conecte-se conosco

Estado

Hemoes registra queda de três mil doadores de sangue em quatro meses

Publicado


.

De março a junho deste ano, auge da pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) no Espírito Santo, o Centro Estadual de Hemoterapia e Hematologia Marcos Daniel Santos (Hemoes) registou a captação de 13.385 doações de sangue nos seis pontos de coleta da rede estadual. No mesmo período de 2019, foram 16.322. São quase três mil doadores que deixaram de comparecer às unidades de coleta.

Segundo informou a diretora do Hemoes, Marcela Gonçalves Murad, as unidades registram estoques de todos os tipos de sangue abaixo do limite aceitável nessa pandemia, que pode ter como consequência a falta de hemocomponentes. “Desde o início da pandemia, mais precisamente do isolamento social, temos trabalhado com estoque crítico. Não há substituto para o sangue, por isso, precisamos que a população colabore com doações regulares para manter os estoques em níveis adequados”, disse.

O atendimento em todas as unidades é feito, preferencialmente, por meio de agendamento. A medida visa a reduzir a circulação de pessoas nos locais para evitar aglomeração, reduzindo a possibilidade de transmissão do novo Coronavírus.

Quem pode doar

Antes de efetivamente doar sangue, os voluntários passam por uma triagem para avaliar sua condição de saúde e verificar se estão aptos a realizar a doação. Quem tem entre 16 e 69 anos pode se candidatar como voluntário. Para os mais velhos, uma ressalva: só pode doar quem tiver feito a primeira doação até os 60 anos. Já os menores de 18 anos precisam de autorização de um responsável legal.

O interessado em doar sangue deve ir até uma unidade do Hemoes, apresentar um documento oficial com foto e responder a um questionário. Caso tenha almoçado, deve aguardar três horas após a refeição para fazer a doação.

Neste período de pandemia, pessoas que tiveram diagnóstico positivo para o novo Coronavírus podem realizar a doação após 30 dias sem apresentar sintomas. Já as pessoas que estiverem com sintomas gripais não devem comparecer para doação.

Agende sua doação hoje mesmo:

-Hemocentro de Vitória

Endereço: Avenida Marechal Campos, 1.468, Maruípe | Telefone: 3636-7920

-Unidade de Coleta de Sangue da Serra

Endereço: Avenida Eudes Scherrer Souza, s/nº (anexo ao Hospital Estadual Dório Silva) | Telefone: (27) 3218-9429

-Hemocentro de Linhares

Endereço: Av. João Felipe Calmom, 174-298 – Centro | Telefone: (27) 3264-6000

-Hemocentro de Colatina

Endereço: R. Cassiano Castelo, 276 – Centro | Telefone: (27) 3717-2800

-Hemocentro de São Mateus

Endereço: Rodovia Otovarino Duarte Santos, Km 02, Parque Washington | Telefone: (27) 3767-7954

 

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação da Sesa
Syria Luppi / Kárita Iana / Paula Lima / Luciana Almeida / Thaísa Côrtes
[email protected]

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
publicidade

Estado

Incaper entrega sete picapes em Fazendas Experimentais

Publicado


.

Foram realizadas as entregas de sete picapes nas Fazendas Experimentais do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper). A ação é resultado de um convênio entre a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Incaper. As fazendas contempladas estão nas localidades de Venda Nova do Imigrante, Domingos Martins, Cachoeiro de Itapemirim, Linhares, Sooretama, Marilândia e Viana.

As entregas visam a proporcionar o melhor desenvolvimento das pesquisas agropecuárias e a valorizar a atividade dos pesquisadores do Incaper no campo, como afirmou o diretor-presidente do Instituto, Antônio Machado. 

A renovação da frota de automóveis é vista como um fortalecimento da estrutura de pesquisa para o gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do Incaper, Renato Taques. “É uma entrega que melhora as condições de trabalho dos pesquisadores, que retornam à sociedade resultados importantes, principalmente para os agricultores capixabas”, completou.

Trabalho nas Fazendas Experimentais

As sete Fazendas Experimentais contempladas com os automóveis desenvolvem trabalhos de pesquisa aplicada e de conservação do meio ambiente, a exemplo da unidade de Viana. A proposta da fazenda é de despertar a consciência ambiental e a responsabilidade do público em geral, em especial dos agricultores, para a conservação dos recursos naturais e de espécies nativas da Mata Atlântica como Pau Brasil, Seringueira, Palmáceas e Cacau. No local, existem Unidades Demonstrativas de Sistemas Agroflorestais que reforçam a linha de atuação de que é possível desenvolver atividades agrícolas sem degradar o meio ambiente.

A Fazenda Experimental de Bananal do Norte, localizada  no distrito de Pacotuba, de Cachoeiro de Itapemirim, é outra unidade contemplada. O local é a principal base de pesquisa do Incaper para a região sul e Caparaó. Possui uma área de 200 hectares, onde são realizadas atividades de pesquisa e desenvolvimento, com destaque nas áreas de café conilon, fruticultura, silvicultura, pastagem e pecuária de leite. 

Conheça mais sobre o trabalho das Fazendas Experimentais aqui no site do Incaper.

Texto: Andreia Ferreira

Informações à imprensa:

Coordenação de Comunicação e Marketing do Incaper

Juliana Esteves / Andreia Ferreira

(27) 3636-9868 / (27) 3636-9865 / (27) 98849-6999

[email protected] / [email protected]

Facebook: Incaper

Instagram: @incaper_es

Fonte: Governo ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana