conecte-se conosco


Cidades

Mais de 120 metros de cabeamento de cobre são furtados em obra na Linha Verde em Linhares

Publicados

em

Fotos: Divulgação

O furto e a depredação de equipamentos públicos são problemas que ainda ocorrem em Linhares. Junto aos delitos mais comuns, como o furto de placas, materiais de sinalização e vandalismo em lixeiras, existe também o furto da fiação pública de eletricidade.

Os fios de energia elétrica são subtraídos principalmente para o derretimento do cobre, presente em sua estrutura interna, e são supostamente vendidos no comércio ilegal do metal condutor.

No início desta semana, a Prefeitura de Linhares registrou o furto de 120 metros de cabeamento do sistema de iluminação pública (os cabos de 10mm² possuem fios de cobre), cujo projeto é executado pela Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos (Semob), no entorno da Linha Verde, no bairro Lagoa do Meio. O prejuízo aos cofres públicos é de quase R$ 4 mil.

“Temos observado o furto de cabos de cobre com certa frequência em Linhares. O material, que é altamente maleável, tem um grande valor de mercado e atrai os criminosos, que furtam para venda. O Município e a Polícia Civil já realizam um trabalho para buscar os receptores de fios de cobre, mas contamos com a colaboração da população para denunciar esses casos, pois geram ônus a todos”, diz o secretário de Obras e Serviços Urbanos, João Cleber Bianchi.

A prática do furto também representa alto risco de morte, pois, dependendo da linha alimentadora, a carga de energia elétrica pode matar ao menor contato.

Crime contra o patrimônio

A retirada ilegal dos fios se enquadra como furto qualificado mediante destreza ou escalada, previsto no artigo 155 do Código Penal, com previsão de dois a oito anos de prisão.

O secretário João Cléber Bianchi lembra que situações dessa natureza, como o furto de bens públicos, devem ser denunciadas. “É muito importante que as pessoas denunciem esse tipo de comércio ilegal que traz tanto prejuízo para a sinalização e a iluminação públicas, pois dessa forma a Guarda Municipal e as polícias Civil e Militar poderão coibir ainda mais esses crimes”, frisou o secretário João Cléber Bianchi.

As denúncias de crimes e atividades suspeitas podem ser feitas pelos telefones 153 (Guarda Civil Municipal), 190 da Polícia Militar; no Plantão 24 horas da 16ª Delegacia Regional de Linhares, no (27) 3171 4955, ou diretamente com a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos, nos telefones (27) 3372 2117 e 98132 1297.

Comentários Facebook

Cidades

Sebrae realiza a instalação de internet em duas comunidades de Alegre e Conceição do Castelo

Publicados

em

Por

Distritos em Conceição do Castelo e Alegre foram beneficiados pelo programa Wi-Fi Brasil

Moradores de duas comunidades rurais do Espírito Santo receberam no último mês a instalação de antenas de internet para facilitar a comunicação e o acesso à informação, através do programa Wi-Fi Brasil, desenvolvido em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

No distrito localizado em Conceição do Castelo, cerca de 500 produtores rurais e da agricultura familiar foram beneficiados com a instalação. Já em Feliz Lembrança, comunidade de Alegre, 60 famílias já estão com acesso à internet.

“Entendemos que é necessário, especialmente nos dias de hoje, que todas as pessoas tenham acesso à internet, pois é lá que a comunicação acontece. Disponibilizar o wi-fi para essas comunidades significa oferecer oportunidades de negociações, e ampliar as possibilidades de mercado e renda para as famílias”, finaliza o gerente regional do Sebrae/ES, Ivair Segheto.

O empreendedor Fábio de Souza, dono da agroindústria Frumel, está entre os beneficiados pelo programa em Alegre. Ele conta que antes da instalação, os moradores compartilhavam a rede móvel e poucas casas tinham ponto de internet.

“Antes os vizinhos se ajudavam, um ia para a casa do outro para usar a internet. Agora com o ponto de acesso na praça, as pessoas vão até o centro comunitário para fazer suas pesquisas. Esse projeto do Sebrae é importante porque deixa a comunidade conectada 24 horas e fortalece inclusive a permanência do jovem na região, incentiva que eles criem algo, façam seus estudos e cursos online, além de reduzir a diferença de acesso à tecnologia entre campo e cidade”, ressalta Fábio.

Ao todo a região conta com seis agroindústrias, uma pequena fábrica de calçados, além dos pequenos prestadores de serviço da comunidade, todos impactados positivamente pelo programa.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana