conecte-se conosco

Agronegócio & Turismo

Fortaleza além das praias: 10 passeios culturais para você conhecer a cidade

Publicado

source

Fortaleza ainda faz parte da lista de desejos para viagem de muitos brasileiros. Não à toa, a capital do Ceará ficou em segundo lugar na lista de destinos do ano na pesquisa Barômetro, da plataforma Viajala .

Leia também: Casa do “Caribe do Norte”, saiba o que fazer em Santarém, no Ceará

fortaleza arrow-options
shutterstock

Fortaleza, Ceará

Segundo os dados levantados no estudo, Fortaleza teve um “boom” de estrangeiros em 2019 (99% a mais do que em 2018) e foi o terceiro lugar nacional mais buscado no aplicativo, atrás de São Paulo e Rio de Janeiro.

Ainda de acordo com a pesquisa, o preço das passagens aéreas para a Fortaleza caiu 4% em relação a 2018, o que aumentou a procura em 55%. Um exemplo prática dessa diminuição é que, durante todo o mês de dezembro, utilizando o buscador Google Flights , passagens de ida de São Paulo para Fortaleza estão saindo por R$ 800.

Com esse cenário, a capital cearense é uma das apostas da Viajala para o próximo ano.

Mas e o óleo nas praias?

No início de outubro, quando o aparecimento das manchas de óleo  teve início no Nordeste, a praia do Futuro, uma das mais frequentadas em Fortaleza, ficou imprópria para banho em consequência do desastre ambiental.

Porém, a Superintendência Estadual do Meio Ambiente (Semace), anunciou em um boletim de 25 de outubro que, tanto a praia do Futuro como todo o litoral leste da cidade, estão livres do petróleo e podem voltar a ser frequentados pelos turistas.

O mesmo documento aponta que a zona central da cidade, que inclui Mucuripe, Meireles e a Praia de Iracema, também está liberada pelo Semace para esporte e lazer. Somente o trecho entre o farol e o monumento do jangadeiro, no Mucuripe, está impróprio; assim como sete trechos da zona oeste. Clique aqui e confira todos.

Para quem ainda não se sente seguro de frequentar as águas cearenses, o iG Turismo separou alguns pontos turísticos em Fortaleza para curtir além das praias. Confira abaixo:

1. Beach Park

beach park arrow-options
shutterstock

Beach Park, no Ceará

O Beach Park é uma das maiores atrações de Fortaleza . Com mais de 30 anos de existência, o parque tem um complexo gigante com 200 mil m², três resorts e um hotel. Quem optar por conhecê-lo encontrará 18 atrações classificadas entre radicais, moderadas e família.

A paulista Sabrina Siqueira já viajou algumas vezes para Fortaleza e comentou sobre o Beach Park. “Pra quem nunca foi em parque aquático super vale a pena. Você pode sair e voltar do parque a qualquer hora, para comer fora ou dar um pulo na praia”.

A praia do Beach Park, inclusive, é apontada pela analista de CRM como uma das mais lindas do estado, mas também uma das mais caras. Então se você quer conhecer o local, programe o bolso.

Leia mais:  VIP Tour pela Disney: como não pegar filas e  abrir todas as portas dos parques

Veja abaixo os valores dos ingressos do parque aquático:

  • R$ 215 se comprado antecipadamente (para um dia),
  • R$ 350 para três dias
  • R$ 380 para sete dias.

2. Bar do Pirata

bar arrow-options
Reprodução/ Facebook

O Bar do Pirata é um dos pontos mais animados de Fortaleza

O Bar do Pirata é um dos pontos mais badalados da cidade de Fortaleza. Criado em 1986, o lugar envolve música e tradição nordestina. Por lá o ponto alto são as “segundas-feiras mais loucas do mundo”. Toda segunda tem festas temáticas com dança e garçons animados.

O bar foi citado pela fisioterapeuta Liliane Viveiros, natural de São Paulo, como um dos lugares mais legais que ela visitou na cidade. “É um ambiente que vai muita família, é bem gostoso. Tem tanto comida, quanto bebida. Começa às 19h, então é tranquilo para quem quer jantar e depois ir embora. Mas também vira a noite”, lembrou.

3. Mercado Central

fortaleza arrow-options
Reprodução/ Instagram

O mercado central de Fortaleza vende de peixes, frutas e verduras até itens de couro e lembrancinhas

Visitar o mercado central de qualquer cidade é uma boa opção para conhecer a gastronomia local. O Mercado Central de Fortaleza foi fundado em 1809 e no início só vendia carne, fruta e verdura.

Hoje a rede de produtos é muito extensa tendo itens em couro, renda, bordados, artigos de mesa e banho, camisetas e muitas lembrancinhas. O mercado tem 559 boxes, 18 banheiros e um estacionamento.

4. Centro Cultural Dragão do Mar

fortaleza arrow-options
Reprodução/ Pinterest

O Centro Cultural Dragão do Mar é um dos pontos mais visitados em Fortaleza

O Centro Cultural Dragão do Mar é uma ótima opção cultural. Com salas de teatro, cinema, biblioteca, planetário e várias exposições, o Centro também integra o Museu de Arte Contemporânea e o Museu da Cultura Cearense.

A programação do mês é sempre detalhada no site oficial do Centro e, no caso do cinema, a entrada inteira é R$ 14 e a meia R$ 7 com exibições de segunda a domingo.

5. Estoril

fortaleza arrow-options
Reprodução

O edifício Estoril é muito conhecido e antigo em Fortaleza

O Estoril é um local conhecido em Fortaleza. Construído em 1915, o edifício já foi um cassino e a primeira moradia de grande porte próximo ao mar. Localizada na praia de Iracema, o espaço agora tem temática cultural com bar e restaurante.

Para quem quer se divertir entre amigos a noite, o Estoril é um ponto ótimo. Por lá acontecem shows, apresentações de teatro e artes visuais.

6. Centro das Tapioqueiras

fortaleza arrow-options
Reprodução/ Site oficial

O Centro das Tapioqueiras abriga muitos quiosques onde o turista pode experimentar recheios diferentes

Para quem AMA tapioca, nada melhor do que conhecer o Centro das Tapioqueiras. Localizado no bairro Messejana, o Centro é composto por uma praça de alimentação com 20 quiosques. Dá para pedir tapioca com muitos recheios diferentes e encontrar outras iguarias como cuscuz de biju recheado de queijo coalho com carne seca. Deu água na boca né?

Leia mais:  Seag visita produtores de cafés especiais na região do Caxixe

7. Casa e Theatro José de Alencar

fortaleza arrow-options
Reprodução/ tapisrouge.com.br

O Theatro José de Alencar é um dos pontos com a temática do escritor em Fortaleza

José de Alencar é um dos escritores mais importantes da história do Brasil. A casa em que ele cresceu, no bairro de Alagadiço Novo, virou um centro cultural pertencente à Universidade Federal do Ceará.

No sítio em que fica situada a casinha, hoje só existe o pequeno imóvel e as ruínas de um engenho a vapor. Antes de o espaço ser tombado, em 1964, a casa grande também ocupava uma parte dos sete hectares.

A visitação até a Casa José de Alencar funciona mediante agendamento de segunda a sexta das 8h às 12h/ 13h às 17h e sábados das 08h às 12h. Para grupos é importante entrar em contato pelo telefone (85) 32291898.

Já o Theatro José de Alencar é outro ponto que remete ao escritor. Inaugurado em 1910, o edifício tem estruturas de ferro e influências de art noveau, o que já chama atenção por si só. A programação inclui peças de teatro, shows, apresentações de humor e exposições. O Theatro funciona de terça a sexta das 09h às 21h e nos fins de semana das 14h as 21h00.

8. Museu do Ceará

museu arrow-options
Reprodução/ Facebook

O museu do Ceará tem muito acervo sobre a história do estado

O Museu do Ceará foi inaugurado em 1933 e possui um acervo rico dividido entre peças históricas e antropológicas com coleções indígenas e religiosas, telas de pintura, moedas, armas, móveis e documentos históricos.

O local está aberto ao público de terça a sábado das 9h às 17h e tem acesso gratuito.

9. Caixa Cultural Fortaleza

caixa arrow-options
Reprodução

prédio da Caixa Cultural Fortaleza

Em praticamente todas as capitas o espaço Caixa Cultural leva entretenimento de qualidade para os moradores. A programação do CCF inclui show de artistas locais, feira de cordel, exibição de documentário, espetáculos infantis e muito mais.

O horário de visitação é de terça a sábado das 10h às 20h e no domingo das 12h às 19h.

10. Museu do Caju

museu arrow-options
Reprodução/ Facebook

O Museu do Caju conta toda a história da fruta no estado do Ceará

Inaugurado em 2007, o Museu do Caju conta a importância da fruta para o estado do Ceará . Por lá o visitante conhece a origem, os usos e costumes, as histórias populares, entende a economia da cajucultura, a diversidade e as curiosidades do tema.

O passeio é um pouco mais distante da capital (cerca de 15 km), mas vale a pena pela temática da exposição. O horário de funcionamento é de segunda a sábado das 09h às 17h e no domingo das 09h às 16h.

Passeios ao redor de Fortaleza

canoa quebrada arrow-options
shutterstock

Canoa Quebrada ganhou popularidade com os hippies na década de 1970, e já foi cenário de filmes e novelas brasileiros

Além de sua experiência com a praia do Beach Park, Sabrina também comentou com a reportagem sobre os arredores de Fortaleza, como Canoa Quebrada.

Leia também: 5 passeios bate e volta para fazer saindo de Fortaleza

Para quem pretende visitar os paredões de Canoa, a dica dela é que pernoite na vila. “A segunda vez que fui para Canoa voltamos de noite. E eu percebi que a noite a cidade roda muito, muitas pessoas dormem lá e eu, se soubesse, teria dormido lá. Tem lojinhas, bistrô e restaurantes. A galera aproveita pra caramba”, concluiu.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio & Turismo

Influencers mães ensinam a planejar uma viagem com crianças e ainda economizar

Publicado

source

Viajar em família requer muita organização e preparo. Quando entre os integrantes estão crianças, esse planejamento redobra. “Qual o melhor meio de transporte? Será que o hotel atende as nossas necessidades? Vou gastar muito com alimentação e passeios?”, com certeza todo pai e mãe já se fizeram essas perguntas.

criança no avião arrow-options
shutterstock

Com planejamento e essas dicas, você viajar com crianças sem muitas dores de cabeça e gastando menos

Leia também: Como escolher o melhor hotel para crianças e evitar dor de cabeça?

Conhecer alguém que passou por essa situação e possa dar conselhos sempre é muito bem-vindo. Melhor ainda quando as informações sobre viajar com crianças  te ajudam a economizar. 

Pela proximidade das férias de fim de ano, o iG Turismo procurou mães experientes em viagem para dar conselhos aos pais/mães de primeira viagem e ensinar como economizar nos passeios.

Viagem com gêmeos, cuidado redobrado!

viagem arrow-options
Reprodução/ Arquivo pessoal

Pati Lemos e seus filhos, João Pedro e Valentina, gêmeos de sete anos

A influenciadora digital, Pati Lemos, tem uma vida atribulada. Além de cuidar do perfil no instagram @voumudarparaportugal, que tem mais de 120 mil seguidores, ela é mãe do casal João Pedro e Valentina, gêmeos de sete anos.

Se você acha que viajar com uma criança é difícil, imagina viajar com duas? A programação de Pati em suas viagens começa com a escolha do destino. “Levo em consideração na hora de escolher um local que não conheçamos e que, sobretudo, tenha atrações para crianças também, pois com gêmeos de sete anos não dá para fazer uma programação exclusivamente adulta”, comenta.

Leia mais:  VIP Tour pela Disney: como não pegar filas e  abrir todas as portas dos parques

Leia também: Guia de viagem com crianças – veja os documentos necessários

Martelo batido sobre o destino, a especialista em relocação de brasileiros em Portugal passa a procurar acomodação, e sua maior preocupação nos hotéis é com janelas e cortinas blackout, porque “acordar cedo viajando, ninguém merece”.

O segredo de Pati para uma viagem econômica é estabelecer um limite diário de gastos, nem que seja mentalmente, e ser “dura” com os filhos. “Às vezes fica mesmo difícil [controlar o impulso das crianças] e é inevitável eles saírem chorando da loja! Mas ouvir ‘não’ faz parte da vida”, explica.

“Equilíbrio é tudo” para viajar com crianças

mãe arrow-options
Reprodução/ instagram @mamaenow

Renata Chiarello é dona do perfil @mamaenow no Instagram e mãe de Betina, de 04 anos e meio

Quem também mescla a missão de ser mãe e as viagens pelo mundo é a influenciadora Renata Chiarello, dona do canal @mamaenow no Instagram. Com mais de 19 mil seguidores, Renata também é educadora parental e fez a primeira viagem com a filha Betina aos três meses, de carro. A primeira vez da garotinha em um avião foi aos sete meses.

Mas como distrair uma criança tão pequena dentro de um avião? “Levo massinha, livros com adesivos, miniaturas, jogos, papel pra desenhar e tablet”, explica Renata à reportagem.

Leia mais:  Por protestos violentos, turistas podem renegociar viagem ao Chile; saiba como

Para o hotel, ela busca opções com boa localização e limpeza. “Prefiro quartos sem carpete por conta de alergias”, diz. Como forma de economizar na estadia, a plataforma do Airbnb tem sido a opção da família de Chiarello.

“O Airbnb nos possibilita ter uma hospedagem mais ‘caseira’ que costuma ser mais barata e nos permite economizar também fazendo algumas refeições em ‘casa’. E tudo depende da viagem… quando vamos pra um lugar em que vamos ficar fora durante quase todo o dia, só voltaremos pra dormir, ficamos em hotéis bem simples sem grande estrutura de lazer, já que dificilmente usaremos”, indica a influencer.

E na hora das atividades, é possível economizar? “Depende. Existem atrações que são muito legais e vale a pena pagar, mas o segredo está no equilíbrio. Tem muita atividade gratuita que também é super bacana. O legal é pesquisar tudo antes e já ir com planejamento “.

Sendo assim, o essencial para os pais e mães de primeira viagem é colocar na ponta do lápis quais são as necessidades e prioridades da família. Essa é a melhor forma de estabelecer onde a economia será feita. E é claro, ficar preparado para tudo.

Leia também: Confira as dicas de saúde para quem vai viajar com crianças

“Para viajar com crianças tem que estar preparado para todo tipo de imprevisto. Costumo dizer que não criar expectativas é o maior segredo e que quanto mais viajamos mais aprendemos a viajar, a aproveitar os momentos e assim enchemos nosso baú de memórias e experiências”, finaliza Renata.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana