conecte-se conosco


Cidades

Kaki segue na disputa pela prefeitura de Vargem Alta; dupla filiação seria erro em Cartório Eleitoral

Publicados

em

O presidente do PDT de Vargem Alta e candidato a prefeito pelo partido, Waltair José Pizetta, o “Kaki”, não seria filiado ao partido ao qual pretende disputar as eleições municipais deste ano, segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Espírito Santo (TRE-ES).

De acordo com o TRE-ES, Kaki “é filiado ao Partido Liberal, desde 27/05/2011, e não ao PDT, partido pelo qual o candidato requereu o registro da candidatura” para disputar a prefeitura da cidade. (Abaix0)

O Juiz Eleitoral Jose Pedro de Souza Netto, da 35ª Zona Eleitoral em Iconha, responsável também por Vargem Alta, intimou o então candidato a se explicar sobre as irregulariudades indicadas no requerimento de registro de candidatura em até 72 horas contando a partir desta terça-feira (06/10), sob pena de indeferimento do pedido. (Abaixo)

Em sua defesa, também publicada no dia de hoje (07), o advogado de Kaki diz que “ficou comprovada a devida filiação partidária” de Kaki ao PDT e que “consta ainda a decisão de deferimento quanto ao pedido de filiação partidária, tornando Waltair Pizetta apto a candidatar-se e concorrer nas eleições de 2020“. (Abaixo)

No site do Tribunal Superior Eleitoral, uma Certidão afirma que Waltair se encontra “Regularmente filiado” ao Partido Liberal (PL) e não ao Partido Democrático Trabalhista (PDT). (Abaixo)

Erro do Cartório Eleitoral 

Ainda de acordo com a defesa de Kaki, tudo não passa de um erro do Cartório da 35ª Zona Eleitoral. Ocorre que o Cartório Eleitoral não registrou a filiação de Kaki ao PDT, partido que ele preside há alguns anos, e ainda divulgou que ele estaria filiado ao PL desde 2011.

Kaki saiu do PL em 2011, tendo assumido a presidência do PRP (atual Patriota), sigla pela qual disputou a eleição de 2012 como vice na chapa de Uilder, que ficou em terceiro lugar naquele pleito.

Segundo Kaki, o fato já foi esclarecido à Justiça Eleitoral e sua campanha a prefeito de Vargem Alta segue firme, com o intuito de fazer uma gestão séria e eficiente para melhorar a cidade.

Para comprovar sua filiação ao PDT está correta, o candidato apresentou o Edital nº 127 – TRE-ES/35ª ZE, requerido por ele no dia 02 de abril de 2020, que comprova o deferimento de sua filiação ao PDT com selo de autenticidade da Justiça Eleitoral. (Abaixo)

 

A defesa:

Certidão no site do TSE:

Edital nº 127 – TRE-ES/35ª ZE comprovando a filiação de Kaki:

Comentários Facebook
Propaganda

Cidades

Prefeitura lança novo edital do programa Bolsa Atleta Cachoeiro

Publicados

em

Por

Ao todo, serão concedidas 28 bolsas, num período de 12 meses Foto: Márcia Leal/PMCI

A Secretaria Municipal de Esporte e Lazer e Qualidade de Vida (Semesp) abriu novas vagas para o programa Bolsa Atleta Cachoeiro. O edital, com todas as orientações para participação, e a ficha de inscrição estão disponíveis no portal da Prefeitura (www.cachoeiro.es.gov.br), na área da Transparência, aba “Editais”.

As inscrições vão até o dia 25 deste mês e devem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 12h às 18h, no setor de Protocolo da Secretaria Municipal da Fazenda (Semfa) – rua Resk Salim Carone, bairro Gilberto Machado, próximo à Rodoviária. Podem se inscrever atletas, paratletas e atletas guias amadores em plena atividade esportiva, que estejam de acordo com os critérios e com as respectivas categorias, previstos no edital.

Ao todo, serão concedidas 28 bolsas, em um período de 12 meses, sendo: dez bolsas no valor de R$ 200 mensais para a categoria Estudantil; 10 de R$ 400 mensais para a categoria Estadual; seis de R$ 500 mensais para a categoria Nacional; e duas no valor de R$ 750 mensais para a Internacional.

“Para que o atleta tenha um bom rendimento ele precisa de uma rede ampla de apoio. O Bolsa Atleta é concedido para custear gastos com alimentação, assistência médica, odontológica, psicológica, nutricional e fisioterápica, medicamentos, suplementos alimentares, transporte ou para participar de treinamentos e competições, aquisição de material esportivo, vestimenta, pagamentos de técnicos e de mensalidades de academia de ginástica credenciadas pelo Conselho Regional de Educação Física. Desta maneira, os esportistas, nas modalidades olímpicas e paraolímpicas, têm a oportunidade de qualificar seus treinos e alcançar melhores resultados nas competições em que venham a participar”, destaca a secretária municipal de Esporte, lazer e Qualidade de Vida, Lilian Siqueira.

O atleta beneficiado deverá fazer a prestação de contas das despesas, conforme as condições estabelecidas pela Semesp. O resultado preliminar, com a lista dos atletas pré-selecionados, será divulgado no dia 5 de abril, no Diário Oficial do Município.

Confira as categorias do programa Bolsa Atleta Cachoeiro

Estudantil: Atletas e paratletas, que tenha participado dos Jogos Escolares Municipal, do Estado do Espírito Santo, dos Jogos Escolares da Juventude ou dos Jogos Universitários Brasileiro obtendo até a terceira colocação nas provas individuais de modalidades individuais, entre os atletas que integraram equipes com destaque nas modalidades coletivas, que continuem a treinar para futuras competições oficiais;

Estadual: Atletas e paratletas que participaram das competições a nível estadual, sendo tais competições referendadas pela Federação da respectiva modalidade como principais eventos ou que integrem o ranking Estadual da modalidade, obtendo, em qualquer caso, até a terceira colocação ano anterior, e que continuem treinando para futuras competições oficiais estaduais;

Nacional: Atletas e paratletas que participaram das competições a nível nacional, sendo tais competições referendadas pela Confederação da respectiva modalidade como principais eventos ou que integrem o ranking Nacional da modalidade, obtendo, em qualquer caso, até a terceira colocação ano anterior, e que continuem treinando para futuras competições oficiais Nacionais;

Internacional: Atletas e paratletas que representam o país, dentro de sua modalidade esportiva, em campeonatos ou jogos sulAmericanos, panamericanos, parapanamericanos ou mundiais, obtendo até a terceira colocação em competições, referendadas pela confederação da respectiva modalidade como principais eventos ano anterior, e que continuem treinando para futuras competições oficiais internacionais Olímpica ou paraolímpica: atletas e paratletas, que tenham integrado as delegações olímpicas ou paraolímpicas de sua modalidade, e obtido primeira, segunda ou terceira colocação nos Jogos Olímpicos (Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016).

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana