conecte-se conosco

Entretenimento

Maria Zilda diz que Maitê Proença só pensa em dinheiro: “Só faz live se pagarem’

Publicado


source
Maria Zilda e Maitê Proença
Reprodução

Maria Zilda e Maitê Proença


Maria Zilda Bethlem continua com a língua ferina. Durante uma conversa com Carolina Ferraz na noite desta segunda-feira (14), a atriz duvidou quando a apresentadora do ‘Domingo Espetacular’, da Record, falou sobre a movimentação dos artistas para ajudar os trabalhadores do meio por conta da pandemia do coronavírus. Carol revelou que Maitê Proença, por exemplo, estaria doando toda a renda de um monólogo para ajudar a classe artística.

“Acho muito difícil porque a Maitê é uma pessoa que gosta muito de dinheiro, inclusive ela só faz live se pagarem. Não estou criticando, não estou julgando porque cada um faz o que quiser da sua vida”.

Tentando colocar panos quentes na conversa, Carolina deu uma amenizada. “Independente ser ou não por dinheiro. No caso desta peça, deste monólogo, eu soube que estava, sim, sendo revertida. Uma parte ou inteira… sei lá. É uma atitude legal”.

Ver essa foto no Instagram

14/09/2020

Uma publicação compartilhada por Maria zilda bethlem (@mariazildabethlem) em 14 de Set, 2020 às 5:50 PDT


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
publicidade

Entretenimento

Padre Lancellotti é chamado de “filho da put* que defende nóia”

Publicado

 

 

Padre Júlio Lancellotti

Padre Júlio Lancellotti – Reprodução

O padre Júlio Lancellotti, da Pastoral do Povo de Rua, revelou em um vídeo que tem circulado nas redes sociais que foi xingado na manhã desta terça-feira (15) por um motoqueiro. Na ocasião, o padre fazia ações sociais com moradores de rua em São Paulo.

“Estava aqui na praça com os irmãos de rua e vendo uma situação, e passou uma moto por aqui e o cara falou ‘padre filho da puta que defende noia’”, afirmou na gravação. Recentemente, Lancellotti foi criticado pelo candidato à prefeitura de São Paulo Arthur do Val (Patriota), conhecido como Mamãe Falei.

O youtuber fez críticas a ativistas que ajudam a população em situação de rua. Em entrevista ao El País, o candidato afirmou que “o centro histórico não pode ser um ambiente onde você dá a comida e o morador de rua pegue seu cobertor, durma na rua, e sabe-se lá onde esse cara vai fazer suas necessidades e largar o lixo daquela marmita”.

“Depois de ataques de alguns candidatos à prefeitura contra mim, eu estou cada vez mais em risco. Então, quero deixar claro: se me acontecer alguma coisa, se alguém me atingir, se eu for atingido por alguém, vocês sabem de quem é a culpa, sabem de quem cobrar”, continuou.

 

 

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA NACIONAL

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana