conecte-se conosco


Nacional

Maquiador de Michelle sugere pesquisa de “como pegar carona em voo da FAB”

Publicados

em

 

 

source
Agustin Fernandez, maquiador da primeira-dama

Agustin Fernandez, maquiador da primeira-dama – Reprodução

Agustín Fernadez, maquiador de Michelle Bolsonaro, era um dos passageiros que viajaram com avião da Força Aérea Brasileira (FAB) em agosto, após um evento em São Paulo. Ao ser criticado nas redes sociais, o maquiador retrucou dizendo para pesquisarem “como pegar carona em voo da FAB”.

Além de Agustín, Damares Alves (Mulher, Família e Direitos Humanos), a primeira-dama Michelle Bolsonaro e outros sete parentes também estavam na aeronave. Segundo informações, Damares teria pedido o avião com a justificativa de ir a um evento do Pátria Voluntária, programa social coordenado pela mulher de Jair Bolsonaro.

Ainda na época da festa, Agustín foi criticado nas redes sociais por realizar a viagem em um avião da FAB, prática que é proibida por lei. A frota da FAB deve funcionar apenas para autoridades.

Em comentário, a influenciadora Ariadna Arantes ironizou a situação dizendo que “a mamata acabou”. Após o comentário, Agustín a chamou de irrelevante e aconselhou: “PS: procure no Google como se alistar de carona em voo da FAB”.

“Eu não vou procurar no Google como me alistar de carona no voo da FAB, sabe por quê? Quando eu quero viajar para o Egito, França, Estados Unidos, África do Sul, Irlanda do Norte, Argentina, Irlanda do Norte, Argentina, Irlanda, Inglaterra, Áustria, Hungria, Espanha, Portugal, México, Alemanha, Holanda, Tailândia, Dinamarca, Suécia, dentre outros países que eu fui, eu pago com meu dinheiro, não pego carona. Isso deixo para você, encostada na mulher do presidente”, disse a influenciadora em resposta.

Comentários Facebook
Propaganda

Nacional

Anvisa afirma que diretores do órgão não foram intimados pela Polícia Federal

Publicados

em

 

 

source
Anvisa afirma que diretores não foram intimados pela Polícia Federal

Anvisa afirma que diretores não foram intimados pela Polícia Federal – Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou uma nota na manhã desta terça-feira (30) que desmente uma informação divulgada pelo portal Metrópoles sobre uma possível operação da Polícia Federal no órgão brasileiro.

Segundo a entidade, “nenhum dos cinco Diretores da Anvisa, a saber Antonio Barra Torres, Meiruze de Souza Freitas, Rômison Rodrigues Mota, Cristiane Rose Jourdan Gomes e Alex Machado Campos, recebeu qualquer tipo de contato ou interpelação pela Polícia Federal”.

A Anvisa ressalta, ainda, que não procede a informação de que há a presença de policiais federais na sede do órgão para a realização de uma possível operação.

O esclarecimento da Agência Nacional de Vigilância Sanitária vem de encontro às revelações do Metrópoles. De acordo com o portal, agentes de segurança investigam fraudes que envolvem a entrega de medicamentos de alto custo. A aquisição dos remédios teria sido feita com recursos públicos.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana