conecte-se conosco

Esporte

Maradona contradiz a própria filha e diz estar saudável

Publicado

argentino Diego Maradona está envolvido em mais uma polêmica em sua vida. Desta vez com a própria filha. O astro, atual técnico do Gimnasia La Plata, contradisse na noite de segunda-feira a filha Gianinna ao garantir estar “muito saudável” e antecipou que, quando morrer, doará o dinheiro que acumulou na sua carreira no futebol.

 

Em suas redes sociais, Gianinna comentou que “estão matando (Diego Maradona) por dentro sem que ele perceba”. “Vocês se lembram que havia um zoológico onde era possível tirar fotos com um leão gigante? Ele ficava preso, era impossível domar a fera. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência. Rezem por ele”, escreveu em seu Instagram.

Maradona respondeu à filha através de um vídeo publicado em sua conta na mesma rede social. “Não estou morrendo, nada. Durmo tranquilamente porque estou trabalhando. Dói muito perder para o Estudiantes (por 1 a 0, no sábado passado). Não sei o que Gianinna quis dizer e o que interpretará. Sei que agora, enquanto envelheço, se preocupam mais com o que você deixa de fazer do que com o que está fazendo”, afirmou.

Leia mais:  Ronaldinho Gaúcho tem 57 imóveis bloqueados pela Justiça

“E digo a todos que vou doar. Vou doar tudo o que fiz na vida quando morrer, mas não agora. Estou muito saudável”, completou o astro argentino.

Maradona está em litígio com Claudia Villafañe, ex-mulher e mãe de duas filhas do astro argentino, Dalma e Gianinna, acusada por ele de roubar pertences pessoais. Villafañe, inclusive, entrou na polêmica na internet ao publicar na própria conta no Instagram. “Se você tem coragem de postar um vídeo no Instagram falando de nossa filha, espero que tenha amanhã para se apresentar ao tribunal, já que até agora nunca foi”, escreveu.

Comentários Facebook
publicidade

Esporte

Nos pênaltis, Alto Pongal, de Anchieta, fatura o Sulinão 2019

Publicado

Não foi fácil, mas a equipe do Alto Pongal não desistiu e acabou sendo agraciada com a conquista do Campeonato Sulino de 2019. O time de Anchieta saiu atrás do marcador, mas foi guerreiro e nos acréscimos da partida, aos 50 minutos do segundo tempo, buscou o empate e faturou o título na disputa de penalidades.

A grande decisão aconteceu neste sábado (09), no Estádio Jairzão, em Alto Pongal, no município de Anchieta. O Olímpico de Guaçuí saiu na frente da partida com um gol marcado por Peixe, aos 10 minutos do segundo tempo. Num cruzamento feito por Jhonatan, o atacante do Olímpico testou firme e o goleiro Erivelton do Alto Pongal acabou se enrolando com a bola e ela morreu no fundo da rede.

Atrás no placar, o Alto Pongal se atirou ao ataque. Criou algumas oportunidades, mas foi no finalzinho da partida, aos 50 minutos do segundo tempo, que chegou ao empate. Maycon fez o cruzamento e Ruan testou, sem chances para o goleiro Raoni da equipe de Guaçuí.

Leia mais:  Gabriel Medina é campeão da etapa sul-africana do mundial de surfe

O empate levou a disputa para os pênaltis. Mais um pouco de sofrimento para os jogadores e torcedores que lotam o Estádio Jairzão, em Anchieta.

Na série de cinco pênaltis, o Olímpico teve o título na mão. Xandy, do Alto Pongal havia perdido uma cobrança, numa bela defesa do goleiro Raoni. Na cobrança derradeira, Kika, teve a bola para o título do Olímpico, mas cobrou o pênalti para fora.

Na série alternadas, o Olimpico perdeu mais um pênalti, desta vez com Ian, que chutou e Erivelton defendeu. Coube a Roni, do Alto Pongal, a cobrança derradeira. Goleiro de um lado, bola do outro e Alto Pongal bicampeão sulino, 1992 e 2019.

O troféu “Gabriel Mathielo”, em homenagem ao diretor da Liga Desportiva de Cachoeiro de Itapemirim que faleceu este ano, ficou com o time da terra do Santo Padre José de Anchieta. O campeão ainda faturou a quantia de R$ 4 mil reais e o vice R$ 1 mil.

Da Hora ES

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana