conecte-se conosco

Estado

Escola reaberta pelo Governo comemora formatura de alunos do Ensino Médio noturno

Publicado

Toda comunidade da Escola Estadual de Ensino Médio (EEEM) Mata Fria, localizada em Afonso Cláudio, comemora a formatura da primeira turma que irá concluir a 3ª série do Ensino Médio após três anos em que a unidade escolar esteve fechada. A cerimônia será realizada na próxima sexta-feira (06).

Mãe de uma das formandas e uma das principais articuladoras da comunidade em favor da escola, Hilde Helene Christiansen Jordão, disse que, apesar de ser uma localidade rural, sustentada pela agricultura familiar, a comunidade tem muitos jovens interessados em estudar e crescer como pessoas e profissionais, portanto é fundamental a oferta de um ensino médio noturno regular para que possam realizar seus sonhos de vida. “Eu penso que cada um tem que ter o direito de escolher o que quer para o seu futuro”, ponderou.

Sem o Ensino Médio, disse Hilde, os jovens não podiam escolher se queriam sair da roça e se formar, ficar na cidade ou voltar para comunidade e atuar nas áreas de agronomia, veterinária ou outra profissão necessária na sua terra natal. “Não estou fazendo isso pela minha filha apenas, mas pela comunidade. Eu estou muito feliz, realizada em ver os meninos estudando e a primeira turma se formar”, comemorou Hilde.

Fechamento e reabertura

O ensino médio não funcionava na unidade desde o ano de 2015. A escola foi fechada no final de 2015, quando contava com 61 alunos matriculados, que frequentavam os 1º, 2º e 3º anos do ensino médio. A reabertura aconteceu em fevereiro deste ano, com a oferta de 120 vagas.

Pouco depois de reinaugurada, a escola recebeu a visita do secretário de Estado da Educação, Vitor de Angelo. Hilde Helene também comentou a visita do secretário. “Ele disse que vai investir na escola para ela crescer cada vez mais e o governador quer que ela seja uma escola modelo”.

Texto: Soraia Camata

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Sedu

Mirela Marcarini / Geiza Ardiçon/ Soraia Camata

(27) 3636-7705/ 7706/ 7707/ 7888 / 99956-2479 / 99802-9043

[email protected]/ [email protected]/ [email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

BOLETIM SALA DE SITUAÇÃO – 05/06/2020

Publicado


.

O governador do Estado, Renato Casagrande, liderou, nesta sexta-feira (05), mais uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, por meio de videoconferência. Foi apresentado o novo Mapa de Risco, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (08) até o domingo (14). Com o aumento na taxa de ocupação de leitos de UTI destinados ao tratamento de casos do novo Coronavírus (Covid-19), 36 municípios fazem parte do grupo de Risco Alto e outros 42 em Risco Moderado. Não há municípios capixabas classificados como Risco Baixo. A portaria será publicada neste final de semana.

Fazem parte do grupo de municípios em Risco Alto: Afonso Claudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Cariacica, Colatina, Ecoporanga, Fundão, Guarapari, Ibiraçu, Ibitirama, Itapemirim, Itarana, João Neiva, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã, Serra, Viana, Vila Velha e Vitoria.

Estão no grupo de Risco Moderado os municípios de Alegre, Aracruz, Atílio Vivacqua, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Pavão e Vila Valério.

A Matriz de Risco, que está em sua terceira fase, leva em consideração como critérios de classificação o Coeficiente de Incidência de casos confirmados nos municípios, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), os índices de isolamento social e de letalidade da doença, além do percentual da população acima dos 60 anos – considerado como grupo de risco.

 

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana