conecte-se conosco

Estado

Governador do Espírito Santo conhece o Turismo de Portugal, referência no mundo

Publicado

No intuito de colocar o Espírito Santo na rota dos grandes destinos turísticos do Brasil, o governador Renato Casagrande iniciou o último dia de agendas oficiais em Portugal, nesta sexta-feira (8), reunido com o diretor de Gestão do Conhecimento do Turismo do país europeu, Sérgio Guerreiro.

O Turismo de Portugal é o órgão responsável pela promoção, valorização e sustentabilidade turística, agregando em uma única entidade todas as competências institucionais relativas à dinamização do turismo, desde a oferta até a procura. Casagrande aproveitou para conhecer a Escola de Hotelaria e Turismo, onde são realizados cursos na área.

“Queremos crescer no caminho do turismo e queremos conhecer um pouco do sucesso de Portugal. O país é referência no mundo, lidera vários órgãos mundiais de turismo e podemos criar parcerias para que possamos levar o sucesso português para o Espírito Santo. Já temos uma história comum entre os dois países e, quem sabe, podemos nos tornar um destino turístico para os portugueses”, comentou.

Após a reunião, um acordo de cooperação entre o Estado do Espírito Santo e o Turismo de Portugal deve ser formalizado. A entidade portuguesa e a Secretaria de Turismo (Setur) vão criar um grupo para elaborar os termos da parceria.

Referência mundial

O Turismo de Portugal foi reeleito recentemente para um terceiro mandato à frente da Presidência do Comitê de Turismo ​da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e também recentemente reeleito para a Presidência do Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT).

A comitiva capixaba é composta ainda pelos secretários de Estado do Governo, Tyago Hoffmann e da Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação Profissional, Cristina Engel; e pelo diretor-presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes), Denio Rebello. Também participaram da visitas o deputado federal e membro da comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara, Ted Conti e o presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Léo de Castro.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do Governo
Giovani Pagotto
(27) 98895-0843

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

BOLETIM SALA DE SITUAÇÃO – 05/06/2020

Publicado


.

O governador do Estado, Renato Casagrande, liderou, nesta sexta-feira (05), mais uma reunião da Sala de Situação de Emergência em Saúde Pública, por meio de videoconferência. Foi apresentado o novo Mapa de Risco, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (08) até o domingo (14). Com o aumento na taxa de ocupação de leitos de UTI destinados ao tratamento de casos do novo Coronavírus (Covid-19), 36 municípios fazem parte do grupo de Risco Alto e outros 42 em Risco Moderado. Não há municípios capixabas classificados como Risco Baixo. A portaria será publicada neste final de semana.

Fazem parte do grupo de municípios em Risco Alto: Afonso Claudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Anchieta, Apiacá, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Cariacica, Colatina, Ecoporanga, Fundão, Guarapari, Ibiraçu, Ibitirama, Itapemirim, Itarana, João Neiva, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Piúma, Presidente Kennedy, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Roque do Canaã, Serra, Viana, Vila Velha e Vitoria.

Estão no grupo de Risco Moderado os municípios de Alegre, Aracruz, Atílio Vivacqua, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Castelo, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenço, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Guaçuí, Ibatiba, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, Laranja da Terra, Linhares, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Ponto Belo, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Vila Pavão e Vila Valério.

A Matriz de Risco, que está em sua terceira fase, leva em consideração como critérios de classificação o Coeficiente de Incidência de casos confirmados nos municípios, a taxa de ocupação dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), os índices de isolamento social e de letalidade da doença, além do percentual da população acima dos 60 anos – considerado como grupo de risco.

 

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana