conecte-se conosco

Nacional

Jovem morre após ser agredida com vaso sanitário em Cariacica

Publicado

 

 

Polícia Espírito Santo

Jovem também teria sido agredida com pedaços de madeira. Foto: Reprodução/TV Vitória

Uma jovem de 18 anos de idade foi agredida e encontrada morta neste sábado (4) em uma casa abandonada na cidade de Cariacica, na Grande Vitória.

Segundo a Polícia Militar do Espírito Santo (PMES) a vítima, identificada como Caroline de Oliveira Real teria sido agredida na cabeça com um vaso sanitário. Além disso, o agressor da jovem teria dado golpes na vítima utilizando um pedaço de madeira.

De acordo com familiares da jovem, Caroline era usuária de drogas. Ela também tinha um filho de sete meses de idade. O corpo da vítima foi encontrado no bairro de Castelo Branco, perto de onde ela morava.

Agentes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local e começaram as investigações para descobrir a motivação do crime.

Comentários Facebook
publicidade

Nacional

CNJ abre reclamação disciplinar contra desembargador que rasgou multa

Publicado


source
Desembargador
Reprodução

Desembargador rasgando multa de guarda

O corregedor nacional de Justiça, ministro Humberto Martins, determinou que uma reclamação disciplinar contra o desembargador Eduardo Siqueira , do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) fosse aberta.

A decisão foi tomada neste domingo (26) e se refere ao episódio em que o desembargador rasgou uma multa e humilhou guardas em Santos no último final de semana.

Siqueira já era alvo de uma apuração preliminar no CNJ (Conselho Nacional de Justiça) por conta do registro em que se recusa a usar máscara em local público, desrespeitando as normas locais. Além disso, ele humilha um dos guardas e tenta contatar o secretário de Segurança da cidade, Sérgio Del Bel.

Na determinação, Martins listou condutas do desembargador que serão apuradas:

  • afirmar ao Guarda Civil Municipal, quando no exercício regular das suas funções de agente de segurança, que amassaria a multa eventualmente aplicada e arremessaria no seu rosto;
  • usar da influência do cargo de desembargador para deixar de usar máscaras de proteção contra a COVID-19 e/ou deixar de receber a multa (duas vezes);
  • chamar o Guarda Civil Municipal de “analfabeto” durante ligação telefônica com o Secretário de Segurança Pública, Sérgio Del Bel, na presença do agente de segurança;
  • puxar a multa da prancheta, rasgá-la e atirá-la ao solo na frente da autoridade que a confeccionou;
  • usar da sua influência em relação a outras autoridades estaduais e municipais para realizar “ameaça” de punição aos Guardas Civis Municipais que exerciam a sua função institucional.

O desembargador deverá apresentar sua defesa em até 15 dias.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana