conecte-se conosco


Entretenimento

Juliette Freire vira boneca pelas mãos do artista plástico Vanio Tomé

Publicados

em


source
Vanio Tomé homenageia Juliette
Instagram/Reprodução

Vanio Tomé homenageia Juliette

Perto de completar vinte milhões de seguidores no Instagram, Juliette Freire se tornou, no último fim de semana, a participante mais seguida do “Big Brother Brasil 21”. Como se isso não bastasse, também virou a primeira do reality show da Globo a ganhar uma versão miniatura pelas mãos do estilista e artista plástico Vanio Tomé, que já se inspirou em outras celebs, como Adriane Galisteu, Anitta, Jojo Todynho, Alcione, Bruna Marquezine, Beyoncé, Rihanna e Lady Gaga. 

Procurado pelo iG Gente, o criciumense deu mais detalhes sobre a sua nova criação: “Quis homenageá-la  por estar encantado e também pelo fato de ela ser incrível no jogo. Mesmo com a perseguição de alguns, mostrou que seu coração é de muito amor, um exemplo para o Brasil”. Quanto ao look da boneca, afirmou ter se baseado no que a sister usou na festa do líder João Luiz: combinando a camisa social alongada com um top cropped preto, colocado por cima. 

Look que Vanio Tomé usou como inspiração para a boneca
Instagram/Reprodução

Look que Vanio Tomé usou como inspiração para a boneca


Ainda durante o bate-papo, fez questão de esclarecer que a obra não é comercializada: “É peça única, exclusiva. Foi feita para ser entregue em mãos”. Segundo nos contou, já há uma grande procura por parte dos fãs da advogada e maquiadora paraibana. “Querem comprar de qualquer jeito! Está rolando que estou faturando milhões, mas isso é fake news”, completou. Por fim, mas não menos importante, revelou que Juliette dita tendência dentro e fora da casa e não passa despercebida. 

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Imprensa repercute morte do jornalista Aloy Jupiara, vítima da Covid-19

Publicados

em


source
Aloy Jupiara
Reprodução

Aloy Jupiara


Desde a madrugada e ao longo de toda terça-feira (13), veículos de TV, rádio e mídia online repercutiram a morte do jornalista Aloy Jupiara. Aos 56 anos de idade, o editor-chefe do jornal O Dia foi uma das vítimaa da Covid-19.

Aloy estava internado desde o dia 29 de março na unidade de terapia intensiva do Hospital São Francisco, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

Além do cargo no jornal O Dia, Aloy Jupiara era conhecido por ser autor dos livros “Os Porões da Contravenção” e “Deus Tenha Misericórdia Dessa Nação”, ambos em parceria com o jornalista Chico Otavio.

No jornal O Globo, Aloy participou do júri do prêmio Estandarte de Ouro e era membro do Conselho Deliberativo do Museu do Samba. Ele participou também da elaboração do dossiê ‘Matrizes do samba no Rio de Janeiro’, para registro do samba como patrimônio cultural do Brasil.

O jornalista foi lembrado em vários programas de várias emissoras, entre elas Globo, GloboNews, TV Brasil e rádio CBN. Veja um pequeno compilado da repercussão:


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana