conecte-se conosco


Entretenimento

Gretchen desabafa sobre violência doméstica que presenciou na infância

Publicados

em


source
Gretchen falou sobre violência doméstica
Reprodução/Instagram

Gretchen falou sobre violência doméstica

Gretchen desabafou sobre a violência doméstica que presenciou e sofreu na infância. A cantora, que cresceu vendo a mãe ser vítima da violência do pai, contou que não queria o mesmo para si. Segundo ela, as experiências causaram um impacto nas relações na vida adulta. 

“Minhas referências são o oposto do que a minha mãe era. Ela foi a referência de mulher que eu não queria ser”, declarou ela durante a participação no programa ‘Drag Me as a Queen’, no canal E!. 

Gretchen lembra que a mãe apanhava do pai, que sofria de problemas relacionados ao alcoolismo. “Ele serviu na Segunda Guerra Mundial, então muita coisa eu entendia. Agora, ele era alcoólatra, batia na minha mãe. Eu sabia tudo o que eu não queria para mim. Eu não admitia o que ele fazia com a minha mãe, então eu queria ser como ela deveria ser com ele”, disse. 

Leia Também

A artista contou que passou por relações abusivas na vida. “A presença do pai para uma menina é muito forte e você acaba procurando no homem exatamente aquilo que o seu pai é. A gente não tem a consciência disso”, disse.

“Quando eu falava para a minha mãe que tinha apanhado, uma das coisas que ela dizia, que hoje eu acho um absurdo, era: ‘Melhor você apanhar do pai dos seus filhos que de um estranho’. Hoje tenho consciência de que ela não estava falando por mal, foi assim que ela aprendeu”, disse a artista. 

Gretchen comenta que durante uma conversa com a psicóloga do reality ‘A Fazenda’, em 2012, que percebeu que deveria mudar a forma de se relacionar. Ela contou como foi o diálogo com a psicóloga. “‘Mas por que você sempre procurou homens que são parecidos com seu pai? Homens que bebem, homens que agridem, que não valorizam a mulher…’, aí eu nunca mais me deixei ser mandada, me envolver com esse tipo de homem. Aí acabou. Desse momento eu tomei consciência do que eu estava fazendo de errado”, disse Gretchen.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Claudia Leitte diz que críticas são seletivas após ser chamada de genocida

Publicados

em


source
Claudia Leitte foi atacada nas redes sociais
Reprodução/Instagram

Claudia Leitte foi atacada nas redes sociais


A cantora Claudia Leitte se manifestou, nesta segunda-feira (29), após ser xingada de genocida por realizar um show em São Paulo (SP) no sábado (27).

Claudia foi atacada nas redes sociais durante o fim de semana, principalmente por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (SP), que comparavam o show da cantora com eventos do presidente.

Em nota, divulgada nesta segunda-feira (29), Claudia Leitte disse que os ataques são “seletivos” e “desrespeitosos”. “Claudia é uma artista responsável e ciente de seu papel, jamais faria um evento sem a autorização dos órgãos atribuídos e sem os cuidados necessários. Cabe apenas refletir sobre essas críticas seletivas e aos ataques, totalmente inconcebíveis e desrespeitosos com a artista”, diz nota enviada pela equipe da cantora.


Na nota, Claudia Leitte mencionou que outros shows foram realizados no país, com mais pessoas reunidas, mas não receberam críticas. Artistas como Zé Neto & Cristiano, Barões da Pisadinha e Gusttavo Lima celebraram shows com públicos maiores pelo país. “Outros tantos [shows] vêm acontecendo no Brasil e não foram criticados ou colocados em xeque em relação aos cuidados com a saúde do público. E não só shows, como também rodeios e estádios de futebol”, disse.

Leia Também

Vale lembrar que o evento cumpriu as normas impostas pelo Governo de São Paulo. O folião só podia entrar na festa “Blow Out” com comprovante de vacinação contra covid-19 (duas doses), além de contar com três mil pessoas em um espaço para dez mil pessoas. 

Veja nota completa:

A cantora Claudia Leitte realizou um show em formato trio no estacionamento do Espaço das Américas no último sábado, 27, respeitando todas as normas de saúde impostas pelo Governo do Estado de SP. Só era possível entrar no local comprovando a vacinação completa da covid 19 e, além disso, o evento foi feito com capacidade reduzida, com apenas 3 mil pessoas.

É válido mencionar que assim como o show de Claudia, outros tantos vêm acontecendo no Brasil e não foram criticados ou colocados em xeque em relação aos cuidados com a saúde do público. E não só shows, como também rodeios e estádios de futebol.

Claudia é um artista responsável e ciente de seu papel, jamais faria um evento sem a autorização dos órgãos atribuídos e sem os cuidados necessários. Cabe apenas refletir sobre essas críticas seletivas e aos ataques, totalmente inconcebíveis e desrespeitosos com a artista.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana