conecte-se conosco


Estado

Ibef-ES já prepara Prêmio Equilibrista 2022

Publicados

em

Presidente do Ibef-ES, Paulo Wanick, em discurso na edição de 2021

Como forma de reconhecer o mérito de empresários e executivos que contribuem para o desenvolvimento socioeconômico de suas empresas e em consequência o do Espírito Santo, o Instituto Brasileiro de Finanças do Espírito Santo (Ibef-ES) organiza todos anualmente o Prêmio Equilibrista.

A premiação é constituída de um troféu que representa os desafios enfrentados pelos empresários e executivos, bem como a habilidade desses profissionais para atingirem as suas metas.

A escultura em bronze foi criada pelo escultor Osni Branco e institucionalizada e registrada na Escola Nacional de Belas Artes.

A entrega do prêmio, que acontece desde 1996, ocorre em uma cerimônia no final do ano e promove também outras três premiações: Destaque Empresarial, Ibefiano de Sucesso e Orgulho de Ser Ibef.

As premiações

O Prêmio Equilibrista reconhece o trabalho de empresários e executivos, preferencialmente da área de finanças, que se destacam por conta de sua atuação no cenário econômico capixaba.

O Prêmio Destaque Empresarial é concedido como reconhecimento do mérito de executivos ou empresários que estejam se destacando no segmento financeiro e/ou gestão de empresas, por meio da proposição de soluções inovadoras na execução de suas funções.

O Prêmio Ibefiano de Sucesso homenageia os associados que se destacaram em seus setores de atuação como reconhecimento pelos desafios superados e pela suas habilidades profissionais para atingirem suas metas.

O Prêmio Orgulho de Ser Ibef é entregue ao melhor colocado no ranking de mesmo nome, que relaciona as entregas feitas pelos membros dos Comitês Qualificados de Conteúdo (CQC) (artigos, podcasts, etc). Também há a premiação ao grupo de CQC melhor colocado no ranking por grupo.

Como votar

Para os Prêmios Equilibrista e Destaque Empresarial a escolha e a votação ocorrem da seguinte forma:

  1. Os CQCs, o CFO Connection e o IBEF Academy indicam, cada um deles, até dois nomes de candidatos para esses prêmios, devendo justificar a indicação;
  2. Os conselhos do IBEF (Administração-gestão, Fiscal e Curadores) e a diretoria votam, de forma secreta;
  3. Havendo dúvidas sobre o regulamento ou sobre os candidatos cumprirem seus requisitos, a Comissão de Prêmios avaliará os questionamentos levantados e recomendará um posicionamento aos Conselhos e Diretoria.
  4. O processo de votação é auditado por uma auditoria independente.

Já para o prêmio Ibefiano de Sucesso a votação é aberta a todos os Ibefianos (todos podem votar e todos podem ser votados). Só não podem concorrer os que já tiverem ganhado o prêmio em anos anteriores e os membros dos Conselhos e da Diretoria. A votação dos Ibefianos é ratificada pela Diretoria e pelos Conselhos, salvo se ele não cumprir os requisitos do prêmio, quando o prêmio será, então, entregue ao próximo colocado.

Comentários Facebook

Estado

Recursos da Lei Paulo Gustavo para setor cultural capixaba serão discutidos em Vitória nesta terça (16)

Publicados

em

Por

Evento acontece nesta terça-feira (16), na Casa da Música Sônia Cabral, no Centro de Vitória, a partir das 18h30. Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios.

A Lei Paulo Gustavo vai destinar R$ 75 milhões ao fomento do setor cultural capixaba. Para apresentar e debater os impactos, benefícios e oportunidades dos recursos no Estado, a equipe da Secretaria da Cultura (Secult) realiza um encontro aberto ao público, que acontece nesta terça-feira (16), às 18h30, na Casa da Música Sônia Cabral, localizada no Centro de Vitória.

Estão previstos cerca de R$ 40 milhões de repasse ao Estado e R$ 35 milhões para os 78 municípios. Esta divisão decorre de um mecanismo que calcula a população de cada local perante ao fundo de participação dos estados e municípios. Deste valor, aproximadamente 75% serão direcionados ao setor audiovisual e 25% para os demais segmentos da arte e cultura.

“Além da  presença dos empreendedores e fazedores de cultura em geral,  será importante que entidades de todo o Estado conheçam sobre a mobilização em torno da Lei”, afirmou o secretário de Estado da Cultura e presidente do Fórum Nacional de Secretários e Dirigentes Estaduais de Cultura, Fabrício Noronha.

Lei Paulo Gustavo

Com o objetivo de auxiliar o setor cultural prejudicado pela pandemia da Covid-19, o  Projeto de Lei Paulo Gustavo (PLP 73/21) foi apresentado como recurso de ação emergencial no mês de novembro de 2021 no Senado e em julho deste ano foi promulgada como Lei Complementar 195/22. O nome da Lei homenageia o ator Paulo Gustavo, que faleceu em maio de 2021, devido à Covid-19.

O recurso total de R$ 3,86 bilhões é proveniente do superávit financeiro do FNC (Fundo Nacional de Cultura), e do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA), recursos financeiros estes que não seriam utilizados no cronograma de pagamento dentro do exercício fiscal e que poderiam ser empregados como fonte de recurso adicional a ser operado diretamente pelos estados e municípios.

Serviço:

Encontrão Capixaba – Lei Paulo Gustavo e seu impacto no ES

Data: 16/08 (terça-feira)

Horário: 18h30

Local: Casa da Música Sônia Cabral, Centro de Vitória.

Aberto ao público.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana