conecte-se conosco


Estado

Estudantes capixabas e potiguares farão os novos filmes do Projeto Animação

Publicados

em

Foto: Divulgação

O Projeto Animação do Instituto Marlin Azul vem fortalecendo a conexão entre educação e cinema há mais de duas décadas. Neste tempo, milhares de crianças e adolescentes do ensino fundamental da rede pública viveram a experiência coletiva de criar uma história, aprender as técnicas básicas de animação e construir um filme.

Em 20 anos de atividades, o Projeto Animação/Ponto de Cultura Animazul produziu mais de 50 animações, totalizou 900 participações em mostras e festivais nacionais e internacionais, 60 prêmios e menções honrosas.

Agora, o projeto se prepara para realizar mais dois curtas de animação: um em Vitória, no Espírito Santo, e outro em Lagoa Nova, no Rio Grande do Norte.

O objetivo geral é desenvolver, de forma lúdica, o olhar crítico sobre a imagem que produzimos ou recebemos diariamente, utilizando o cinema de animação, associado à leitura, à pesquisa, às artes visuais e à música como instrumento de aprendizagem e valorização da criatividade de crianças e adolescentes.

Primeira Oficina – Vitória (ES)

A primeira oficina sobre a linguagem e as técnicas de animação será realizada de 27 de junho a 1º de julho na Escola Municipal de Ensino Fundamental “Juscelino Kubitschek de Oliveira”, no bairro Maria Ortiz, em Vitória, no Espírito Santo, com a orientação da animadora Rosaria, que ministrou aulas do projeto no período de 2006 a 2018, tendo orientado a produção de mais de 20 curtas-metragens.

Atualmente, a animadora trabalha como lead animator/supervisora no Estúdio Fourth Wall, em Liverpool, na Inglaterra. Ela dirigiu o curta “O Projeto do Meu Pai” (2016), vencedor de 21 prêmios nacionais e internacionais, incluindo Melhor Curta no Anima Mundi 2016 e Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas 2017. Rosaria também criou, dirigiu e animou os curtas “Tem um Dragão no Meu Baú” (2005) e “Menina da Chuva” (2010), ambos selecionados em mais de 50 festivais e mostras.

A realização desta primeira oficina do Projeto Animação é do Instituto Marlin Azul e da Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo/Governo Federal, com o patrocínio da Imetame, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Segunda Oficina – Lagoa Nova (Rio Grande do Norte)

Depois da capital capixaba, o projeto embarcará em direção à segunda oficina a se realizar de 04 a 08 de julho na Comunidade Quilombola de Macambira, em Lagoa Nova, no Rio Grande do Norte. Em terras potiguares, crianças e adolescentes da rede pública terão a orientação de Quiá Rodrigues, roteirista, animador, diretor de TV e Cinema, especializado em stop-motion, criador de bonecos pra televisão.

Seu filme “De Janela pro Cinema” ganhou mais de 50 prêmios e concorreu ao Festival de Cannes 2000. Foi criador, redator e diretor do único programa sobre animação da tv aberta, o Animania da TV Brasil (2006 a 2012), ganhador do prêmio ABCA 2011 em reconhecimento à sua importância na divulgação da animação brasileira. Hoje, Quiá é diretor do Estúdio QAnimado! e presta serviços de animação stop-motion e de produção de programas para a TV.

A realização da segunda oficina do Projeto Animação é do Instituto Marlin Azul e da Secretaria Especial da Cultura/Ministério do Turismo/Governo Federal, com o patrocínio da Aliança Energia, por meio da Lei de Incentivo à Cultura.

Saiba mais sobre o Projeto Animação

Criado em 2001, o Projeto Animação promove a iniciação de alunos das redes públicas na linguagem do cinema através da realização de filmes de animação. Desde 2016, o projeto vem aprofundando a reflexão sobre sustentabilidade, cuidado e preservação da natureza por meio do Projeto Animação Ambiental, resultado da parceria entre o Instituto Marlin Azul e a Aliança Energia.

A parceria resultou nas animações “As Aventuras do Chauá” (2016), em Aimorés (MG), “Os Segredos do Rio Grande” (2017), em Lavras (MG), “Vento Viajante” (2019) e “Era uma Vez em Icapuí…” (2021), ambos produzidos por estudantes da rede pública de Icapuí (CE).

 Fazem ainda parte do acervo do Projeto Animação: “Mangue e Tal” (2002); “Portinholas” (2003); “Zen ou Não Zen? Eis a questão” (2004); “Vitória pra Mim” (2005); “Albertinho” (2006); “Ele” (2007); “Mestre Vitalino e Nós no Barro” (2008); “Um Fio de Esperança” (2009); “As Curvas de Niemeyer” (2010); “O Maestro do Tempo” (2013); “Dinossauro Rex” (2014); “Nada, Nadador” (2015); “O Bruxo do Cosme Velho” (2015), “A Árvore de Humberto” (2016), “No Caminho da Escola” (2016) e “Sobre a Gente” (2017).

Todas essas animações foram realizadas por alunos de escolas públicas municipais e finalizadas por alunos e monitores do Ponto de Cultura Animazul.  Parte da produção está reunida no cine.animazul.org.br.

Sobre o Instituto Marlin Azul

O Instituto Marlin Azul é uma associação sem fins lucrativos criada em 1999 cuja finalidade é promover ações direcionadas à cultura, à arte e à educação, democratizando o acesso à produção e fruição de bens culturais. Em 22 anos de atividade, a instituição vem desenvolvendo diversos projetos sociais, culturais e audiovisuais voltados para diferentes públicos do Espírito Santo e do Brasil.

SERVIÇO

Projeto Animação Ambiental – 1ª Oficina

Oficina sobre a linguagem e as técnicas de animação

Quando: 27/06 a 1º/07

Horário: 7h30 às 11h

Local: Escola Municipal de Ensino Fundamental “Juscelino Kubitschek de Oliveira”, Maria Ortiz – Vitória – Espírito Santo=

Projeto Animação Ambiental – 2ª Oficina

Oficina sobre a linguagem e as técnicas de animação

Quando: 04 a 08/07

Horário: 13 às 17h

Local: Comunidade Quilombola de Macambira – Lagoa Nova – Rio Grande do Norte

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Nota à imprensa e à população capixaba

Publicados

em

A Secretaria da Fazenda (Sefaz) informa que houve um equívoco, nessa quinta-feira (30), na apresentação dos dados referentes à possível redução do preço do diesel nos postos de combustíveis. Inicialmente, acreditou-se que a redução poderia chegar a R$ 0,73 por litro. No entanto, ela deverá ser de R$ 0,10 por litro.

Tal erro aconteceu porque o cálculo foi feito com base no preço atual do diesel (R$ 7,50). Mas é importante destacar que, no Espírito Santo, a base para cálculo do ICMS do diesel está congelada desde setembro passado – fixa em R$ 4,63. Essa enorme diferença entre o preço nas bombas e o preço utilizado para o cálculo do ICMS causou a diferença entre o que foi projetado inicialmente e a queda realmente esperada.

A Sefaz esclarece que o imposto a ser pago pelos consumidores, a partir de 1º de julho, é de R$ 3,90 para cada litro de diesel. Por fim, a Secretaria da Fazenda lamenta o ocorrido, mas ressalta que segue trabalhando com dedicação e em prol dos capixabas e sempre em busca da simplificação tributária e do controle das contas públicas.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana