conecte-se conosco


Cidades

Inscrições abertas para a 4ª Copa de Marcha Especializada do Cavalo Mangalarga Marchador de Linhares

Publicados

em

Égua Infinito Fantasia, montada por Bruno Oliveira - Foto: Dauger Guaitolini

As inscrições para a 4ª Copa de Marcha Especializada do Cavalo Mangalarga Marchador de Linhares seguem até o dia 23 de junho. São R$ 10 mil reais em prêmios, e a competição será no dia 25 de junho, na cabana Serafim Lagoa Nova, a partir das 10 horas.

A taxa de inscrição é de R$ 180 e deverá ser efetuada na conta da Associação Amigos do Cavalo (AAC), organizadora do evento, no Sicoob, Agência 3007, conta corrente 24357-4, CNPJ 14.470.261/0001-80. Após pagamento, o competidor precisa enviar o comprovante para um dos contatos seguintes contatos para finalizar as inscrições e receber as orientações para o dia da competição: Marcela Binda (27) 99945-7966 e Ricardo Zupeli 99946-9994. Para participação são exigidos os exames de A.I.E., atestado sanitário, mormo, GTA do animal.

O vice-presidente da AAC, Ricardo Zupeli, informou que esse é um evento chancelado pela Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), com pontuação válida para o ranking nacional, e que é aberto ao público.

“O evento é aberto ao público, com ambiente familiar, e a nossa intenção é, além de divulgar a criação da equinocultura, e abrir espaço para as crianças conhecerem os cavalos e levar a ideia de visitação, mesmo para quem não tem envolvimento com as provas”, explicou Zupeli.

O evento é uma organização da Associação Amigos do Cavalo (AAC) e recebe apoio das secretarias de Agricultura, Aquicultura, Pecuária e Abastecimento e de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer, da Prefeitura de Linhares, da Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), da Associação dos Criadores de Cavalo Mangalarga Marchador do Espírito Santo (ACCMMES) e do Sicoob.

“A atividade de equinocultura movimenta a economia local, o turismo, por atrair os apaixonados por cavalos, incentiva a prática do esporte e é um local de encontro das famílias”, disse o secretário Municipal de Agricultura de Linhares, Franco Fiorot, sobre o apoio ao evento.

 

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Sancionada a lei que autoriza agentes da GCM de Anchieta a portar armas de fogo

Publicados

em

Por

Foto: Divulgação

A Guarda Civil Municipal de Anchieta (GCMA) passará a atuar com porte legal de arma de fogo. O prefeito de Anchieta, Fabrício Petri, sancionou ontem (27) a lei que permite o porte de arma de fogo para a categoria. Na ocasião Petri sancionou mais três leis que estruturam e regulamentam a Guarda Civil Municipal de Anchieta. Parte da corporação participou do ato de assinatura, ocorrida no gabinete do prefeito.

O projeto de armar a Guarda Municipal de Anchieta foi elaborado desde 2021 pelo executivo municipal. Ao todo, 87 agentes serão treinados pela Polícia Federal para atuarem com as novas regras. Recentemente, o município criou uma ouvidoria e também uma corregedoria dentro da Guarda Municipal – consideradas instrumentos indispensáveis para a efetivação do projeto.

De acordo com o gerente da Guarda, Wander Nogueira, a aprovação da proposta é um marco histórico para o município e um avanço para as ações de segurança. “Armar a Guarda vai dar mais legitimidade para o trabalho da instituição, que passará a atuar de forma mais independente”, avaliou.

Para o prefeito, a Guarda é uma importante instituição que vem prestando valiosos serviços ao município. “Tenho orgulho da nossa guarda e dos nossos agentes que vêm fazendo um importante papel na segurança de nossa cidade. Essas novas lei irão dar mais respaldo para a corporação se tornar ainda mais organizada e estruturada”, disse.

Preparação e treinamento

Para armar os agentes, a Guarda Municipal de Anchieta firmou uma parceria com a Academia da Polícia Civil do Estado do Espírito Santo (Acadepol), que irá ofertar um curso de capacitação para os agentes. O treinamento vai capacitar os guardas na parte teórica e prática, incluindo o curso de tiro. Antes de utilizarem armas de fogo, os agentes deverão ser aprovados nesta formação.

A Lei autoriza o município a firmar convênios, acordos de cooperação técnica e instrucional com União, Estados, Municípios, bem como, com instituições, órgãos ou estabelecimentos de ensino aptos legalmente a ofertarem cursos de formação, aperfeiçoamento e utilização de armamento e tiro ao efetivo da Guarda Civil Municipal de Anchieta.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana