conecte-se conosco


Carros

Gasolina teve aumento de 1,5% no Sudeste desde o começo da pandemia

Publicados

em


source
Gasolina
Divulgação

Preços dos combustíveis também estão nas alturas com valor médio do litro na gasolina em R$ 4,71, de acordo com os Preços Ticket Log

O preço da gasolina teve aumento de 1,5% na Região Sudeste ao longo de 2020, encerrando o período em patamares próximos aos de antes da pandemia causada pelo novo coronavírus . Os dados são do Índice de Preços Ticket Log.

O preço médio atual da gasolina é de R$ 4,71 para o litro; valor próximo aos registrados em março de 2020, o primeiro mês afetado pela Covid-19 , onde o combustível fóssil era comercializado por R$ 4,70 na região.

O etanol está 2% mais caro, permanecendo na faixa de R$ 3,60 pelo litro. Segundo Douglas Pina, chefe de mercado urbano da Edenred Brasil, é mais vantajoso abastecer com gasolina no Espírito Santos e Rio de Janeiro. Para São Paulo e Minas Gerais, é melhor abastecer com etanol, avalia o executivo, considerando a relação 70/30 que compara os preços dos combustíveis.

Mesma região, preços diferentes

Minas Gerais tem os valores mais altos do Sudeste para o diesel , onde são cobrados R$ 3,79 pelo litro do combustível comum, R$ 3,87 para o diesel S-10 e R$ 3,42 para o cm³ do  gás natural veicular (GNV). 

O Rio de Janeiro tem os preços mais altos para o etanol, onde são cobrados R$ 4,15 pelo litro combustível de cana-de-açúcar, e para a gasolina, por R$ 5,02 o litro. São Paulo é o estado mais em conta para todos os combustíveis, onde o diesel comum foi encontrado na média de R$ 3,594, o diesel S-10 a R$ 3,676, o etanol a R$ 3,073, a gasolina a R$ 4,349 e o GNV a R$ 2,968. 

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Propaganda

Carros

Projeção antecipa visual da futura Renault Duster Oroch 2022

Publicados

em


source
Renault Oroch não foi atualizada com o Duster; fabricante entende que ciclo de vida da picape não depende do SUV
Kleber Silva

Renault Oroch não foi atualizada com o Duster; fabricante entende que ciclo de vida da picape não depende do SUV

A nova geração do Renault Duster está próxima de completar um ano de mercado, mas a picape Oroch permanece sem mudanças, da mesma forma que chegou em 2016. Sua atualização deverá ser o próximo passo da Renault do Brasil em 2021, e o designer  Kleber Silva elaborou uma projeção para antecipar como o modelo ficará com o rosto da nova geração do Duster.

Da coluna centrall em diante, o modelo fabricado em São José dos Pinhais (PR) será idêntico ao Duster, mantendo todos os atributos do SUV até mesmo no interior. O modelo é aguardado com a central multimídia Media NAV Evolution, com nova interface e conectividade para celulares pelos sistemas Android Auto e Apple CarPlay. 

Interior do Renault Duster 2021, antecipando o que podemos esperar para a picape intermediária Oroch
Divulgação

Interior do Renault Duster 2021, antecipando o que podemos esperar para a picape intermediária Oroch

Sem novidades abaixo do capô, a Oroch irá manter o motor 1.6 SCe do SUV, desenvolvendo 118 cv a 5.500 rpm e torque de 16,2 kgfm quando abastecido com gasolina. Com etanol a potência é de 120 cv a 5.500 rpm e torque de 16,2 kgfm. 

O câmbio será sempre manual, de cinco marchas. Há expectativa de que a caçamba supere a capacidade atual de 683 litros e carga útil de 680 kg. 

Quando for lançada no segundo semestre de 2021, já como modelo 2022, a Renault Oroch deverá abandonar as antigas nomenclaturas de versões Express, Expression e Dynamique para adotar o novo padrão da Renault, com as alcunhas Zen, Intense e Iconic.

Fonte: IG CARROS

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana