conecte-se conosco

Estado

Governo do Espírito Santo divulga 27º Mapa de Risco Covid-19

Publicado

 

O Governo do Estado anunciou, nesta sexta-feira (16), o 27º Mapa de Risco Covid-19, que terá vigência entre a próxima segunda-feira (19) e o domingo (25). Do total de municípios capixabas, 75 estão classificados em Risco Baixo. Apenas três estão em Risco Moderado (Anchieta, Conceição da Barra e Santa Teresa). Não há nenhum município em Risco Alto.

A Matriz de Risco de Convivência considera no eixo de ameaça: o coeficiente de casos ativos por município dos últimos 28 dias, além da quantidade de testes realizados por grupo de mil habitantes e a média móvel de óbitos dos últimos 14 dias. Já o eixo de vulnerabilidade considera a taxa de ocupação de leitos potenciais de UTI exclusivos para tratamento da Covid-19, isto é, a disponibilidade máxima de leitos para tratamento da doença. A estratégia de mapeamento de risco teve início no dia 20 de abril.

O Mapa de Risco segue as orientações dos boletins epidemiológicos do Ministério da Saúde e recomendações da equipe de especialistas do Centro de Comando e Controle (CCC) Covid-19 no Espírito Santo, que é composto pelo Corpo de Bombeiros Militar, Defesa Civil, Secretaria da Saúde (Sesa), Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes). As decisões adotadas pelo Governo do Estado seguem parâmetros técnicos.

Confira a classificação de todos os municípios capixabas:

RISCO MODERADO: Anchieta, Conceição da Barra e Santa Teresa.

RISCO BAIXO: Afonso Cláudio, Água Doce do Norte, Águia Branca, Alegre, Alfredo Chaves, Alto Rio Novo, Apiacá, Aracruz, Atílio Vivácqua, Baixo Guandu, Barra de São Francisco, Boa Esperança, Bom Jesus do Norte, Brejetuba, Cachoeiro de Itapemirim, Cariacica, Castelo, Colatina, Conceição da Barra, Conceição do Castelo, Divino de São Lourenco, Domingos Martins, Dores do Rio Preto, Ecoporanga, Fundão, Guaçuí, Guarapari, Ibatiba, Ibiraçu, Ibitirama, Iconha, Irupi, Itaguaçu, Itapemirim, Itarana, Iúna, Jaguaré, Jerônimo Monteiro, João Neiva, Laranja da Terra, Linhares, Mantenópolis, Marataízes, Marechal Floriano, Marilândia, Mimoso do Sul, Montanha, Mucurici, Muniz Freire, Muqui, Nova Venécia, Pancas, Pedro Canário, Pinheiros, Piúma, Ponto Belo, Presidente Kennedy, Rio Bananal, Rio Novo do Sul, Santa Leopoldina, Santa Maria de Jetibá, Santa Teresa, São Domingos do Norte, São Gabriel da Palha, São José do Calçado, São Mateus, São Roque do Canaã, Serra, Sooretama, Vargem Alta, Venda Nova do Imigrante, Viana, Vila Pavão, Vila Valério, Vila Velha e Vitória.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Governador visita obras rodoviárias e de reconstrução de pontes em Vargem Alta e Castelo

Publicado

 

O governador do Estado, Renato Casagrande, visitou, nesta sexta-feira (16), diversas obras nos municípios de Vargem Alta e Castelo, na região sul capixaba, que estão sendo executadas pelo Departamento de Edificações e de Rodovias do Espírito Santo (DER-ES). As intervenções são de recuperação de via, pavimentação e reconstrução de pontes.

A primeira obra visitada foi a de recuperação do trecho da ES-164, entre o distrito de Castelinho e Vargem Alta, que é uma das principais vias de acesso à região turística de Pedra Azul e de escoamento da produção de pequenos produtores da Região Serrana.

Além da recuperação do pavimento da rodovia, o DER-ES vai executar intervenções de drenagem, sinalização e dispositivos de segurança da rodovia, que impactam na condição de rolamento. As obras vão melhorar e restituir as condições para o transporte seguro, econômico e confortável de passageiros e bens de produção.

O trecho da ES-164, em obras, integra a sede do município a localidades, como Vila Esperança, São José de Fruteiras, Fruteira de Baixo, Fruteira de Cima e Vila Maria. O investimento total será de R$ 12,6 milhões e a previsão é de que as obras sejam entregues até o fim deste ano.

O governador Casagrande também visitou as obras de pavimentação do trecho da ES-375, entre Fazenda da Prata, em Castelo, e São José de Fruteiras, em Vargem Alta. A obra vai contemplar os 31,4 quilômetros de extensão da rodovia, que terá pista simples, faixa de segurança, abrigos em pontos de ônibus, além de duas pontes sobre o Córrego da Prata, sendo uma com 22 metros e outra com 51 metros.

Após a conclusão da pavimentação, prevista para dezembro do ano que vem, os moradores e produtores rurais da região poderão trafegar com mais segurança entre as comunidades e distritos beneficiados, como Monte Pio, Fruteiras, Fazenda da Prata, Patrimônio do Ouro, além da sede dos dois municípios. O investimento é de R$ 57,7 milhões.

Obras de reconstrução

Casagrande também esteve em duas obras de reconstrução de pontes, no Morro do Sal e em Jaciguá, ambas em Vargem Alta. A ponte do Morro do Sal será em estrutura metálica e terá um vão de 20 metros e seis metros de largura. Na localidade, também estão sendo executadas obras de reconstrução do muro de gabião do entorno da ponte, para que seja possível a reconstrução da via de acesso à localidade, além de possibilitar o acesso a residências.

Já a ponte de Jaciguá terá 13 metros de extensão e 10 metros de largura. As obras nas duas localidades estão previstas para serem entregues na primeira quinzena de dezembro e somam, aproximadamente, R$ 1,8 milhão.

“Estamos visitando parte dos investimentos importantes em pavimentação que estão sendo feitos pelo Governo do Estado, além da reconstrução de pontes e calçamentos atingidos pelas fortes chuvas do início do ano. As chuvas exigiram uma presença firme do Governo do Estado e estamos aqui visitando para ver o andamento. A rodovia de Vargem Alta a Iconha foi praticamente reconstruída. São obras que representam mais de R$ 100 milhões na reconstrução desses municípios”, destacou o governador Casagrande.

Para o superintendente e engenheiro do DER-ES, Fábio Longui, estas são importantes obras para o sul do Estado: “Esse complexo de obras acontecendo é extremamente importante para o desenvolvimento, mobilidade e crescimento do sul do Estado. São vias de acesso que, além de permitir facilidade e agilidade no tráfego, trarão economia, geração de emprego e renda. Também flexibilizam as rotas alternativas, melhorando a vida de motoristas, caminhoneiros e transeuntes dos trechos. O DER-ES se orgulha de fazer obras de tanta importância para os capixabas”, afirmou.

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana