conecte-se conosco


Estado

Governo lança editais de Boas Práticas e Reinserção Social e Produtiva no campo da política sobre drogas

Publicados

em

O Governo do Estado, por meio da Subsecretaria de Estado de Políticas sobre Drogas (SESD) e da Rede Abraço, lançou, nesta quarta (22), os editais de Boas Práticas e de Reinserção Social e Produtiva no campo da política sobre drogas. O lançamento foi realizado na abertura da Semana Estadual de Políticas sobre Drogas, que acontece no Auditório do Palácio da Fonte Grande, em Vitória.

O Edital de Boas Práticas tem o objetivo de selecionar 30 projetos de prevenção ao uso de drogas ou de cuidados e tratamentos para pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas. Desse total, dez deverão ser implementados em territórios do programa Estado Presente em Defesa da Vida. Cada um dos contemplados receberá o prêmio de R$ 30 mil para viabilização ou fortalecimento da iniciativa.

Já o Edital de Reinserção Social e Produtiva visa ao chamamento público de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) para celebração de parceria e execução de 10 projetos de inserção no mercado de trabalho e fortalecimento da convivência social e comunitária de pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas. Cada projeto selecionado receberá o valor de R$ 60 mil.

“Somos desafiados todos os dias a dar conta de um grande problema. A problemática é muito superior às políticas públicas que temos hoje em nosso País. A gente olha e vê que o problema das drogas está se apresentando para nós em todos os lugares, a todo instante. A visão que nós temos é de estruturar as políticas públicas para dar oportunidades às pessoas. Não queremos esconder e nem afastar as pessoas, queremos é dar oportunidades. As pessoas precisam ter uma chance de fato”, afirmou o governador Renato Casagrande.

Segundo Casagrande, as políticas públicas precisam dar o suporte necessário às pessoas que têm atitude em querer sair da situação que se encontram. “A forma mais fácil é sempre a prevenção, já que a recuperação é um trabalho mais penoso. Nosso governo foca em políticas para que as pessoas tenham oportunidades. Conseguimos um nível de organização para que possamos ir adotando essas políticas e criando essa rede de apoio”, disse.

“Com o investimento total de 1,5 milhão nos dois editais, queremos incentivar e fomentar iniciativas criativas na temática das drogas no Espírito Santo que proporcionem bem-estar e mais qualidade de vida a pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas”, ressalta o secretário de Estado do Governo, Álvaro Duboc.

“Os projetos contemplados em 2020 e 2021 nos mostraram que é possível trabalhar a temática das drogas, sobretudo a prevenção, o cuidado e tratamento e a reinserção social, com soluções criativas. Estamos ansiosos por novas ideias”, afirma o subsecretário de Estado de Políticas sobre Drogas, Carlos Lopes.

A vice-governadora Jacqueline Moraes também participou do evento. “Nossa intenção, enquanto governo, é envolver o maior número de pessoas para um debate sério a respeito das drogas e de seus reflexos na sociedade. Esse diálogo franco produz resultados efetivos e não, apenas, uma solução mágica. Promover a mobilização da população e incentivar a interação de todos os órgãos competentes nessa estratégia, respeitando os direitos humanos, é uma solução que exige coragem – e nós a temos”, declarou.

As inscrições para os dois editais poderão ser feitas presencialmente, com entrega de documentação no Centro de Acolhimento e Atenção Integral sobre Drogas (CAAD) – Vitória, por e-mail ou pelo e-Docs (https://e-docs.es.gov.br/) até as 17 horas do dia 05 de agosto deste ano.

Edital de Boas Práticas:

Seleção de 30 projetos no campo da política sobre drogas, dez deles implementados em territórios do Estado Presente em Defesa da Vida.

Premiação por projeto: R$ 30 mil
Total de premiação: R$ 900 mil

Eixo Temático I – Prevenção ao uso de drogas:

Eixo Temático II – Cuidados e tratamento a pessoas com necessidades decorrentes do uso de drogas:

Edital de Reinserção Social e Produtiva 2022

Chamamento público de Organizações da Sociedade Civil (OSCs) para celebração de parceria para execução de projetos de reinserção social e produtiva para pessoas com necessidades decorrentes do uso de álcool e outras drogas.

Premiação por projeto: R$ 60 mil
Total de premiação: R$ 600 mil

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Propaganda

Estado

Café Conilon do Espírito Santo é exportado para a Itália

Publicados

em

Por

Esta foi a primeira operação internacional do café com o selo de Indicação Geográfica (IG) reconhecido

O café “Conilon do Espírito Santo”, com Indicação Geográfica (IG) de Indicação de Procedência (IP), reconhecida pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), está chegando na Europa. A primeira exportação do grão aconteceu no início do mês.

O embarque do primeiro contêiner com 19,2 toneladas do café conilon com 80 pontos teve a Itália como destino. A operação de estreia foi realizada pela Federação dos Cafés do Estado do Espírito Santo (Fecafés), através da Cooperativa Agropecuária Centro Serrana (Coopeavi), uma das quatro cooperativas constituintes da Federação. Além da Coopeavi, participam Cooabriel, Cafesul e Coopbac.

“Este primeiro embarque internacional marca o início de uma nova história para o café conilon capixaba. O Espírito Santo que já era destaque pelo volume de produção, também está ganhando espaços quando o assunto é qualidade do produto e consagra essa conquista com o reconhecimento da IG e inserção no mercado internacional com o selo do ‘Café Conilon do Espírito Santo’”, destaca a gerente regional do Sebrae/ES, Carla Bortolozzo Bassetti.

Para o gerente executivo de Café da Coopeavi, Giliarde Cardoso, a rastreabilidade do conilon capixaba é a maior vantagem em torno do projeto.

 “Com o selo, conseguimos garantir para o cliente toda uma relação de qualidade e rastreabilidade do produto. Pretendemos com a IG avançar cada vez mais numa visão do mercado internacional sobre a qualidade do conilon capixaba, dar visibilidade para o produto e evidenciar a forma profissional como é trabalhado este produto no Estado”, destaca Cardoso ao ressaltar o empenho da Fecafés e de todas as cooperativas.

A iniciativa visa proteger o conilon especial, confirmando sua qualidade e origem.

“Desde a idealização do projeto já sabíamos que esse trabalho traria segurança para o consumidor e também proteção a esse produto. Hoje a gente entende que esse selo vai abrir portas mundo afora. Antes o café conilon era pouco conhecido, ou conhecido por ser de baixa qualidade, e agora a gente já pode dizer o contrário. O selo passa por uma sequência de comprovações ambientais e sociais, o que é muito importante e vai nos ajudar a atestar qualidade do café e abrir oportunidade de mercado”, destaca o presidente da Fecafés, Luiz Carlos Bastianello.

Para que a exportação acontecesse, todo o processo de reconhecimento precisou ser muito bem estudado e trabalhado, explica o gerente da OCB/ES, Alexandre Costa Ferreira.

“É fundamental para o Espírito Santo, enquanto maior produtor do café conilon do Brasil, ter esse reconhecimento de uma Indicação Geográfica, em relação a notoriedade, tecnologia e qualidade e ganhando mercado internacional, especialmente o mercado europeu. Outra questão importante é lembrar que todas as diretrizes que foram acompanhadas pelo Sebrae/ES, OCB/ES, cooperativas e Incaper estão se concretizando de maneira favorável demonstrando que os caminhos e decisões tomadas foram assertivas e estão em consonância com o mercado. A exportação de um café com IG eleva o nome do ES ao mais alto patamar de reconhecimento pela sua cafeicultura”, ressalta.

O Sebrae/ES teve participação ativa para o reconhecimento da IG do Café Conilon do Espírito Santo e junto com a OCB/ES apoiou a fundação da Fecafés para gerir o selo de Indicação Geográfica.

IG Café Conilon do ES

A IG Café Conilon do ES é a única de café do Brasil que tem uma federação para coordenar a governança e estruturar ações para o bom desempenho da IG. A Fecafés foi fundada em 2019 especialmente com este objetivo, e teve o apoio do Sebrae/ES e da OCB/ES para sua elaboração. Atualmente a Federação está executando o plano de operacionalização da IG com o desenvolvimento e a transferência das ações para a plataforma RAIZ.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana