conecte-se conosco

Política Nacional

Frente discute impacto da reforma administrativa nos estados e municípios

Publicado


.
Edilson Rodrigues/Agência Senado
Brasília - esplanada - Ministérios
Grupo avalia reforma na prestação de serviços públicos. Na foto, a Esplanada dos Ministérios, em Brasília

A Frente Parlamentar pela Reforma Administrativa ouve hoje o presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Estado da Administração, Fabrício Marques Santos, sobre o impacto da reforma administrativa nos estados e nos municípios.

O grupo, lançado oficialmente na segunda-feira, vai promover debates ao longo de toda essa semana.

Amanhã, o debate será sobre o engajamento e valorização do servidor público. O convidado é o coordenador do mestrado profissionalizante em administração pública da FGV, Francisco Geateni.

Na sexta-feira (3), o advogado e professor de Direito Administrativo Jorge Jacoby e o presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Leany Lemos, vão tratar da seleção e carreira de líderes no serviço público.

A Frente Parlamentar pela Reforma Administrativa é composta por 12 deputados e dois senadores. O grupo é coordenado pelo deputado Tiago Mitraud (Novo-MG).

Todas os debates começaram às 13 horas, e serão transmitidos pela página da Frente Parlamentar da Reforma Administrativa no Facebook.

Da Redação – ND

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Presidente do STJ testa positivo para o novo coronavírus

Publicado


source
João Otávio de Noronha
Divulgação/STJ

João Otávio de Noronha faz parte do chamado grupo de risco.

O ministro João Otávio de Noronha , presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ) testou positivo para o novo coronavírus (Sars-Cov-2) neste domingo (26).

O magistrado tem 63 anos e é considerado como grupo de risco para a Covid-19. Segundo a assessoria do STJ, o ministro está assintomático e irá trabalhar de casa durante o período.

Noronha foi o autor da ordem que concedeu prisão domiciliar para o ex-assessor Fabrício Queiroz no último dia 10. A defesa de Queiroz alegou que, por ele pertencer ao grupo de risco, ele tinha mais chances de contrair a Covid-19.

Apesar da decisão a favor de Queiroz, Noronha negou 96,5% (700) dos 725 pedidos semelhantes aos do ex-assessor. 

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana