conecte-se conosco


Cidades

Governo do Estado inaugura Centro de Referência das Juventudes em Colatina

Publicados

em

O governador do Estado, Renato Casagrande, inaugurou, na manhã desta quinta-feira (23), o Centro de Referência das Juventudes (CRJ) de Colatina. Principal projeto do eixo de proteção social do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, este é o oitavo equipamento entregue. O CRJ Colatina fica na Avenida Padre Acácio Valentino, número 1.500, no bairro João Meneguelli.

Com infraestrutura moderna e acolhedora, o CRJ Colatina funcionará de segunda a sexta-feira, oferecendo gratuitamente a jovens de 15 a 24 anos cursos, oficinas para geração de renda, entre outras atividades. O espaço conta com salas multiuso, laboratório temático, sala de computador e de dança, além de equipe multidisciplinar com psicólogo, terapeuta ocupacional, educador e assistente social.

“Vamos inaugurar 14 CRJs por todo o Estado e queremos mobilizar as juventudes dos bairros de Colatina. Queremos que este local seja um centro que irradie políticas públicas. O jovem que desejar terá toda informação de oportunidades, como na área profissional por meio do QualificarES. Teremos ainda cursos, oficinas de dança, violão e atividades culturais. Também é oferecido acesso à internet para quem precisar fazer um trabalho escolar, uma pesquisa ou até mesmo para o lazer. O CRJ é um espaço que irradia oportunidades”, disse o governador Renato Casagrande.

A secretária de Estado de Direitos Humanos, Nara Borgo, enfatizou a importância do CRJ Colatina para prestação de serviços públicos aos jovens, promovendo a garantia de direitos.

“Acreditamos e investimos na potência da juventude capixaba, que é uma juventude que luta e que, junto com esse governo, está trazendo conquistas históricas. O CRJ é um espaço feito com as juventudes e para elas. Vamos deixar o maior legado de políticas públicas desse Estado com o Plano Estadual das Juventudes, o Fundo Estadual da Juventude e com os CRJs, que vão prestar serviços inéditos no Espírito Santo”, frisou a secretária Nara Borgo.

As atividades de mobilização das juventudes para a chegada do CRJ Colatina começaram no território desde janeiro deste ano, com o mapeamento de jovens da região, a reforma do local, além da realização de oficinas de ocupação, como batalhas de TikTok.

Com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), o CRJ Colatina é fruto do trabalho do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Direitos Humanos, em parceria com o Instituto de Promoção Humana, Aprendizagem e Cultura – IPHAC (Instituto Promover), definido após ampla seleção pública.

“Queria agradecer a participação de todos que ajudaram nessa estrutura. É o Programa Estado Presente, em parceria com a Prefeitura, em uma ação para a inclusão dos jovens. Colatina precisa de investimentos e estamos os recebendo em várias ações”, afirmou o prefeito do município, Guerino Balestrassi.

A solenidade contou com apresentações musicais e de dança stiletto. Também estiveram presentes na inauguração a vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes; a senadora Rose de Freitas; e os deputados federais Josias Da Vitória e Paulo Foletto.

Estado Presente

O Projeto Estado Presente: Segurança Cidadã é uma iniciativa do Governo do Estado do Espírito Santo, que conta com financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), para a implementação de ações de prevenção e combate à violência. O objetivo é contribuir para a redução dos elevados índices de crimes violentos (homicídios e roubos) entre jovens de 15 a 24 anos, nas regiões de maior vulnerabilidade social e, historicamente, mais atingidas pela violência.

Dentro desse projeto, serão implantados 14 CRJs em todo o Estado. A previsão é de que eles estejam em funcionamento neste ano, atendendo 65 mil jovens por ano.

Estão em funcionamento, além de Colatina, os CRJs Terra Vermelha, em Vila Velha; Feu Rosa, na Serra; Cachoeiro de Itapemirim; Aracruz, São Mateus, Guarapari e Linhares. Em breve, haverá novas unidades em Vitória, Serra, Cariacica e Vila Velha.

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Sancionada a lei que autoriza agentes da GCM de Anchieta a portar armas de fogo

Publicados

em

Por

Foto: Divulgação

A Guarda Civil Municipal de Anchieta (GCMA) passará a atuar com porte legal de arma de fogo. O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, sancionou ontem (27) a lei que permite o porte de arma de fogo para a categoria. Na ocasião Petri sancionou mais três leis que estruturam e regulamentam a Guarda Civil Municipal de Anchieta. Parte da corporação participou do ato de assinatura, ocorrida no gabinete do prefeito.

O projeto de armar a Guarda Municipal de Anchieta foi elaborado desde 2021 pelo executivo municipal. Ao todo, 87 agentes serão treinados pela Polícia Federal para atuarem com as novas regras. Recentemente, o município criou uma ouvidoria e também uma corregedoria dentro da Guarda Municipal – consideradas instrumentos indispensáveis para a efetivação do projeto.

De acordo com o gerente da Guarda, Wander Nogueira, a aprovação da proposta é um marco histórico para o município e um avanço para as ações de segurança. “Armar a Guarda vai dar mais legitimidade para o trabalho da instituição, que passará a atuar de forma mais independente”, avaliou.

Para o prefeito, a Guarda é uma importante instituição que vem prestando valiosos serviços ao município. “Tenho orgulho da nossa guarda e dos nossos agentes que vêm fazendo um importante papel na segurança de nossa cidade. Essas novas lei irão dar mais respaldo para a corporação se tornar ainda mais organizada e estruturada”, disse.

Preparação e treinamento

Para armar os agentes, a Guarda Municipal de Anchieta firmou uma parceria com a Academia da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (Acadepol), que irá ofertar um curso de capacitação para os agentes. O treinamento vai capacitar os guardas na parte teórica e prática, incluindo o curso de tiro. Antes de utilizarem armas de fogo, os agentes deverão ser aprovados nesta formação.

A Lei autoriza o município a firmar convênios, acordos de cooperação técnica e instrucional com União, Estados, Municípios, bem como, com instituições, órgãos ou estabelecimentos de ensino aptos legalmente a ofertarem cursos de formação, aperfeiçoamento e utilização de armamento e tiro ao efetivo da Guarda Civil Municipal de Anchieta.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana