conecte-se conosco

Nacional

Garota fica cega após ser baleada por PM em baile funk, diz mãe

Publicado

source
Mulher perde visão de olho
Arquivo pessoal

Caso aconteceu em Guaianases, na Zona Leste da capital paulista.

Uma adolescente de 16 anos perdeu a visão do olho esquerdo após ser atingida por uma bala de borracha na madrugada do último domingo (10) em Guaianases, na Zona Leste de São Paulo. Segundo a mãe da garota, o disparo foi feito por um policial militar durante a dispersão de um baile funk .

Leia também: Flávio Bolsonaro rebate Witzel e ataca: “Traidor, mentiroso contumaz”

De acordo com a mãe da vítima, a jovem saiu de sua casa, em Itaquaquecetuba, na Grande São Paulo, na noite de sábado (9) com 14 amigos para ir a um baile funk na zona leste da capital. Ao chegarem no local, a polícia estava dispersando as pessoas e o grupo de jovens foi para uma adega esperar a reabertura dos portões da Estação Guaianases da CPTM, que havia fechado.

Entretanto a polícia continuou atirando com balas de borracha e bombas de efeito moral. Uma das balas disparadas acertou o olho da garota, que não foi socorrida pelos policiais. O dono da adega onde a jovem estava acionou um aplicativo de transporte que a levou para o hospital.

Estado de Saúde

Em nota, o hospital em que a jovem foi atendida diz que ela sofreu “um trauma muito grande” no olho atingido . Segundo a mãe da vítima, caso o corpo não se adapte, a jovem terá que retirar o globo ocular esquerdo. Apesar dessa possibilidade, a garota já recebeu alta.

Leia também: Menina de cinco anos morreu por bala perdida em execução a traficante

Nota da Polícia

A PM afirmou que, no dia em que a jovem foi atingida, os policiais estavam realizando a operação “Noite Tranquila” e precisou utilizar “técnicas de controle de distúrbios” para conter as pessoas. Ainda segundo a corporação, o comando do 28º Batalhão Metropolitano instaurou um procedimento para investigar o caso.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

Covid-19: Fiocruz alerta para 2ª onda e diz que situação”não está tranquila”

Publicado


source
pessoas andando em rua com máscara
Agência Brasil

Ao menos três estados têm ritmo crescente de casos da Covid-19 novamente


Os estados do Ceará, Maranhão e Rio de Janeiro devem registrar uma segunda onda da Covid-19 após aumento da curva de casos , aponta o Infogripe, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).


O monitoramento da instituição afirma que as três regiões tiveram um pico no número de casos do novo coronavírus entre os dias 1º e 15 de março. O mês de junho até a primeira quinzena de julho, esse número foi reduzido.

Segundo informa de ontem (30), esses números voltaram a crescer, contudo de maneira menor se comparado com o primeiro pico da pandemia . O boletim da Ingofripe contabiliza casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), atualmente relacionada ao novo coronavírus.

Marcelo Gimes, um dos pesquisadores por trás da Infogripe, afirmou que esses números indicam que Brasil “não está em uma situação tranquila”.

“Estamos com uma estimativa de que o número de novos casos semanais pode estar acima do primeiro pico, registrado em maio”, explicou.

Por outro lado, o secretário estadual de Saúde do Rio, Alex Bousquet, afirmou na última quarta (29) que deve fechar os hospitais de campanha da região até o próximo dia 12.

O motivo seria “queda confiável” no número de casos da Covid-19. Bousquet justificou que a decisão é técnica.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana