conecte-se conosco


Destaque

Governador anuncia investimento de mais de R$ 4 milhões em obras em Rio Novo do Sul

O Governo do Estado anunciou, na manhã deste sábado (23), as obras de reconstrução do Centro de Educação Infantil (CEI) Joaquina Nogueira e de drenagem e pavimentação de vias do bairro São José, em Rio Novo do Sul. O governador Renato Casagrande e diversas autoridades participaram da solenidade de assinatura das ordens de serviço no […]

Publicados

em

O Governo do Estado anunciou, na manhã deste sábado (23), as obras de reconstrução do Centro de Educação Infantil (CEI) Joaquina Nogueira e de drenagem e pavimentação de vias do bairro São José, em Rio Novo do Sul. O governador Renato Casagrande e diversas autoridades participaram da solenidade de assinatura das ordens de serviço no Teatro Municipal Ivo Mameri. O volume de investimentos previsto é da ordem de mais de R$ 4 milhões.

“Vamos fazer tudo o que o Estado precisa e já estamos começando aqui em Rio Novo do Sul. Fui eleito para governar os quatro anos. Ainda não posso pisar no acelerador, pois preciso saber como ficará a economia brasileira. Onde tiver recursos próprios do Estado, terei cautela. Mas, nas obras de financiamentos e parcerias, vamos pisar no acelerador. Não vamos paralisar nenhuma obra”, garantiu Casagrande.
O secretário de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Marcus Vicente, explicou os detalhes das obras de pavimentação e drenagem. “Com a execução das obras, o bairro São José terá melhores condições de captação das águas pluviais, oferecendo mais segurança e conforto para os moradores da comunidade. Contaremos com calçadas e rampas cidadãs, 750 metros de drenagem, 21 caixas ralo, remoção e reassentamento de pavimentação e sinalização vertical”, disse.
Vicente destacou ainda que, apesar do valor do convênio firmado pela Sedurb ter sido de R$ 2.404.925,99, o valor licitado da obra foi de R$ 1.526.987,77.
Educação
O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Educação (Sedu), vai investir em Rio Novo do Sul mais R$ 1.543.352,20 na obra de reconstrução da CEI Joaquina Nogueira, que ganhará um novo prédio no mesmo local. No entanto, a edificação será elevada para evitar que as águas da chuva não comprometam a estrutura física. Com o investimento também será possível ampliar o número de vagas, passando a atender 153 crianças com até três anos de idade.
“É uma satisfação deste Governo já iniciar a gestão anunciando obras tão importantes. É gratificante contribuir com a melhoria da educação infantil nos municípios. Será uma obra de reconstrução, que permitirá a melhoria da estrutura da unidade. Este será o primeiro de diversos outros municípios capixabas que serão contemplados com intervenções desta natureza, suprindo assim as necessidades da nossa rede”, enfatizou o subsecretário de Suporte à Educação, Aurélio Meneguelli.
Participaram da solenidade, a vice-governadora Jacqueline Moraes; o prefeito de Rio Novo do Sul, Thiago Fiori; o subsecretário da Casa Civil, Sandro Locutor; o diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada; e o diretor-presidente da Ceasa, Carlos Roberto Rafael. A assinatura das ordens de serviço foi acompanhada por autoridades locais, além de lideranças comunitárias e moradores.

Comentários Facebook
Propaganda

Destaque

Mercado financeiro prevê queda de 1,96% na economia este ano

Publicados

em

Com a pandemia de covid-19, o mercado financeiro tem piorado a estimativa para a queda da economia este ano. A previsão de recuo do Produto Interno Bruto (PIB) – a soma de todos os bens e serviços produzidos no país – passou de 1,18% para 1,96%. Essa foi a nona redução consecutiva.

A  previsão para o crescimento do PIB em 2021 subiu de 2,50% para 2,70%. As previsões de expansão do PIB em 2022 e 2023 permanecem em 2,50%.

Dólar

A cotação do dólar deve fechar o ano em R$ 4,60, contra R$ 4,50 na semana passada. Para 2021, a expectativa é que a moeda americana fique em R$ 4,47, contra R$ 4,40 da semana passada.

Inflação

As instituições financeiras consultadas pelo BC reduziram a previsão de inflação para 2020 pela quinta vez seguida. A projeção para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) caiu de 2,72% para 2,52%.

Para 2021, a estimativa de inflação segue em 3,50%, assim como para 2022 e 2023.

A projeção para 2020 está praticamente no limite inferior da meta que deve ser perseguida pelo BC. A meta, definida pelo Conselho Monetário Nacional, é de 4% em 2020, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo, ou seja, o limite inferior é 2,50% e o superior, 5,50%. Para 2021, a meta é 3,75% e para 2022, 3,50%, também com intervalo de 1,5 ponto percentual em cada ano.

Selic

Para alcançar a meta de inflação, o Banco Central usa como principal instrumento a taxa básica de juros, a Selic, estabelecida atualmente em 3,75% ao ano pelo Comitê de Política Monetária (Copom).

Para o mercado financeiro, a expectativa é que a Selic tenha mais uma redução e encerre 2020 em 3,25% ao ano a mesma previsão da semana passada.

Para o fim de 2021, a expectativa é que a taxa básica chegue a 4,50% ao ano. A previsão anterior era de 4,75% ao ano. Para o fim de 2022 e 2023, as instituições mantiveram a previsão em 6% ao ano.

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção e ao consumo, reduzindo o controle da inflação e estimulando a atividade econômica. Quando o Copom aumenta a taxa básica de juros, o objetivo é conter a demanda aquecida, e isso causa reflexos nos preços porque os juros mais altos encarecem o crédito e estimulam a poupança.

Comentários Facebook

Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana