conecte-se conosco

Estado

Escola reaberta pelo Governo comemora formatura de alunos do Ensino Médio noturno

Publicado

Toda comunidade da Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Mata Fria, localizada em Afonso Cláudio, comemora a formatura da primeira turma que irá concluir a 3ª série do Ensino Médio após três anos em que a unidade escolar esteve fechada. A cerimônia será realizada na próxima sexta-feira (06).

Mãe de uma das formandas e uma das principais articuladoras da comunidade em favor da escola, Hilde Helene Christiansen Jordão, disse que, apesar de ser uma localidade rural, sustentada pela agricultura familiar, a comunidade tem muitos jovens interessados em estudar e crescer como pessoas e profissionais, portanto é fundamental a oferta de um ensino médio noturno regular para que possam realizar seus sonhos de vida. “Eu penso que cada um tem que ter o direito de escolher o que quer para o seu futuro”, ponderou.

Sem o Ensino Médio, disse Hilde, os jovens não podiam escolher se queriam sair da roça e se formar, ficar na cidade ou voltar para comunidade e atuar nas áreas de agronomia, veterinária ou outra profissão necessária na sua terra natal. “Não estou fazendo isso pela minha filha apenas, mas pela comunidade. Eu estou muito feliz, realizada em ver os meninos estudando e a primeira turma se formar”, comemorou Hilde.

Leia mais:  Chamada Pública 2020: veja onde há oferta de Tempo Integral

Fechamento e reabertura

O ensino médio não funcionava na unidade desde o ano de 2015. A escola foi fechada no final de 2015, quando contava com 61 alunos matriculados, que frequentavam os 1º, 2º e 3º anos do ensino médio. A reabertura aconteceu em fevereiro deste ano, com a oferta de 120 vagas.

Pouco depois de reinaugurada, a escola recebeu a visita do secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo. Hilde Helene também comentou a visita do secretário. “Ele disse que vai investir na escola para ela crescer cada vez mais e o governador quer que ela seja uma escola modelo”.

Texto: Soraia Camata

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedu

Mirela Marcarini / Geiza Ardiçon/ Soraia Camata

(27) 3636-7705/ 7706/ 7707/ 7888 / 99956-2479 / 99802-9043

[email protected]/ [email protected]/ [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Sedu abre primeira Escola Estadual Indígena e oferta vagas para 2020

Publicado

O ano letivo de 2020 começará com a Escola Estadual Indígena de Ensino Médio Aldeia Caieiras Velha, Aracruz, funcionando. Esta é a primeira escola indígena no Espírito Santo que ofertará a modalidade de Ensino Médio. A Secretaria da Educação (Sedu) disponibilizou 138 vagas para matrículas, que se encontram abertas pela Chamada Pública Escolar até o dia 13 de dezembro.

Para realizar a pré-matrícula, é necessário acessar o site da Sedu – www.sedu.es.gov.br – com o número de CPF do aluno – se for maior de idade, ou do responsável, se o estudante for menor de idade – para que seja gerado o login de acesso ao sistema. Além disso, é preciso ter em mãos documentos pessoais do aluno, nome e CPF do pai e da mãe e do estudante, bem como o endereço da residência do aluno.

A Escola Aldeia Caieiras Velha foi criada pela Portaria n° 155-R de 30 de setembro de 2014 e inaugurada no dia 30 de dezembro do mesmo ano. Contudo, a escola não foi aberta de fato. O Governo do Estado, por meio da Sedu, trabalhou ao longo do ano de 2019 para que a unidade de ensino esteja em pleno funcionamento no início do ano letivo de 2020.

Leia mais:  Itapemirim ultrapassa média nacional de investimento dos royalties de petróleo

Destinada a atender os estudantes indígenas das etnias Guarani e Tupiniquim do município de Aracruz, a escola disponibilizará, como prevê a legislação, uma organização curricular diferenciada que priorize a cultura, os modos de viver, as tradições e os conhecimentos desses povos em constante diálogo com os conteúdos previstos na Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

A abertura da Escola indígena de Ensino Médio é de suma importância para a garantia dos direitos de um ensino de qualidade e com equidade para os estudantes indígenas que, atualmente, são atendidos apenas no Ensino Fundamental quanto à Educação Escolar Indígena.

Chamada Pública Escolar

Em todo o Estado, a Sedu oferta mais de 250 mil vagas para os Ensinos Fundamental e Médio Regular e 44 mil para Educação de Jovens e Adultos (EJA), que agora passa a contar com a oferta de Ensino Profissionalizante. O período da rematrícula e/ou solicitação de transferência interna, ou seja, para os alunos que já são da Rede Estadual, foi realizado do dia 29 de outubro a 26 de novembro. Esta primeira etapa também foi totalmente on-line, pelo site da Sedu.

Leia mais:  IASES abre inscrições para processo seletivo de níveis técnico e superior

Veja o cronograma da Chamada Pública Escolar

* Pré-matrículas para aqueles que desejam ingressar na Rede Estadual está em andamento até o dia 13/12;

* Divulgação do resultado da rematrícula, transferência interna e pré-matrícula ocorrerá até o dia 15/01/2020;

* Efetivação das matrículas dos alunos provenientes das etapas de transferência interna e pré-matrícula será feita até o dia 31/01/2020.

Mais informações: (27) 3636 7830 / 3636-7831.

Fique atento!

Quem tiver dificuldades em acessar a Internet para realizar a pré-matrícula deve procurar a escola da Rede Pública Estadual mais próxima, onde a equipe da unidade de ensino dará a devida assistência para que o aluno e/ou responsável utilize um computador disponibilizado no local.

A Sedu também ressalta que o aluno, que já é da Rede Estadual, e que não realizou a rematrícula dentro do prazo (de 29.10 a 26.11), deve efetuar a Pré-Matrícula para garantir sua permanência na Rede. CLIQUE AQUI.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sedu
Mirela Marcarini / Geiza Ardiçon/ Soraia Camata
(27) 3636-7705/ 7706/ 7707/ 7888 / 99956-2479 / 99802-9043
[email protected]/ [email protected]/ [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana