conecte-se conosco

Estado

Diário Oficial completa 130 anos com lançamento de novo Caderno

Publicado


.

Neste sábado, dia 23 de maio, o Diário Oficial do Espírito Santo completará 130 anos de história. E a celebração será marcada pelo lançamento de um novo produto: o Caderno dos Municípios do Espírito Santo. A publicação irá reunir todas as informações referentes aos municípios em um único lugar e integrará os outros três que o Diário Oficial já dispõe: Executivo, Licitações e Diversos.

“Esse novo caderno foi planejado desde o início da gestão como forma de dar ainda mais transparência aos atos públicos. Isso porque, as pessoas terão todas as publicações referentes aos municípios em um único caderno, o que permitirá uma consulta mais rápida e eficiente”, destacou a diretora-presidente Departamento de Imprensa Oficial do Espírito Santo (DIO/ES), Madalena Santana.

Lançamento

O Caderno dos Municípios irá circular diariamente a partir da próxima semana. O acesso é o mesmo do Diário Oficial do Espírito Santo. Basta acessar o site www.dio.es.gov.br e escolher o link Consultar Diário Oficial. Ao “baixar” ou visualizar a edição, o cidadão terá acesso gratuito aos quatro cadernos (Executivo, Licitações, Municípios e Diversos).

História

Segundo Diário Oficial mais antigo do País, a publicação prossegue registrando em suas páginas a história do Espírito Santo por meio de decretos, leis e outras matérias oficiais.

“É um grande orgulho poder fazer parte dos 130 anos de história do Diário Oficial do Espírito Santo, uma publicação tão importante para todos os capixabas. A nossa expectativa é de que o Diário prossiga sua trajetória nos contando em suas linhas a evolução da nossa sociedade. Parabéns!”, ressaltou a diretora-presidente.

Apesar do marco ser a circulação da primeira edição, essa história começou alguns meses antes, em 20 de fevereiro de 1890, quando o então governador, Affonso Claudio de Freitas Rosa, editou o Decreto nº 14, de criação do Diário Official do Estado Federal do Espírito-Santo.

No início, a oficina tipográfica ficava no Palácio Anchieta, no Centro de Vitória. Mas, em 20 de novembro de 1939, o Diário quase foi extinto após um grande incêndio ocorrido no palácio.

Em 1948, no Governo de Carlos Fernando Monteiro Lindenberg, a Imprensa Oficial foi transferida para uma nova sede, na famosa Avenida Capixaba, atual Jerônimo Monteiro.

A partir de 1971, a autarquia conquistou sede própria no bairro Bento Ferreira, em Vitória, onde o parque gráfico funcionou até o início de 2018. O fim das edições impressas havia ocorrido um pouco antes, pois em 1º de agosto de 2017 o Diário Oficial do Espírito Santo passou a ser veiculado apenas na internet.

A modernização trouxe a facilidade de acesso. Hoje, é possível tanto fazer uma publicação via smartphones, tablets e outros dispositivos móveis quanto acessar a edição de qualquer lugar.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

BOLETIM SALA DE SITUAÇÃO – 05/06/2020

Publicado


.

O governador do Estado, Renato Casagrande, liderou, nesta sexta-feira (05), mais uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, por meio de videoconferência. Foi apresentado o novo Mapa de Risco, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (08) até o domingo (14). Com o aumento na taxa de ocupação de leitos de UTI destinados ao tratamento de casos do novo Coronavírus (Covid-19), 36 municípios fazem parte do grupo de Risco Alto e outros 42 em Risco Moderado. Não há municípios capixabas classificados como Risco Baixo. A portaria será publicada neste final de semana.

Fazem parte do grupo de municípios em Risco Alto: Afonso Claudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Cariacica, Colatina, Ecoporanga, Fundão, Guarapari, Ibiraçu, Ibitirama, Itapemirim, Itarana, João Neiva, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã, Serra, Viana, Vila Velha e Vitoria.

Estão no grupo de Risco Moderado os municípios de Alegre, Aracruz, Atílio Vivacqua, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Pavão e Vila Valério.

A Matriz de Risco, que está em sua terceira fase, leva em consideração como critérios de classificação o Coeficiente de Incidência de casos confirmados nos municípios, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), os índices de isolamento social e de letalidade da doença, além do percentual da população acima dos 60 anos – considerado como grupo de risco.

 

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana