conecte-se conosco

Cidades

Hospital Unimed Sul Capixaba coloca em operação usina de energia fotovoltaica

Publicado

A Unimed Sul Capixaba colocou em funcionamento na quinta-feira, 14 de maio, uma Usina de Energia Fotovoltaica em seu novo hospital, na Rodovia Cachoeiro x Safra, em Cachoeiro de Itapemirim. O investimento, de aproximadamente R$ 1,7 milhão, possibilitará uma economia de cerca de 40% no desembolso financeiro com o consumo de energia pelo hospital, além de ser uma fonte de energia limpa, que contribui para a preservação do meio ambiente.

A usina é formada por 1.560 módulos e quatro inversores, que fazem a captação de energia solar para transformá-la em eletricidade, por meio do efeito fotovoltaico. De acordo com o diretor de Recursos Próprios da Unimed Sul Capixaba, Gediel Teixeira Xavier, a energia solar captada é transformada em energia elétrica e transferida, no mesmo instante, para a rede do hospital, após passar por quatro inversores.

No estudo inicial para a implantação do sistema, a expectativa da cooperativa era de que a geração de energia chegasse a 65.000 quilowatts hora/mês. Após os primeiros testes e no primeiro dia de funcionamento do sistema, essa perspectiva aumentou para cerca de 72.000 quilowatts hora/mês de energia.

“Os equipamentos que adquirimos, importados do Canadá e da Alemanha, possuem tecnologia de ponta, com qualidade superior à grande maioria disponível no mercado. Isso contribui muito para o desempenho e para que chegássemos a uma performance ainda melhor àquela que previmos inicialmente. Toda a produção também pode ser acompanhada por nós de modo on-line e em tempo real”, enfatiza Gediel Teixeira Xavier.

A partir de agora, o consumo de energia no Hospital Unimed passa a ser composto pela Usina de Energia Fotovoltaica e pela compra no Mercado Livre de Energia. O diretor de Recursos Próprios explicou que a implantação da usina durou cerca de cinco meses, incluindo planejamento e estudos que consideraram diferentes variáveis, como a posição e a inclinação que possibilitaria o melhor aproveitamento da luz solar.

Para o diretor-presidente da Unimed Sul Capixaba Leandro Baptista, o principal benefício da Usina de Energia Fotovoltaica é a sua contribuição para a preservação ambiental e a sustentabilidade da cooperativa, na medida que utiliza uma energia totalmente limpa. “A grande relevância desse projeto é o fato de o hospital gerar sua própria energia, contribuindo para que seja uma unidade sustentável ambientalmente. A redução das despesas é apenas uma consequência disso”.

A Unimed Sul Capixaba, também com o objetivo de ter um consumo consciente de energia, evitando desperdício, conta com sensores de presença com temporizadores nos banheiros, nas escadas e nos corredores da operadora, e os aparelhos de ar-condicionado foram trocados para o modelo inverter, além de serem realizadas rondas pelos vigilantes para identificar equipamentos eletrônicos ou lâmpadas ligadas sem necessidade após o fim do expediente.

Comentários Facebook
publicidade

Cidades

Prefeitura de Cachoeiro faz ajustes em decreto de funcionamento de atividades econômicas

Publicado

Município está no grau de risco moderado de propagação do novo coronavírus. Foto: Márcia Leal/PMCI

 

.

A Prefeitura de Cachoeiro de Itapemirim realizou alterações pontuais no decreto 29.480, que trata do funcionamento das atividades econômicas da cidade durante a pandemia de Covid-19. O novo decreto, com as mudanças, foi publicado, na noite desta sexta-feira (5), em edição extra do Diário Oficial do Município.

A principal alteração diz respeito ao horário de abertura de lojas que associem mais de uma atividade comercial. De acordo com a publicação, deverá ser adotado, para esses estabelecimentos, o critério de predominância da atividade para o turno de funcionamento. Assim, essas lojas adotarão apenas um turno de funcionamento dentre os cinco estabelecidos pelo decreto – no caso, o turno em que se enquadrar o ramo de atividade responsável pela maior parte das comercializações.

O novo decreto também prorroga, para 30 de junho, a suspensão da utilização de equipamentos públicos de lazer e esporte, tais como parques, praças, quadras, ginásios, campos e demais espaços públicos de uso comum, cercados ou não, destinados à prática de atividades esportivas, culturais e turísticas.

“São pequenas mudanças que tivemos que fazer, tanto para prorrogar suspensões, como no caso dos equipamentos públicos de lazer e esporte, quanto para realizar ajustes técnicos e de redação que impactam na aplicação das regras. Pedimos a todos que estejam atentos às normas”, explica o prefeito Victor Coelho.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana