conecte-se conosco


Esporte

Federação Sul Americana de Krav Maga realizará aulão gratuito e aberto ao público em Vitória

Publicados

em

Pessoas maiores de 12 anos poderão conhecer a modalidade de defesa pessoal criada em Israel para que qualquer cidadão, independentemente de seu sexo ou preparo físico, pudesse se defender de um ou mais agressores, armados ou não.

No próximo dia 25 de junho, a Federação Sul Americana de Krav Maga, referência mundial em qualidade e a a precursora na difusão do Krav Maga na América Latina, realizará um aulão de Krav maga – a modalidade de defesa pessoal israelense – gratuito e aberto ao público, no o Museu Solar Monjardim (Rua Professor Carlos Mattos, nº 33, Santa Cecília- Vitória). O evento faz parte da retomada das atividades presenciais do museu.

Segundo explica o Professor Marcelo Farineli, habilitado pela Federação Sul Americana de Krav Maga e o responsável por introduzir a técnica no Espírito Santo, o Krav Maga é um sistema de defesa pessoal corpo a corpo, de origem israelense, desenvolvido por Imi Lichtenfeld, na década de 1940, com o intuito de que qualquer homem ou mulher, independentemente de sua idade ou preparo físico, pudesse se defender de um ou mais agressores, armados ou não.

Não se trata de um esporte, uma vez que não conta com regras nem competições, apenas o objetivo de preparar seus praticantes para retornarem em segurança para suas casas. O Krav Maga é a única arte de defesa pessoal reconhecida mundialmente. Tornou-se célebre por seu uso ostensivo pelas forças armadas israelenses e por outros grupos de defesa de elite em todo o mundo.

As técnicas do Krav Maga são simples, rápidas e objetivas. Os movimentos buscam atingir com eficiência os pontos sensíveis e vitais do corpo do agressor, eliminando dessa maneira a necessidade de uso da força bruta e igualando o forte ao fraco, o grande ao pequeno. O treinamento do Krav Maga, além de ensinar as técnicas, desenvolve a autoconfiança e a coragem do aluno. Do ponto de vista físico, há o estímulo para que os alunos se exercitem diariamente, dentro de seus limites, e dominem seus corpos. Emocionalmente, o Krav Maga forma pessoas mais seguras e atentas, por meio da prática da disciplina, autocontrole, seriedade, e distinção entre o certo e o errado. No geral, o resultado extrapola os treinamentos e se reflete na qualidade de vida das pessoas. Hoje, homens e mulheres civis e militares do mundo inteiro praticam regularmente o Krav Maga.

A técnica foi trazida ao Brasil em 1990, pelo israelense Grão Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-vermelha – 8º Dan), aluno direto do criador do Krav Maga, Imi Lichtenfeld e seu primeiro aluno a sair de Israel para difundir a modalidade. No país, ele fundou e preside a Federação Sul Americana de Krav Maga, que preserva e fomenta a filosofia, a didática e as técnicas do Krav Maga tal como foi criado e ainda é aplicado em Israel.

Serviço: AULÃO GRATUITO DE KRAV MAGA 

Local: Museu Solar Monjardim (Rua Professor Carlos Mattos, nº 33, Santa Cecília- Vitória)

Data e hora: 25/06/2022 (sábado), às 13h30

Quem pode participar: pessoas acima de 12 anos 

Inscrições: Obrigatórias por WhatsApp (enviar Nome, Data de nascimento, RG, E-mail e Telefone), até o dia 24/06/2022.

Valor: Tanto a entrada ao museu quanto a participação no aulão são gratuitas

Informações e inscrições: WhatsApp (27) 98182-4542 (Professor Marcelo Farineli)

Comentários Facebook

Esporte

Arrascaeta e Gabigol são absolvidos no STJD e podem jogar contra o Athletico-PR

Publicados

em

Gabigol e Arrascaeta estão liberados para atuar em Athletico-PR x Flamengo, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), em Curitiba. A dupla foi absolvida da denúncia no STJD, em julgamento nesta terça-feira, no Rio, por lances na partida de ida, que terminou empatada sem gols no Maracanã.

O relator do caso, Washington Rodrigues, votou pela absolvição da dupla, mesmo entendimento que teve o presidente da comissão, Carlos Eduardo Cardoso. Já os auditores Iuri Engel e Marcelo Vieira optaram por não reconhecer a denúncia.

O julgamento

Os flamenguistas foram denunciados pela procuradoria do órgão com base nos artigos 254-A e 254 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva. Gabigol foi enquadrado em prática de agressão, enquanto Arrascaeta foi acusado de jogada violenta.

Os lances aconteceram no jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Maracanã, no último dia 27 de julho, no Maracanã, no 0 a 0 entre Flamengo e Athletico. Gabigol recebeu cartão amarelo pela pancada em Fernandinho, assim como Arrascaeta pelo carrinho em Erick.

Do lado da procuradoria, Marcos Souto Maior defendeu interferência do tribunal para corrigir os erros de arbitragem da partida. Já o advogado rubro-negro, Michel Assef Filho, lembrou que os casos foram flagrados e analisados tanto pelo árbitro da partida quanto pelo árbitro de vídeo.

O julgamento ganhou tom decisivo porque aconteceu na véspera do jogo de volta entre as equipes, que decidem na próxima quarta-feira uma das vagas nas semifinais da Copa do Brasil. Em caso de punição, a dupla ficaria fora da partida.

Os votos

O relator Washington Rodrigues votou pela absolvição da dupla:

– Já trouxe um voto pronto, porque para mim a discussão é maior. Nós éramos censores do árbitro de campo. Agora o VAR tem essa missão de analisar um lance que escapou. E nós viramos o quê? O VAR do VAR? Por essas razões, eu recebo a denúncia, mas no mérito julgo improcedente e absolvo os atletas.

O auditor Iuri Engel votou por não conhecer a denúncia:

– No próprio jogo em questão temos lances em que o Flamengo poderia ter reclamado das decisões do juiz. Acho um perigo abrir esse precedente. Por essas razões, meu voto é pelo não conhecimento da denúncia – declarou.

O auditor Marcelo Vieira votou por não conhecer a denúncia:

Fonte: Agência Esporte

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana