conecte-se conosco


Polícia

Filha esfaqueia o pai para defender a mãe de agressões em Baixo Guandu

Publicados

em

Uma mulher esfaqueou o próprio pai para defender sua mãe das agressões dele, na tarde de segunda-feira (1), no bairro Santa Mônica, em Baixo Guandu.

A mãe contou para os policiais militares que o marido a havia agredido com socos na cabeça pela manhã. Após as agressões, ela fugiu para a casa de uma das filhas, com medo.

De acordo com a PM, o homem perseguiu a mulher e voltou a atacá-la. Após ser avisada que a mãe estava sendo agredida, a outra filha do casal foi até a casa da irmã prestar apoio.

As filhas tentaram segurar o pai e ele pegou uma faca para esfaquear a esposa. A filha do casal, que havia ido para a casa ajudar a irmã e a mãe, reagiu e esfaqueou o pai.

O homem foi atingido no pescoço e na barriga e socorrido, levado para o pronto socorro do município e depois transferido para um Hospital de Colatina, onde permanece internado sob escolta. Seu quadro clínico é considerado estável.

A filha que tomou a faca do pai teve um ferimento na mão, mas não precisou de atendimento médico.

A mãe contou que frequentemente era agredida pelo companheiro, mas não o denunciava porque ele a ameaçava de morte. Ela contou para os policiais que o homem já havia trancado ela em um quarto junto com as filhas, e depois tentou atear fogo nelas.

O delegado Hedson Félix, titular da delegacia de Baixo Guandu, informou que o homem foi autuado por tentativa de feminicídio e será encaminhado ao presídio assim que deixar o hospital.

A filhas foram ouvidas e liberadas porque o delegado entendeu que elas agiram em legítima defesa.

Os nomes das filhas, da mãe e do marido dela não foram divulgados.

Com informações do G1

Comentários Facebook

Polícia

Criança de 7 anos morre após escorregar e bater cabeça em escada na Serra, de acordo com os pais

Publicados

em

Por

Uma menina de sete anos, que não teve o nome revelado, morreu dentro de casa na noite desta quinta-feira (11) em Nova Almeida, na Serra. De acordo com os pais da criança, ela escorregou em um balão cheio de água e, ao cair, bateu com a cabeça em uma escada.

Em depoimento, a mãe da menina, que preferiu não se identificar, disse que ela estava brincando com o irmão em casa quando o acidente aconteceu. A mãe não presenciou a queda, mas chegou a conversar com a filha e a levá-la para um pronto atendimento. Mais tarde, a equipe médica comunicou à família que a criança havia morrido.

Os pais foram levados à Delegacia de Homicídios para prestar depoimento. Depois, foram liberados para acompanhar o corpo no Departamento Médico Legal (DML), em Vitória.

A Polícia Civil informou que, a princípio, o caso foi registrado como morte acidental e o procedimento foi encaminhado para a Divisão de Homicídio e Proteção à Mulher (DHPM), que aguarda o resultado dos exames para definir se haverá instauração de inquérito.

Fonte: G1

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana