conecte-se conosco

Mundo

Mais de 500 crianças venezuelanas cruzaram fronteira com o Brasil sozinhas

Publicado

source
Crianças venezuelanas arrow-options
Divulgação/ONUBrasil

Ao menos 529 jovens entraram no Brasil desacompanhados.



Pelo menos 529 crianças e adolescentes venezuelanos cruzaram a fronteira do estado de Roraima desacompanhados de pais ou responsáveis, mostra um relatório elaborado pela ONG Humans Right Watch com base em dados da Defensoria Pública da União (DPU) divulgado nesta quinta-feira (5). De acordo com o documento, 90% dos jovens têm entre 13 e 17 anos de idade.

Leia também: O Estado não existe na terra indígena mais letal para os guardiões da floresta

O relatório aponta que muitos viajaram sozinhos para fugir de situações de extrema pobreza e de ambientes familiares abusivos. O documento aponta ainda que os dois abrigos existentes em Roraima tem a capacidade para abrigar apenas 15 meninos e 13 meninas com idade entre 12 e 17 anos. Uma decisão judicial de setembro proibiu o local de receber novas pessoas.

Devido ao elevado número de jovens para as poucas vagas em abrigos, muitos dos adolescentes e crianças são atendidos pela Operação Acolhida, criada pelo governo federal para auxiliar imigrantes e refugiados venezuelanos que estejam em situação de vulnerabilidade social. 

Por fim, o relatório diz ainda que o número real de crianças que cruzam a fronteira entre Brasil e Venezuela  é subnotificado e pode ser ainda maior, já que muitas delas não passam pelos postos da Defensoria Pública na fronteira.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

Mundo

Catalunha proíbe consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas

Publicado


source
porto de barcelona - espanha
Ralf Roletschek/Creative Commons

Barcelona chegou a decretar novas medidas de isolamento diante do aumento de casos da Covid-19


É comum ver pessoas aglomeradas ao ar livre bebendo na Catalunha . Mas a prática, conhecida como “botellón”, será proibida devido ao novo coronavírus. A partir de hoje (28), quem for flagrado  consumindo bebidas alcoólicas será penalizado.


A restrição foi adotada devido ao novo aumento de casos da Covid-19 no local. No último dia 17,  Barcelona e regiões próximas precisaram recuar em reabertura e fechar os comércios por 15 dias.

O presidente da Catalunha, Quim Torra, tem ameaçado até mesmo fazer decreto de lockdown , caso o aumento da segunda onda seja muito expressivo.

Segundo o porta-voz do governo catalão, Meritxell Budó, os cidadãos que forem pegos praticando o botellón podem ser multados em até 15 mil euros, o que corresponde ao total de R$ 90 mil. O preço mínimo da multa é de 3 mil euros.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana