conecte-se conosco

Cidades

Espaços públicos e unidades de saúde são higienizados com produto desinfetante

Publicado

.
Aplicação do hipoclorito de sódio, que não é tóxico, é uma das medidas de combate ao novo coronavírus
Foto: Márcia Leal/PMCI

A Prefeitura de Cachoeiro está higienizando espaços públicos e unidades de saúde com aplicação de hipoclorito de sódio, um produto desinfetante e não tóxico. O objetivo é eliminar microrganismos presentes nesses locais e, com isso, combater a disseminação do novo coronavírus.

Na noite desta terça-feira (24), profissionais, utilizando um caminhão-pipa da Secretaria Municipal de Transportes (Semtra), aplicaram o produto em pontos de ônibus, no Centro de Saúde Paulo Pereira (PPG), no Hospital Evangélico de Cachoeiro (Heci), no Hospital Infantil Francisco de Assis (Hifa) e na Santa Casa de Misericórdia.

O hipoclorito de sódio é um produto permitido e recomendado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), sendo classificado na categoria de “água sanitária”. Em Cachoeiro, a Vigilância Ambiental faz uso e distribuição do produto, sobretudo, em situações de calamidade pública, quando se faz necessário.

“Muitas cidades do Brasil e do mundo estão utilizando o hipoclorito de sódio como uma medida auxiliar de combate ao novo coronavírus. A população pode ficar despreocupada, pois não há perigo de intoxicação. Estamos utilizando essa estratégica em locais por onde as pessoas passam com mais frequência e nos pontos de atendimento hospitalar, onde há frequência maior de pessoas com doenças e infecções”, explica o prefeito Victor Coelho.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Higienização correta das residências contribui para combater coronavírus

Publicado

.
Mistura de água sanitária e água comum ajuda a eliminar gotículas do vírus em superfícies
Foto: Ilustrativa

A higienização correta das residências contribui para combater o novo coronavírus (Covid-19). Isso porque a aplicação de produtos higienizadores elimina gotículas do vírus que podem se acumular na superfície de materiais.

Para ambientes e objetos, a mistura de água sanitária e água comum é muito eficaz. “O desinfetante contém em sua formulação o hipoclorito de sódio, que, por sua vez, gera cloro ativo, que ataca e inativa o coronavírus”, explica Fábio Gava, gerente de Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde (Semus) de Cachoeiro.

Entretanto, as pessoas devem ficar atentas ao uso correto de produtos de limpeza. “Não adianta usar a água sanitária pura, tem que ser diluída em água para haver o efeito esperado e, inclusive, evitar o efeito contrário”, ressalta Gava.

A concentração mais comum da água sanitária usada no combate ao novo coronavírus para higienizar objetos é uma solução com 10 ml do produto para 1 litro de água. Neste caso, pode ser aplicado com borrifadores ou pano limpo.

Essa solução pode ser usada para higienizar embalagens e superfícies de chaves, maçanetas, corrimãos, torneiras e interruptores. Pode ser aplicado, também, em móveis, como camas, aparadores, cabeceiras, cadeiras e escrivaninhas, e nos banheiros, em pias, vasos sanitários, aparadores, torneiras e azulejos.

Já para a limpeza e higienização de pisos, calçadas e objetos que têm contato direto com o solo, como base de bengalas e de andadores, pneus e sola de calçados, a solução deve conter 50 ml de água sanitária para 1 litro de água. Para preparar maiores quantidades, multiplique na mesma proporção.

Outra orientação é o uso de luvas não descartáveis durante a aplicação, por se tratar de um produto que pode causar irritações quando em contato com a pele.

Água, sabão e álcool

No caso de vestimentas e roupas de cama, devem ser utilizados água e sabão, dentro dos padrões indicados no produto. O mesmo vale para a higiene pessoal – nesse caso, o uso de álcool em gel 70% é uma alternativa para quando não houver possibilidade de uso de água e sabão.

Aplicação em áreas públicas

O hipoclorito de sódio também está sendo aplicado pela Prefeitura de Cachoeiro para higienização de vários locais públicos. As áreas higienizadas incluem unidades básicas de saúde (UBS), Centro de Saúde Paulo Pereira Gomes (PPG), Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Marbrasa, Central de Abastecimento do Espírito Santo (Ceasa Sul), além de hospitais e diversos abrigos de ônibus.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana