Igor Martins Pinheiro, de 22 anos, conhecido como ‘Lorão’, tem 28 passagens pela polícia.

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu nesta semana Igor Martins Pinheiro, de 22 anos. Ele é o verdadeiro autor do roubo de uma bicicleta elétrica em frente ao shopping Leblon, na Zona Sul do Rio, no último sábado (12).

O caso ganhou repercussão nacional após Mariana Spinelli e Tomás Oliveira acusarem o professor negro Matheus Nunes Ribeiro pelo crime. O casal perdeu o emprego por conta do episódio.

Igor foi flagrado por câmeras de segurança cometendo o furto. Conhecido como ‘Lorão’, o rapaz tem 28 passagens pela polícia, com sete prisões, e reside em Botafogo, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

Relembre o caso

O casal Marina Spinelli e Tomás Oliveira abordou Matheus Nunes em pleno Dia dos Namorados. O instrutor de surfe de 22 anos esperava a namorada, que trabalha no Shopping Leblon, montado em uma bicicleta elétrica.

Marina e Tomás não pensaram duas vezes e acusaram falsamente Matheus de ter roubado a bicicleta. Ele negou com veemência, buscou fotos para provar que o meio de transporte era seu e só teve sossego quando Tomás tentou abrir, sem sucesso, o cadeado da bicicleta elétrica.

Marina e Tomás vão responder por calúnia.

“Racismo enraizado”

Matheus disse que situações de racismo não são problemas isolados e estão “enraizadas na sociedade”. “Isso não é problema pessoal de mim pra eles, problemas deles pra mim, é um problema que está enraizado na nossa sociedade”, disse, referindo-se ao casal envolvido no caso.

“Não quero dar ênfase só pro meu caso, quero dar ênfase pra esses casos, para que as pessoas quando se veem numa situação de desespero não pensarem que foi o preto que roubou e toda vez que acontecer isso com um negro ele se sentir forte o suficiente para denunciar para botar a cara, falar que isso não é certo e que a gente não vai aceitar isso”.

Momento em que ‘Lorão’ rouba bicicleta elétrica

Fonte: Pragmatismo Político