conecte-se conosco

Grande Vitória

Fiscalização ambiental aprende 1.500 metros de rede de pesca ilegal em Vitória

Publicado

Quatro redes de pesca ilegal foram apreendidas durante o plantão náutico realizado neste sábado (30), na Baía de Vitória, na área de proteção ambiental (APA) Baía das Tartarugas e na Estação Ecológica Municipal Ilha do Lameirão. As apreensões aconteceram durante a fiscalização de rotina da equipe de patrulha náutica ambiental da Secretaria de Meio Ambiente.

Segundo a gerente de fiscalização, Priscila Lígia, duas redes, uma com 500 metros e outra com 400 metros, foram recolhidas na Baía do Espírito Santo, e as outras duas, que somam 600 metros, no canal principal da Baía de Vitória nas proximidades da Ilha das Caieiras. Durante a retirada das redes do mar, os fiscais encontraram várias espécies de peixes de diversos tamanhos, muitos ainda pequenos. Como estavam vivos, foram imediatamente devolvidos ao ambiente aquático. Os infratores da lei não foram localizados .

Legislação

De acordo com a Lei 9077/2017, quem for flagrado pescando com qualquer tipo de rede na Baía de Vitória, Baía do Espírito Santo e nos canais de Vitória e Camburi terá todo material apreendido, pagará multas que podem variar de R$ 700 a R$ 100 mil e ainda responderá a processo por crime ambiental, podendo ser inclusive preso .
No artigo 1°, a lei deixa clara a proibição de pesca utilizando qualquer tipo de rede, como de espera, de cerco, ou de arrasto.

Leia mais:  Homem é preso por agredir e manter adolescente de 17 anos em cárcere privado

“Não vamos ser passivos com quem for flagrado. Cumpriremos a lei com rigor. Nosso combate  à pesca predatória é todo dia, toda hora, de dia e à noite. Nossos fiscais estão diariamente no mar e no mangue fiscalizando. Quem tiver conhecimento de pesca com redes em Vitória pode denunciar imediatamente”, destacou o secretário de Meio Ambiente, Luiz Emanuel Zouain.

Comentários Facebook
publicidade

Grande Vitória

Silva e Maria Gadu se apresentam em show gratuito na Praça do Papa

Publicado

Nesta próxima terça-feira (10), a Praça do Papa vai sediar o show “Vitória de Todas as vozes: um canto de igualdade”, que vai marcar o Dia Internacional dos Direitos Humanos. O cantor capixaba Silva vai fazer um show com participação especial de Maria Gadu.

O evento será gratuito e começa a partir das 19 horas. A atração vai contar ainda com a participação da artista capixaba Monique Rocha, com o projeto “Samba pras Moças”.

Para o titular da Secretaria Municipal de Cidadania, Direitos Humanos e Trabalho (Semcid), Bruno Toledo, Vitória tem se destacado no cenário nacional como uma capital promotora de Direitos Humanos.

“Uma cidade que se orgulha da sua gente e que tem investido muito na busca incessante por igualdade entre todos. Realizar o ‘Vitória de todas as vozes’ no Dia Internacional dos Direitos Humanos marca esse compromisso da gestão e visa congregar toda a cidade em torno do tema do respeito à dignidade humana”, destacou.

Ativismo

O show “Vitória de Todas as vozes: um canto pela igualdade” integra também a programação dos 16 Dias de Ativismo, que teve início no dia 18 de novembro e traz ações voltadas para o combate à violência contra a mulher.

Leia mais:  Prova para agente comunitário de saúde e agente de endemias será realizada neste domingo (24)

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana