conecte-se conosco

Mundo

Fuga inusitada: presos abrem buraco no teto e escapam de delegacia nos EUA

Publicado

source
Buraco arrow-options
Divulgação/Monterey Sheriff’s Office

Buraco foi aberto em banheiro que não era vistoriado pelos policiais

Dois homens que estavam presos em uma cadeia na cidade de São Francisco, nos Estados Unidos, escaparam após cavarem um buraco de aproximadamente 55 cm no teto de um banheiro no local.

Leia também: Perdeu o primeiro dia do Enem? Entenda como fica a situação de quem faltou

Santos Samuel Fonseca, de 21 anos, e Jonathan Salazar, de 20, estão sendo procurados pela polícia desde o último domingo (3) e há uma recompensa de US$ 5 mil para quem souber o paradeiro dos fugitivos.

Segundo a polícia, o buraco foi aberto em um banheiro que não era inspecionado pelos seguranças do presídio. Os dois criminosos tinham 1,75 metros de altura e conseguiram subir até teto sem muita dificuldade. A abertura levava à uma área de manutenção onde havia apenas tubulações. A dupla rastejou pelo espaço até encontrar uma escotilha, por onde escapou. 

Ambos são acusados de assassinato e foram encarcerados ainda no ano passado. Fonseca matou dois homens em junho de 2018 e Salazar é acusado de executar um jovem de 20 anos em outubro de 2017.

Leia também: 300 dias de Bolsonaro: “meu governo é um dos mais democráticos dos últimos anos”

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Mundo

ONU se declara disposta a investigar desastre em Beirute

Publicado


source
beirute
Arquivo pessoal/Bárbara Saleh

A mega explosão aconteceu no principal porto de Beirute


A Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que estaria disposta a lançar uma investigação internacional sobre a explosão que devastou Beirute, capital do Líbano, mas que ainda não recebeu tal pedido do governo libanês.


O porta-voz adjunto da ONU, Farhan Haq, disse a repórteres, nesta sexta-feira (07), que “certamente estamos dispostos a ajudar as autoridades libanesas, como quiserem”.

Cerca de 50 libaneses proeminentes, representando sociedade civil e grupos ativistas, enviaram uma carta ao Secretário-Geral da ONU, Antonio Guterres, pedindo ao Conselho de Segurança que estabeleça uma comissão internacional para  apurar as causas do desastre.

A carta também pede ao conselho que estabeleça uma comissão e um fundo fiduciário para conduzir um levantamento detalhado dos danos, fornecer ajuda às vítimas e supervisionar a reconstrução da capital Beirute.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana