conecte-se conosco


Grande Vitória

Internos aprendem técnicas de violão em unidade prisional de Vila Velha

Publicados

em

 

Aulas semanais de violão têm sido ministradas a 12 internos que cumprem pena na Penitenciária Estadual de Vila Velha 2, no Complexo de Xuri, em Vila Velha. O projeto musical teve início este mês como atividade recreativa e de ressocialização. Durante as aulas, internos aprendem partituras e notas musicais.

Quem ensina as técnicas musicais aos alunos são os internos Robson Pereira Peixoto e Ivanilson Martins Trancoso. Durante as aulas, diversos ritmos e estilos são trabalhados. “O projeto veio num bom momento. Desenvolvo várias atividades aqui, mas  ensinar aos outros algo que eu mais gostava de fazer antes do cárcere me aproxima da realidade. Me sinto mais vivo”, disse Trancoso.

O diretor da PEVV2, Bruno Nienke, ressalta que os projetos desenvolvidos na unidade prisional são de total relevância para a execução da pena. “Todas as atividades desenvolvidas na unidade, sejam elas laborais ou recreativas, são de grande relevância para manter o sistema equilibrado. As ações auxiliam  diretamente no comportamento do reeducando que se sente mais produtivo. Isso impacta em todo o processo de ressocialização”, ressaltou.

Xadrez

Cerca de 200 internos da unidade prisional também participam de projeto de xadrez. A atividade contribui para o desenvolvimento de diversas habilidades, entre elas, a tomada de decisões, disciplina, concentração e o raciocínio matemático, além de ser uma atividade lúdica durante o cumprimento da pena.

O interno Gledson Gomes Bernardino, que atua como multiplicador da atividade, destacou os benefícios do esporte. “O xadrez promove nosso desenvolvimento cognitivo e raciocínio lógico, é também um estímulo ao lúdico. O esporte melhora nossa compreensão de regras e estimula o respeito entre os colegas”, enfatizou.

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Cariacica: parte da garagem do Condomínio Mochuara pode ser liberada nesta quarta-feira (12)

Publicados

em

Por

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) Eng. Jorge Silva disse na tarde desta terça-feira (11) que, após vistoria realizada no conjunto de garagens do Condomínio Mochuara e reunião realizada com representantes da Defesa Civil de Cariacica e Corpo de Bombeiros, pode ser possível que parte da estrutura seja liberada a partir desta quarta-feira (12).

“Realizaremos nova vistoria nesta quarta-feira (12), às 16 horas. Será um trabalho integrado com a Defesa Civil Municipal, Defesa Civil Estadual e Corpo de Bombeiros. Dependendo do resultado e das constatações, pode haver uma possibilidade de liberação de, pelo menos, uma parte da garagem. Isso irá viabilizar a entrada de pelo menos 50 veículos no local. Hoje a mobilidade urbana na região está bem comprometida “, disse o Eng. Jorge Silva.

O presidente do Crea-ES também informou que dará início a elaboração de um Termo de Cooperação Técnica para que o Conselho, a Defesa Civil do Município, a Defesa Civil Estadual e o Corpo de Bombeiros estabeleçam ações em conjunto para agirem em sintonia em casos como esses, que podem gerar riscos para a população.

Na vistoria realizada na manhã desta terça, além das fissuras, rachaduras, trincas e infiltrações já identificadas, a equipe de engenheiros do Conselho observou  a existência de novas anomalias como, por exemplo, colunas com recalques. A recomendação feita ao condomínio foi para realizar uma revisão geral da estrutura e contratar profissionais e/ou empresas legalmente habilitados para elaborar um laudo técnico de engenharia conclusivo. O Crea-ES já solicitou para análise os projetos das empresas que executaram a obra e os documentos das empresas que realizaram a reforma estrutural em 2016 e 2017.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana