conecte-se conosco

Política Nacional

Maia defende transparência dos dados sobre a pandemia e pede derrubada de MP

Publicado

.
Michel Jesus/Câmara dos Deputados
Presidente da Câmara dos Deputados, dep. Rodrigo Maia, concede entrevista coletiva sobre a crise causada pelo coronavírus.
Rodrigo Maia aguarda definição do STF sobre rito de MPs durante a pandemia

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu nesta quarta-feira (25) a derrubada da MP 928/20, que limitou acesso à Lei de Acesso à Informação (LAI) no período de pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

A medida provisória, publicada pelo governo na noite de segunda-feira (23), suspende o prazo de 20 dias que os órgãos públicos tinham para responder questões com base na lei.

Maia aguarda decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) sobre uma possível mudança de rito das MP’s no período em que durar a pandemia para dar mais celeridade às propostas que chegam do governo.

Na avaliação do presidente da Câmara, a transparência é o melhor caminho para enfrentar a crise, e não se pode ter dúvidas sobre informações como os dados sobre a contaminação do vírus e acerca da redução da atividade econômica.

“De forma remota todos acessam os dados, não têm dificuldade de acessar as informações. Então, a minha posição é que a matéria ficou dúbia, e o melhor é que a gente possa possa derrotar essa matéria assim que se definir um rito célere para as MP’s”, comentou Maia.

Redução de salários
Em relação à redução dos salários de servidores públicos, Maia reafirmou que todos os Poderes vão ter de se adequar a uma nova realidade após a recessão a ser enfrentada pelo País em razão dos impactos do coronavírus. De acordo com ele, com a queda da arrecadação, será necessária uma nova pactuação, na qual todos deverão contribuir para enfrentar a crise. O presidente da Câmara destacou, no entanto, que é necessário um amplo diálogo sobre o tema.

“Todos vão ter que se readequar a uma nova realidade, inclusive com a redução de salário, mas isso é uma construção que precisa ser feita com diálogo. Não podemos impor isso a outro Poder”, disse. “A arrecadação vai cair, e isso gera uma nova pactuação: se o Brasil ficou mais pobre, não é correto que no setor público todos não se readequem também”, acrescentou.

Outras pautas
Maia também afirmou que deve finalizar o texto que cria o orçamento próprio para o enfrentamento da crise. Segundo ele, a proposta deve ser assinada pela maioria dos líderes, com o apoio, inclusive, da equipe econômica do governo.

Em relação ao Plano Mansueto, que estabelece um programa de ajuda financeira aos estados comprometidos com medidas de ajuste fiscal, o presidente da Câmara informou que o texto conta com o apoio dos governadores e deverá ser votado pelo Plenário na próxima semana.

Reportagem – Luiz Gustavo Xavier
Edição – Marcelo Oliveira

Comentários Facebook
publicidade

Política Nacional

Antônio Felícia, prefeito do PT, morre de coronavírus no Piauí

Publicado

source
Antônio Felícia olha para frente arrow-options
Prefeitura de São José do Divino/Divulgação

O prefeito Antônio Felícia (PT) é primeiro óbito por coronavírus confirmado no Piauí


Na última sexta-feira, 27, o Estado do Piauí registrou a primeira morte causada pelo novo coronavírus . Foi confirmado hoje, 28, que a vítima é Antônio Nonato Lima Homes, ou Antônio Felícia , prefeito de São José do Divino filiado ao Partido dos Trabalhadores ( PT ). O prefeito tinha histórico de diabetes, portanto fazia parte do grupo de risco.

Segundo o governo do Estado do Piauí, foi por conta do histórico de diabetes que a doença evoluiu rapidamente. Felícia tinha 57 anos. 

O prefeito chegou a ser atendido no Hospital Dr. José Brito Magalhães, que fica no município de Piracuruca. Ainda segundo o governo, ele realizou dois exames antes de falecer que confirmaram a presença do vírus na manhã de hoje.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana