conecte-se conosco

Estado

Fapes prorroga prazo de seleção de pesquisadores para atuar no Espírito Santo

Publicado

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes) prorrogou para o dia 10 de fevereiro o prazo para se inscrever no edital do Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (PDCTR). Esta é uma grande oportunidade para pesquisadores doutores desenvolverem projetos de pesquisa em território capixaba.

Outra alteração realizada no edital foi para os candidatos que trabalham ou estão concluindo o curso de doutorado que, a partir de agora, só precisam comprovar, respectivamente, a ausência de vínculo empregatício ou a emissão do diploma durante a fase de contratação das bolsas.

A chamada pública é promovida em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). As pesquisas serão realizadas em instituições de Ensino Superior ou de pesquisa localizadas no Espírito Santo, sejam elas públicas ou privadas sem fins lucrativos.

Os bolsistas selecionados poderão desenvolver projetos de pesquisa ou inovação em todas as áreas do conhecimento, visando ao desenvolvimento técnico, científico e de inovação capixaba.

Grande Vitória e interior

Os objetivos do PDCTR são estimular a mobilidade e a fixação de pesquisadores em todas as regiões do Estado, fortalecer e diversificar os grupos e linhas de pesquisa, alavancar setores considerados de importância estratégica para o desenvolvimento estadual e diminuir as desigualdades entre as regiões capixabas.

Por isso, a chamada pública está dividida em duas vertentes:
– a primeira diz respeito à regionalização, voltada a doutores titulados em outros estados ou no exterior para realizarem pesquisas em instituições presentes na Grande Vitória;
– a outra trata da interiorização, destinada tanto a doutores de outros estados ou países bem como a doutores formados ou radicados no Espírito Santo.

“A interiorização é uma importante ação deste edital devido à oportunidade de desenvolvimento da aptidão científica regional, fortalecendo o desenvolvimento tecnológico, a produção científica e os recursos humanos locais”, considera a diretora técnico-científica da Fapes, Denise Rocco de Sena.

A parceria do CNPq com a Fapes garante a aplicação de R$ 9,1 milhões na chamada pública. Cada proposta selecionada terá de seis a 36 meses para ser executada. Além disso, o edital prevê a possibilidade de solicitar auxílio financeiro para desenvolvimento do projeto vinculado à bolsa, no valor de até R$ 30 mil.

Dúvidas frequentes

1) O supervisor do proponente tem a obrigatoriedade de ser vinculado à um programa de pós-graduação?
– Conforme previsto nos requisitos do supervisor e estabelecido em edital (item 8.3), não há obrigatoriedade de este ser vinculado à programa de pós-graduação.

2) O supervisor do proponente pode supervisionar mais de um projeto?
– Sim. Não há restrição prevista em edital que impeça um pesquisador ser indicado como supervisor em mais de uma proposta.

3) Poderão ser submetidas apenas propostas nos temas elencados nos temas do Anexo I do Edital?
– Poderão submeter propostas em todas as áreas do conhecimento, bem como nas áreas e temas de interesse descritos no Anexo I do presente edital. No entanto, lembramos que as propostas de projeto devem contribuir para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação, social e cultural do Estado do Espírito Santo (item 10.3).

Quem pode?

De acordo com as regras do CNPq, os bolsistas estarão divididos em três níveis de bolsa:

– Pesquisador A
Para quem é doutor há, no mínimo, 10 anos, com experiência comprovada na execução e coordenação de projetos, e na criação e consolidação de grupos de pesquisa. Também é necessário ter publicado trabalhos relevantes, internacional e nacionalmente, além de ter experiência comprovada na formação de mestres ou doutores.

– Pesquisador B
Para quem é doutor há, no mínimo, cinco anos de titulação, com experiência na execução ou coordenação de projetos, além de ter publicações de âmbito nacional ou internacional.

– Pesquisador C
Para quem é doutor com menos de cinco anos de titulação, com experiência
comprovada na execução ou coordenação de projetos e com publicações em âmbito nacional.

Serviço:

Edital Fapes/CNPq nº 11/2019 – Programa de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Regional (PDCTR)
Inscrições prorrogadas até 10 de fevereiro
Submissão de propostas pelo SigFapes.

Informações à imprensa:
Assessoria de Comunicação da Fapes
Mike Figueiredo
(27) 3636-1867/99309-7100
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Três mortos em acidente na BR-101 Norte, em Jaguaré

Publicado

por

Um acidente envolvendo um veículo de passeio e uma carreta carregada de alumínio vitimou três pessoas da mesma família no início da tarde deste sábado (22), no KM 101 da BR 101 Norte, próximo ao distrito de Barra Seca, em Jaguarė.

Os ocupantes do HB-20, pai, mãe e filho morreram na hora. Uma arma de fogo foi encontrada no carro e seria do motorista, cabo da Polícia Militar.

Segundo testemunhas, o condutor forçou uma ultrapassagem em vários carros e colidiu frontalmente com a carreta que vinha no sentido contrário. A carreta arrastou o veículo da família por cerca de 30 metros.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana