conecte-se conosco


Estado

Governo autoriza concurso para procurador do Estado

Publicados

em

Passados 14 anos da realização do último concurso para procurador do Estado, o governador Renato Casagrande autorizou, nesta segunda-feira (20), a realização de novo certame para o preenchimento de oito vagas (mais cadastro de reserva) nos quadros da Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

O anúncio da autorização foi feito nesta terça-feira (21) pelo procurador-geral do Estado, Jasson Hibner Amaral, nas redes sociais da PGE. Segundo Amaral, agora será iniciada toda a parte burocrática e organizacional para a escolha da empresa que vai realizar o concurso, bem como a formação de uma banca da PGE – com a participação de representante da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Espírito Santo (OAB-ES) – que vai acompanhar o processo.

“Ficamos muito felizes com o reconhecimento, por parte do governador, em relação à necessidade de recomposição do nosso quadro de procuradores. Sobretudo porque, desde as últimas nomeações, em 2012, de colegas aprovados no concurso de 2008, tivemos várias perdas de procuradores seja por aposentadoria, falecimento ou até mesmo por pedido de exoneração para assumir outras atividades profissionais”, afirmou o procurador-geral.

Na avaliação do governador Renato Casagrande, a realização do concurso é parte de um processo para transformar a administração pública estadual em exemplo para o Brasil. “Estamos valorizando os servidores do nosso Estado, que ficaram anos sem concurso. A PGE é fundamental para nosso Estado e, após 14 anos, vamos recompor parte do efetivo. Aos poucos vamos recompondo nossos quadros de servidores e fazendo um Governo do Estado cada vez mais forte e referência para este país”, concluiu.

Após a contratação da banca que realizará o certame, será elaborado o edital contendo todas as regras que nortearão o concurso. Tão logo o edital seja finalizado, será anunciado nas redes sociais e disponibilizado para download no site da PGE.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Café Conilon do Espírito Santo é exportado para a Itália

Publicados

em

Por

Esta foi a primeira operação internacional do café com o selo de Indicação Geográfica (IG) reconhecido

O café “Conilon do Espírito Santo”, com Indicação Geográfica (IG) de Indicação de Procedência (IP), reconhecida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), está chegando na Europa. A primeira exportação do grão aconteceu no início do mês.

O embarque do primeiro contêiner com 19,2 toneladas do café conilon com 80 pontos teve a Itália como destino. A operação de estreia foi realizada pela Federação dos Cafés do Estado do Espírito Santo (Fecafés), através da Cooperativa Agropecuária Centro Serrana (Coopeavi), uma das quatro cooperativas constituintes da Federação. Além da Coopeavi, participam Cooabriel, Cafesul e Coopbac.

“Este primeiro embarque internacional marca o início de uma nova história para o café conilon capixaba. O Espírito Santo que já era destaque pelo volume de produção, também está ganhando espaços quando o assunto é qualidade do produto e consagra essa conquista com o reconhecimento da IG e inserção no mercado internacional com o selo do ‘Café Conilon do Espírito Santo’”, destaca a gerente regional do Sebrae/ES, Carla Bortolozzo Bassetti.

Para o gerente executivo de Café da Coopeavi, Giliarde Cardoso, a rastreabilidade do conilon capixaba é a maior vantagem em torno do projeto.

 “Com o selo, conseguimos garantir para o cliente toda uma relação de qualidade e rastreabilidade do produto. Pretendemos com a IG avançar cada vez mais numa visão do mercado internacional sobre a qualidade do conilon capixaba, dar visibilidade para o produto e evidenciar a forma profissional como é trabalhado este produto no Estado”, destaca Cardoso ao ressaltar o empenho da Fecafés e de todas as cooperativas.

A iniciativa visa proteger o conilon especial, confirmando sua qualidade e origem.

“Desde a idealização do projeto já sabíamos que esse trabalho traria segurança para o consumidor e também proteção a esse produto. Hoje a gente entende que esse selo vai abrir portas mundo afora. Antes o café conilon era pouco conhecido, ou conhecido por ser de baixa qualidade, e agora a gente já pode dizer o contrário. O selo passa por uma sequência de comprovações ambientais e sociais, o que é muito importante e vai nos ajudar a atestar qualidade do café e abrir oportunidade de mercado”, destaca o presidente da Fecafés, Luiz Carlos Bastianello.

Para que a exportação acontecesse, todo o processo de reconhecimento precisou ser muito bem estudado e trabalhado, explica o gerente da OCB/ES, Alexandre Costa Ferreira.

“É fundamental para o Espírito Santo, enquanto maior produtor do café conilon do Brasil, ter esse reconhecimento de uma Indicação Geográfica, em relação a notoriedade, tecnologia e qualidade e ganhando mercado internacional, especialmente o mercado europeu. Outra questão importante é lembrar que todas as diretrizes que foram acompanhadas pelo Sebrae/ES, OCB/ES, cooperativas e Incaper estão se concretizando de maneira favorável demonstrando que os caminhos e decisões tomadas foram assertivas e estão em consonância com o mercado. A exportação de um café com IG eleva o nome do ES ao mais alto patamar de reconhecimento pela sua cafeicultura”, ressalta.

O Sebrae/ES teve participação ativa para o reconhecimento da IG do Café Conilon do Espírito Santo e junto com a OCB/ES apoiou a fundação da Fecafés para gerir o selo de Indicação Geográfica.

IG Café Conilon do ES

A IG Café Conilon do ES é a única de café do Brasil que tem uma federação para coordenar a governança e estruturar ações para o bom desempenho da IG. A Fecafés foi fundada em 2019 especialmente com este objetivo, e teve o apoio do Sebrae/ES e da OCB/ES para sua elaboração. Atualmente a Federação está executando o plano de operacionalização da IG com o desenvolvimento e a transferência das ações para a plataforma RAIZ.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana