conecte-se conosco


Nacional

Homem é enganado ao tentar aplicar golpe e faz recarga no celular da vítima

Publicados

em

 

 

source
Golpista tentou se passar pelo filho da vítima

Golpista tentou se passar pelo filho da vítima – Reprodução/TV Bahia

Na Bahia, um criminoso tentou aplicar um golpe para roubar mais de R$ 2 mil de uma mulher pelo WhatsApp, se passando pelo filho da vítima. O homem, no entanto, acabou sendo enganado por Erica Soledade, que já havia sido abordada outras vezes em casos parecidos e conseguiu até mesmo fazer com que o bandido colocasse crédito no celular dela.

“Por coincidência meu filho estava em casa. A gente começou a dar assunto e a alimentar a situação para tentar pegar ele, porque estava sendo muito corriqueiro. Tentamos reverter a história e decidimos pedir dinheiro para ele [criminoso]”, disse Erica à TV Bahia , afiliada da TV Globo na região.

Lucas Soledade, filho da vítima, contou que o objetivo era fazer com que o criminoso pensasse que tinha a confiança de Erica, e que ela realmente realizaria a transferência solicitada. “Ela [mãe] ficava falando que estava sem crédito, que precisava de dinheiro para botar crédito, pois só conseguiria fazer a transferência quando chegasse em casa”, disse ele.

De acordo com Lucas, o golpista acreditou na história de Erica e decidiu colocar crédito no celular da mulher. “Ele fez o depósito do crédito e ficou esperando que minha mãe transferisse o dinheiro”, acrescentou.

Erica disse que essa foi a terceira tentativa de golpe em menos de dois meses. Nas outras situações, os criminosos também tentaram se passar pelo seu filho. “Quando você vai abordar ele dizendo que é um golpe, ele começa a usar seus dados pessoais, o que te deixa muito vulnerável. Ele fala o nome da gente, endereço antigo, endereço atual. Eu entrei em um quadro de pânico muito grande e percebi, ali naquele momento, que qualquer pessoa é capaz de ceder ao que eles pedirem”, afirmou a vítima.

Como evitar esse tipo de golpe?

“Mande mais mensagens, tente validar e, principalmente ligue, peça áudio e você vai ver que o golpista não faz nada disso. A partir daí, a solução é indicar esse golpe ao WhatsApp e também registrar um boletim de ocorrência para que o criminoso seja investigado e identificado”, explicou o especialista em tecnologia Arthur Igreja.

A Secretaria de Segurança Pública do estado (SSP-BA) informou que houve um aumento de crimes envolvendo redes sociais e informática. Segundo dados, 66 casos teriam sido registrados em Salvador (BA) nos quatro primeiros meses deste ano, em comparação com 11 no mesmo período do ano passado.

Já no interior da Bahia, 184 casos foram denunciados nos primeiros quatro meses, em relação a 44 no mesmo período de 2020.

Comentários Facebook
Propaganda

Nacional

Facebook remove propaganda nazista postada por promotora do DF

Publicados

em


source
Promotora do Distrito Federal publicou propaganda nazista no Facebook
Reprodução/ Facebook

Promotora do Distrito Federal publicou propaganda nazista no Facebook


O Facebook informou na noite desta quarta-feira que removeu o conteúdo nazista publicado pela promotora Marya Olímpia Ribeiro Pacheco. As publicações foram feitas na página pessoal da servidora pública do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT).

“Não permitimos conteúdo que elogia, apoia ou representa o nazismo e removemos conteúdos violadores mencionados pela reportagem”, informou o Facebook, por meio de nota.

Todas as postagens de Marya foram feitas em 17 de setembro de 2016. Elas ainda constavam na página de Facebook da promotora na manhã desta terça-feira. No entanto, a servidora restringiu o acesso a seu perfil. As publicações foram reveladas pelo Congresso em Foco.

Entre as postagens de cunho nazista, havia exaltações ao Führer (líder, em português) e imagens da suástica. Em uma das publicações há a mensagem “Kämpft für führer und volk” (“lute pelo líder e pelas pessoas”, em tradução livre). Outra conclama os trabalhadores a serem soldados de Hitler.

Marya é autodeclarada integrante da “milícia das mídias sociais” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Ela postou em seu facebook um “crachá” de bolsonarista. A promotora também exibe nas redes sociais fotos ao lado do escritor Olavo de Carvalho.


Procurado pelo GLOBO, o Ministério Público não se manifestou. A instituição justificou “que se trata de rede social pessoal da promotora”.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana