de água.
– Retire entulhos da sua calçada e dos quintais.
– Providencie a poda dos galhos de árvores que botem em risco o telhado da residência.
– Não jogue lixo, sacolas plásticas ou garrafas pet nas ruas e margens de rios e córregos.
– Acompanhe as informações meteorológicas pela imprensa, internet ou boletins da Defesa Civil.
– Direcione canos de descida de água das calhas, para tubulação de coleta de água pluvial.

Durante

– Tenha sempre lanternas e pilhas em condições de uso.
– Acompanhe a mídia local, para acompanhar a previsão do tempo ou os informes sobre o evento adverso.
– Em caso de tempestade com raios e ventos fortes, não suba em telhados para fazer manutenção de emergência.
– Quando estiver na rua, não procure abrigo embaixo de árvores, estrutura metálica ou outdoor, em caso de tempestade com raios e ventos fortes.
– Desligue a energia elétrica de locais onde os utensílios e equipamentos elétricos possam ser atingidos pela chuva.
– Mantenha as portas e janelas sempre bem fechadas ou trancadas, evitando danos severos que podem ser causados pelo vento forte.
– Se mora próximo ao rio ou a córregos, fique atento ao nível de água. Se estiver subindo rapidamente e além do normal, vá com a família para um lugar seguro.
– Não deixe crianças brincando em áreas alagadas ou nas águas dos córregos, pois elas podem ser levadas pela correnteza ou ser contaminadas, contraindo graves doenças, como hepatite e leptospirose.

Depois
– Não use equipamentos elétricos que tenham sido molhados ou em locais inundados, pois há risco de choque elétrico e curto-circuito.
– Cuidado com a água que for beber. Veja se não foi contaminada pela inundação, o que traz sérios riscos à saúde.
– Cuidado também com os alimentos: os atingidos pela água podem estar contaminados.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Censo Cultural 2020 já tem mais de 40 cadastros

Publicado


.
Os artistas e organizações culturais de Cachoeiro devem se inscrever até 20 de julho
Foto: Márcia Leal/PMCI

O Censo Cultural 2020 da Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim já teve, até a tarde desta quarta-feira (8), 47 cadastros. Dessas inscrições, 36 foram de artistas, seis de organizações com registro de Pessoa Jurídica (PJ) e cinco coletivos artísticos sem registro oficial. O período para se cadastrar, o que deve ser realizado por meio da página cachoeiro.es.gov.br/censocultural, teve início nesta terça-feira (7) e segue até o próximo dia 20 de julho.

O objetivo da Secretaria Municipal de Cultural e Turismo (Semcult) é ter um banco de dados sobre os fazedores de cultura, espaços e organizações culturais em atividade no município. Além de auxiliar na implementação de políticas públicas para a área, o cadastro será um item obrigatório para acesso ao auxílio da Lei de Emergência Cultural “Aldir Blanc” – sancionada pelo governo federal, mas ainda sem previsão de repasse da verba a estados e municípios.

Quem não tiver acesso à internet pode fazer o cadastro, de forma presencial, na Casa dos Braga (rua 25 de Março, Centro). O atendimento ao público é realizado às segundas, quartas e sextas, das 13h às 18h, e às terças e quintas, das 8h às 13h. É preciso levar CPF, identidade, comprovante de residência, número da conta bancária, currículo, fotos e reportagens do trabalho artístico-cultural que desenvolve.

“Independentemente de o artista ou organização cultural se enquadrar ou não nos critérios do auxílio da ‘Lei Aldir Blanc’, é fundamental que todos participem. Como Cachoeiro é um município grande e diverso, nós queremos obter um retrato o mais amplo possível da área cultural da cidade”, explica a secretária municipal de Cultura e Turismo, Fernanda Martins.

Lei Aldir Blanc

A “Lei Aldir Blanc” prevê o repasse de R$ 3 bilhões do Fundo Nacional da Cultura (FNC) para estados e municípios socorrem o setor cultural durante a pandemia de Covid-19. O dinheiro deverá ser aplicado na concessão auxílio emergencial a artistas – nos mesmos moldes do auxílio do governo federal para trabalhadores autônomos – e a espaços e organiazações culturais, bem como na realização de editais e concessão de linhas de crédito.

Para explicar melhor os detalhes da lei para a classe artística, o Conselho Municipal de Política Cultural (CMPCCI), que conta com representantes da Prefeitura de Cachoeiro e da sociedade civil, já promoveu duas webconferências, nos dias 27 de junho e 4 julho, respectivamente. Uma última será realizada no próximo sábado (11), às 14h, sendo aberta a todos os interessados. Para participar, bastará acessar o link: https://meet.google.com/pan-urwv-anf.

Cadastre-se!

Todas as pessoas que atuam, na área cultural no município, independente de se enquadrarem ou não nas regras para recebimento do auxílio da “Lei Aldir Blanc”, devem se cadastrar no Censo Cultural 2020. O sistema de cadastro foi desenvolvido pela Companhia de Tecnologia da Informação de Cachoeiro de Itapemirim (Dataci).

Cadastro virtual:

Data: de 7 a 20 de julho, no endereço virtual: www.cachoeiro.es.gov.br/censocultural.

Atendimento presencial:

Casa dos Braga, às segundas, quartas e sextas, das 13h às 18h, e às terças e quintas, das 8h às 13h.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana