conecte-se conosco

Grande Vitória

Empresa define nova data para reaplicação de provas de concurso para professores

Publicado

As provas referentes aos cargos de professor de Educação Básica II e professor de Educação Básica IV em Função Pedagógica no concurso público para o Magistério de Vitória já têm data definida para serem reaplicadas.

De acordo com o cronograma publicado pelo Instituto Brasileiro de Apoio e Desenvolvimento Executivo (Ibade), responsável pelo concurso, as novas provas serão aplicadas no dia 24 de novembro.

O Ibade destaca que, em relação aos demais cargos do pleito, considerando que o erro material se deu exclusivamente nas questões de Conhecimentos Específicos dos cargos mencionados acima, serão mantidas as provas aplicadas e o cronograma segue normalmente, em razão de inexistência de qualquer prejuízo aos candidatos.

Desistência do certame

O Ibade informou ainda que, para os candidatos a esses cargos que não desejarem dar prosseguimento ao concurso público, será assegurado o direito à desistência do certame, com devolução dos valores pagos na inscrição.

A desistência deverá ser manifestada por meio de requerimento a ser feito através do e-mail [email protected], desta última quarta-feira (6) até as 23h59 desta sexta (8), horário de Brasília (DF).

Leia mais:  Aprovada lei que permite transporte de pequenos animais nos ônibus de Vitória

No “assunto” do e-mail, o candidato deverá informar: DESISTÊNCIA DO CERTAME DE
VITÓRIA/ES e no e-mail seguir os procedimentos abaixo:

a) indicar número de inscrição, cargo, nome completo e telefone para contato;

b) manifestar expressamente a desistência do Certame;

c) anexar cópia da identidade e CPF; 

d) para os candidatos pagantes: informar dados bancários (conta corrente ou poupança – em
nome próprio).

Entenda

Depois de problemas registrados na aplicação, a entidade organizadora anulou as provas para dois cargos do concurso da Prefeitura de Vitória para a área da Educação, realizadas no dia 27 de outubro. A seleção contou com mais de 20 mil inscritos concorrendo a 172 vagas para professores da Educação Básica em diversas áreas. Veja posicionamento do Ibade. 

Comentários Facebook
publicidade

Grande Vitória

Chuvas: Defesa Civil atua em áreas de risco de Vitória

Publicado

As equipes da Defesa Civil de Vitória estão atuando nas áreas de risco de Vitória para monitorar os efeitos provocados pela chuva intensa que cai na capital desde a última terça-feira (12).

“A Defesa Civil de Vitória está atuando 24 horas para atender a população. Estamos percorrendo as áreas de risco para verificar se há possibilidade de movimentação de solo ou rolamento de blocos. Também estamos monitorando os locais onde aconteceram deslizamentos desde a última terça-feira”, disse o coordenador da Defesa Civil de Vitória, Jonathan Jantorno.

Nos últimos dois dias, o órgão já atendeu 23 chamados de munícipes. Seis imóveis precisaram ser interditados por risco de desabamento ou por oferecer risco aos moradores. Outros quatro foram interditados parcialmente (quando somente uma área é isolada pela Defesa Civil).

Por causa dessas interdições, 17 pessoas estão desalojadas de suas casas e hospedadas em casas de amigos e parentes. Em casos assim, a Defesa Civil oferece aos moradores a opção de ir para o abrigo municipal. No entanto, estas pessoas desalojadas preferiram outras alternativas de hospedagem até que os riscos estejam eliminados.

Até as 12 horas desta quinta-feira (14), os pluviômetros da capital marcavam volume de chuva de 139 milímetros. Na quarta (13), esta marca chegou a 240 milímetros.

Alerta

Flávio Almeida

Chuva,Trânsito,carros,Avenida Beira Mar

Até as 12 horas desta quinta-feira (14), os pluviômetros da capital marcavam volume de chuva de 139 milímetros (Ampliar imagem)

Na tarde de quarta-feira (13), a Defesa Civil de Vitória emitiu o alerta de deslizamento nas áreas de risco de Vitória. O aviso é emitido quando o volume de chuva na capital ultrapassa os 100 milímetros, o que acarreta em maior risco de movimentação de solo.

Leia mais:  Registrado 1º caso de criança contaminada por bactéria fora de creche em Vila Velha

Diferente do alerta emitido via SMS pela Defesa Civil Estadual (que avisa sobre intensidade de chuvas e riscos de alagamentos), o alerta da Defesa Civil de Vitória é emitido somente quando há risco de deslizamento.

Os moradores da área de risco que contam com o aplicativo Vitória Online instalados em seus celulares recebem os avisos. O aplicativo é gratuito e está disponível para todos os tipos de celulares.

“É muito importante que o morador de uma área de risco tenha o aplicativo instalado. Com as informações emitidas eles podem se prevenir e se abrigar em locais seguros”, disse o coordenador da Defesa Civil de Vitória, Jonathan Jantorno.

O alerta para as áreas de risco se mantém enquanto a chuva permanecer na capital – a previsão até domingo (17) é de chuvas moderadas. Esse alerta só é retirado depois de um período de 72 horas sem precipitação.

Áreas de risco

As equipes da Defesa Civil estão de prontidão e atuando nas 25 áreas de risco da capital. Em caso de deslizamentos ou desabamentos, os munícipes podem ligar para o plantão 24 horas do órgão: 98818-4432. As demandas também podem ser registradas pelo Fala Vitória 156.

O município de Vitória conta com 25 áreas de risco. Ao todo, são 6.612 pessoas nessas áreas, localizadas nos seguintes bairros: Morro do Macaco, Jaburu, Jucutuquara, Santos Dumont, Rio Branco, Fradinhos, Cruzamento, Morro Grande, Romão, Forte São João, Fonte Grande, Piedade, Moscoso, Quadro, Alto Caratoíra, Alagoano, Bela Vista, Jesus de Nazareth, Inhanguetá, São José, Santa Helena, Conquista, Comdusa, Morro da Capixaba, Redenção e Santa Martha.

Leia mais:  Chuva forte e raios podem atingir 25 municípios do ES

BALANÇO

Volume de chuva (até as 12h do dia 14/11): 139 milímetros
Total de ocorrências: 23
Pessoas desalojadas: 17 – 10 em Consolação, duas em Jardim da Penha e cinco na Piedade
Imóveis interditados: Seis
Imóveis parcialmente interditados: quatro

Ocorrências

CONSOLAÇÃO
– Deslizamento de terra com desabamento de muro
3 imóveis interditados
10 pessoas desalojadas

– Risco de deslizamento de terra e rolamento de rocha
Interdição parcial de imóvel

SÃO BENEDITO
– Risco de deslizamento de terra

JARDIM DA PENHA
– Infiltração em dois imóveis alagados

– Infiltração e desplacamento de gesso em residência
Imóvel interditado
2 pessoas desalojadas

GURIGICA
– Queda de árvore sobre residência

PIEDADE
Desabamento parcial de residência
5 pessoas desalojadas
Imóvel interditado

SANTA TEREZA
Rolamento de bloco
Interdição parcial de imóvel

CRUZAMENTO
Afundamento de servidão

CARATOÍRA
Infiltração / imóvel alagado

TABUAZEIRO
Deslizamento de terra
Interdição parcial de imóvel

BAIRRO DE LOURDES
Rolamento de bloco / risco de rolamento de bloco
Interdição parcial

MOSCOSO
Rolamento de bloco / risco de rolamento de blocos
Interdição do imóvel

ROMÃO
Risco de deslizamento

NOVA PALESTINA
Rolamento de bloco / risco de rolamento de bloco

RESISTÊNCIA
Rolamento de bloco

MORADA DE CAMBURI
Afundamento de piso
Interdição parcial de imóvel

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana