conecte-se conosco

Agronegócio & Turismo

Fuja do comum! 5 bairros em Buenos Aires para você conhecer

Publicado

source

Buenos Aires é uma cidade em mutação, culturalmente diversa e jovem. Diante desses aspectos, ainda conta uma diversidade de atrações muito ampla e agrada o gosto de vários tipos de turista. 

Leia também: Os mais tradicionais – confira outros bairros de Buenos Aires

colegiales arrow-options
Flavia Matos/ IG

Bairro de Colegiales é um dos mais grafitados da cidade

Para quem quer uma Buenos Aires clássica, os bairros de La Recoleta, Puerto Madero e La Boca são um prato cheio. Mas se você pensa em sair do roteiro comum, bairros como Colegiales e Chacarita precisam estar na sua lista de lugares para visitar. Veja abaixo os principais atrativos de cinco bairros “diferentões” na cidade.

1. Palermo

malba arrow-options
Flavia Matos/ IG

O museu Malba é um dos mais tradicionais de Buenos Aires. Lá está a obra Abaporu, de Tarsila do Amaral

Palermo é um dos bairros mais jovens e arborizados de Buenos Aires. Por lá o turista poderá encontrar o Parque Três de Febrero, o Jardim Botânico e o antigo Jardim Zoológico que hoje é um parque.

O bairro é dividido em Palermo Chico – áreas de bosques e mais “aristocrática”, Palermo Soho – uma área mais voltada às galerias de arte e design, e por fim, Palermo Hollywood – área que abriga muitas produtoras de vídeo e televisão. É uma boa opção de hospedagem para o público mais jovem. Em praticamente todas as esquinas é possível encontrar bares e bistrôs abertos até altas horas da noite.

Veja abaixo a lista das principais atrações de Palermo:

  • Parque Tres de Febrero;
  • Planetário Galileo Galilei;
  • Museu de Arte Lationamericano (Malba);
  • Museu de Artes Plásticas Eduardo Sívori;
  • Museu de Arte Popular José Hernández;
  • Jardim Japonês;
  • Jardim Botânico Carlos Thays;
  • Museu Evita;
  • Teatro Sarmiento;
  • Campo Argentino de Polo;
  • Hipódromo Argentino;
  • Ecoparque;
  • Clube de Pescadores e Muelle


Colegiales

Os bairros Colegiales e Chacharita têm uma origem comum. Ambos os bairros eram uma fazenda chamada Chacarita de los Colegiales que abrigava os alunos da escola jesuíta de Monserrat.

Para quem já visitou Buenos Aires, talvez o bairro de Colegiales não tenha figurado em seu roteiro anteriormente. O local entrou na rota turística do Ente de Turismo há pouco tempo e tem encantado os turistas com suas transformações.

Leia também: De São Paulo a Argentina economizando 86% – saiba como é voar numa low cost

A principal atração do bairro é o Mercado de las Pulgas, um galpão enorme que vende itens usados (tudo o que você pode imaginar). Em frente ao mercado está sendo construída a Praça Clemente e Praça Mafalda, personagens dos quadrinhos do escritor Quino. Próximo também está a antiga fábrica Minetti e a Igreja de Don Bosco.Além disso, por lá também se encontra um famoso mural de Frida Khalo – que na verdade é uma danceteria. O local mais  “instagramável” de Buenos Aires faz sucesso com os turistas.

O Ente de Turismo realiza visitas guiadas por Colegiales todos os dias, sendo às 11h em inglês e às 17h em espanhol. O valor varia de 200 a 300 pesos (R$ 14 a R$ 21) argentinos e é necessário agendamento no site Travel Buenos Aires.


Chacarita

la chacarita arrow-options
Reprodução/ Wikipedia

O cemitério de La Chacarita é um dos principais atrativos do bairro

Assim como seu “bairro irmão”, Chacarita está se remodelando para receber os turistas. Ainda é um lugar pouco procurado, mas que tem seus encantos e uma vida noturna bem agitada.

Divisa de Palermo e Collegiales, por lá você pode conhecer o cemitério de La Chacarita, que chama atenção pela entrada e extenso tamanho, visitar o teatro El Galpón de Guevara e o centro de arte Santos 4040. Em Chacarita também está instalado o Gier Music Club, uma casa noturna que recebe shows, e a colônia de férias Lacroze y Thomas. 

Aos amantes de um drink, o recém-inaugurado Sifón tem uma boa carta de bebidas com “soda” (água com gás) e um visual moderno e alternativo.


San Telmo

O bairro de San Telmo pode ser questionado em entrar na lista de “diferentões” de Buenos Aires, já que algumas de suas atrações principais são muito visitadas, mas é importante colocá-lo na lista pelo olhar fora do comum que é necessário ter para conhecê-lo.

Famoso por retratar a arquitetura argentina, o bairro fica próximo à zona portuária. A pé o turista pode contemplar variadas lojinhas, um museu de cera “escondido”, brechós e chegar até grandes museus como o de Arte Moderna ou o de Arte Contemporânea, que são vizinhos.

Conheça abaixo outras atrações de San Telmo;

  • Parque Lezama;
  • Monumento Canto ao Trabalho;
  • Igreja Nossa Senhora de Belém;
  • Fundação Mercedes Sosa;
  • Pulpería Quilapan;
  • Museu Penitenciário Argentino;
  • Galeria El Solar de French;
  • Igreja Ortodoxa Ausa de la Santíssima Trinidade


San Nicolás

Se você se interessa por história, esse é o bairro que não poderá faltar em sua lista. Conhecido por abrigar o Obelisco, San Nicolás é um bairro central de Buenos Aires que respira cultura. São seis teatros e um centro cultural, além do histórico prédio da casa de Domingo Faustino Sarmiento e o convento de Santa Catarina de Sena.

Quem vai a Buenos Aires precisa andar pela Avenida Corrientes, uma “Times Square” argentina e conhecer os teatros, livrarias e pizzarias famosas. Se você passou pelo bairro, mas não comeu um pedaço de pizza com faina na tradicional Guerrin, você provavelmente não fez seu passeio corretamente.


Leia também: Explore a Argentina num roteiro totalmente inspirado em Lionel Messi

Essa é só a primeira matéria de uma série de publicações sobre Buenos Aires e como conhecê-la pagando pouco e olhando por outros horizontes.

*repórter visitou a cidade a convite do Ente de Turismo de la Ciudad Autónoma de Buenos Aires

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
publicidade

Agronegócio & Turismo

Você pode pegar vírus num cruzeiro? Entenda como é a limpeza dos navios

Publicado

source

A epidemia do novo coronavírus (COVID-2019) na China tem espantado o mundo. Casos foram diagnosticados em outros países e até em navios de cruzeiro. Um deles, o navio Diamond Princess, está atracado no Japão desde o dia 03 de fevereiro com 542 pessoas infectadas a bordo – até esta terça-feira (18).

Leia também: O planejamento faz viagem de cruzeiro sair 30% mais barata

limpeza arrow-options
shutterstock

A limpeza interna de navios de cruzeiro é bem rigorosa

O confinamento e a aglomeração de pessoas dentro de navios de cruzeiro pode ser um prato cheio para a proliferação de um vírus. Mas como evitar esse problema? Um ex-membro da tripulação de um cruzeiro fala ao Express como são feitas as limpezas no navio, e saber tais detalhes vai aliviar a mente de quem tem viagem marcada nos próximos meses.

“Trabalhei em um navio por dois verões e poderia responder a muitas perguntas, mas os padrões de limpeza são muito altos. Existe uma organização na qual não consigo lembrar o nome que visita os navios aleatoriamente para verificar a limpeza e, se o navio não atender aos padrões, não poderá navegar”, comenta o ex-tripulante.

“Eu trabalhava no centro de atividades infantis e, no último dia de cada cruzeiro, realizávamos uma limpeza especial de duas horas com uma certa solução de limpeza em literalmente todos os cantos. Os brinquedos são limpos a vapor, os que tem pequenos orifícios são lavados à mão, os com muitas fendas são limpos com cotonetes e etc”.

Quem também comenta sobre o assunto é Brain David Bruns, escritor do livro “Cruise a la Carte”. Em sua publicação, ele, que também já trabalhou em navios, conta que, apesar das regras rigorosas de limpeza, alguns hóspedes cuidam eles mesmos da “luta contra os germes”.

“Muitos convidados de cruzeiro entram em sua cabine e limpam prontamente todas as superfícies, como interruptores de luz, maçanetas, torneiras e telefone, com lenços desinfetantes; “, explica.

Brian ainda diz que o esforço é desnecessário “Todo porto doméstico, comissários de quarto desinfetam todos os itens de alto toque na cabine, especialmente no banheiro. Os banheiros têm cerca de 400 vezes menos bactérias do que a sua mesa de escritório”, finaliza.

Leia também: Quais são as melhores companhias de cruzeiro em 2020?

Com esses depoimentos, dá para ficar mais tranquilo em relação ao novo coronavírus em navios de cruzeiro.  Se evitar as áreas afetadas e tomar os cuidados pessoais de higiene, dentro de um navio você não irá pegar nenhum vírus.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana