conecte-se conosco


Política

Delegado Pazolini é desmentido pelo Conselho Regional de Enfermagem

Publicados

em

Do Blog do Elimar Cortês

Em nota publicada nesta terça-feira (24/11), a presidente do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-ES), Andressa Barcellos, desmentiu o candidato a prefeito de Vitória pelo Republicanos, o deputado estadual Lorenzo Pazolini, que se identifica também como Delegado Pazolini.

Na noite de segunda-feira (23/11), Pazolini e o também candidato a prefeito da Capital, João Coser, participaram de um debate promovido pela Rádio CBN e o Portal A Gazeta. Coser fez menção ao medo que as atitudes de Pazolini provocam na população, sobretudo quando nega a gravidade do novo coronavírus e por ter invadido as dependências do Hospital Dório Silva, em Laranjeiras, na Serra.

No dia 12 de junho de 2020, Pazolini e os demais deputados estaduais Lucínio Castelo de Assumção, o Capitão Assumção (Patriota); Vanderson Alonso Leite, o Vandinho Leite (PSDB); Adonias Marques de Abreu, Torino Marques (PSL); Danilo Bahiense Moreira (PSL); e Carlos Von Schilgen Ferreira, o Carlos Von (Avante) invadiram o Dório Silva, atendendo a um pedido do presidente Jair Bolsonaro.

Eles alegaram ter ido ao local “apurar” supostas “irregularidades”, mas entraram mesmo sem permissão da direção do hospital. Acabaram provocando pânico e medo nas pessoas que estavam no hospital, porque tiveram contato com pacientes que contraíram o coronavírus e com médicos e enfermeiros.

Leia também: Deputados capixabas acatam pedido de Bolsonaro e entram em hospital; secretário de Saúde considera atitude “grave e inadmissível”

Ao responder as ponderações de João Coser,  Delegado Pazolini alegou não ter havido invasão. Falou do artigo 56 da Constituição do Estado do Espírito Santo, que autoriza os parlamentares a fiscalizar o Poder Executivo.

Disse que ele os seus colegas foram ao hospital verificar as denúncias recebidas e que teriam contato com apoio do Coren, do Conselho Regional de Medicina (CRM) e da Associação Médica do Estado do Espírito Santo.

No entanto, em nota, o  Coren afirma que o Delegado Pazolini “falta com a verdade ao fazer essa declaração”. Segundo a presidente Andressa Barcellos, o Coren “é uma autarquia federal com papel fiscalizador e seguimos rigorosamente a legislação da Saúde e do Sistema Conselho Federal/Conselhos Regionais de Enfermagem para proteger o exercício profissional e a assistência de Enfermagem”.

Na ocasião, de acordo com a dirigente, o Coren classificou “aquela invasão como uma afronta aos profissionais de Enfermagem, aos doentes internados e à sociedade em geral. Portanto, o Coren-ES não teve nenhuma participação, e jamais se posicionou favorável ao ato dos parlamentares. Por isso, repudiamos a fala do Delegado Pazolini no debate”.

Andressa Barcellos disse mais: “Vivemos uma pandemia que, só aqui no Espírito Santo, matou mais de 4.100 pessoas e contaminou 179.517. Negar a doença e sua letalidade, subestimar a ciência e desrespeitar organizações de saúde, como a OMS, são atitudes que impedem o enfrentamento necessário à pandemia”.

A nota do Coren conclui da seguinte forma: “O desrespeito às normas sanitárias expõe ainda mais os profissionais e os pacientes à contaminação e não corrobora com as prerrogativas do Coren-ES e com seu poder de polícia administrativa”.

Por conta do episódio da invasão ao Dório Silva, a procuradora-geral de Justiça, Luciana Andrade, determinou a instauração de um Procedimento Investigatório Criminal (PIC) para apurar se os deputados Pazolini, Assumção, Vandinho Leite, Torino Marques, Danilo Bahiense e Carlos Von cometeram crime previsto no Código Penal Brasileiro.

CRM entende que ‘ida dos deputados ao hospital’ faz parte da prerrogativa parlamentar

O CRM foi procurado nesta terça-feira (24/11) para se manifestar sobre as declarações de que o órgão apoiou a invasão ao Hospital Dório Silva. Em nota, a Assessoria de Imprensa informa que “na ida dos deputados ao Dório Silva, o CRM-ES não estava presente, mas o Conselho não condena tal atitude, por entender que se trata de uma prerrogativa dos deputados”.

No dia 17 de junho de 2020, cinco dias após a ida dos parlamentares ao hospital, o CRM se reuniu com um grupo de deputados, incluindo alguns dos “invasores”, quando tratou sobre “denúncias de irregularidades na saúde pública”.

Em seu Portal na internet, o CRM publicou reportagem sobre a reunião com os parlamentares com o seguinte título: ‘Ações conjuntas entre CRM-ES e parlamentares’.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Prefeito e vice de Marataízes são diplomados online pela Justiça Eleitoral

Publicados

em

Por

Aconteceu nesta quinta-feira, 17 de dezembro, em Marataízes, no formato online e à distância, a diplomação do prefeito Tininho Batista, reeleito para o segundo mandato de 2021 a 2024, e do vice-prefeito Jaiminho Machado.

A solenidade ocorreu no gabinete do prefeito e contou ainda com as presenças da primeira-dama de Marataízes, Samantha de Souza Oliveira e da esposa do vice-prefeito eleito, Vânia Márcia Rohr Machado.

Tininho Batista e Jaiminho Machado foram eleitos em 15 de novembro último com 9.469 votos. A posse será no dia 1º de janeiro de 2021.

Fonte: Atenas Notícias

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana