conecte-se conosco


Entretenimento

Mendigo some do mapa e pressiona Justiça a encontrar seu paradeiro

Publicados

em

 

 

source
Carlinhos da Silva é processado pelo ativista Agripino Magalhães por homofobia

Carlinhos da Silva é processado pelo ativista Agripino Magalhães por homofobia – Reprodução/Instagram

Mais um episódio lamentável na biografia de Carlinhos da Silva, o Mendigo, ex-integrante do Pânico: ele sumiu do mapa e obrigou a Justiça a iniciar uma busca por seu paradeiro para responder a um processo por homofobia. Ele foi procurado por diversas vezes em seus endereços residenciais, e agora uma publicação no Diário Oficial pede para ele dar as caras.

A juíza Cecilia Pinheiro da Fonseca, da 3ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo, determinou que ele se manifeste no prazo de dez dias para atualizar seus dados, como endereço e telefone de contato, e apresente sua equipe jurídica que cuidará de sua defesa no processo.

Caso ele não se manifeste nesse período, a Justiça irá escolher um curador especial da Defensoria Pública para fazer sua defesa. Ele foi procurado em dois endereços que constam em seu nome: um em São Paulo, capital, e outro em Rondonópolis, em Mato Grosso.

O processo por homofobia foi aberto por Agripino Magalhães, suplente de deputado estadual e ativista da Aliança Nacional LGBTI+, após o humorista fazer uma publicação de teor homofóbico em suas redes sociais.

“Prefiro ser órfão, do que ser adotado por uma mulher operada que se passa por homem, para ter o privilégio de adotar uma criança. Prefiro ser também órfão, do que ser criado por um homem operado se passando também por mulher para querer ser mãe”, escreveu Mendigo na ocasião. A publicação, segundo a ação movida pelo advogado Angelo Carbone, incita o ódio aos homossexuais e transexuais.

Caso não compareça, o advogado do ativista pretende pedir a prisão de Carlinhos por conta de suas falas de teor homofóbico.

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

Entretenimento

Tatá Werneck pede para fãs não atacarem Fiuk após entrevista

Publicados

em


source
Fiuk foi entrevistado por Tatá Werneck no Lady Night
Reprodução/Multishow

Fiuk foi entrevistado por Tatá Werneck no Lady Night

Apesar da torta de climão no ‘Lady Night’ de quinta-feira (2), Tatá Werneck se pronunciou e disse que está tudo bem entre ela e Fiuk . No programa, o cantor e ex-BBB se esquivou de perguntas e deixou o clima da entrevista pesar.  A entrevista foi tão complicada que apenas 15 minutos da conversa foi ao ar. 

No Twitter, Tatá brincou com a situação e pediu para os fãs não atacarem o cantor. “Amigos, não ataquem fiuk não. Ele mandou uma mensagem super fofa agradecendo e eu também agradeço muito a ele por ter ido. Tá tudo bem”, disse e completou brincando com os fãs: “Poxa, achei até que vocês fossem shippar o casal”. 

Leia Também

Na entrevista, Fiuk se incomodou com perguntas sobre namoro, tanto que ele se recusou a tocar no assunto. “Tatá, sei que eu sou público, que a minha vida é pública desde que eu nasci, eu sei. Mas eu tenho muita dificuldade”, disse.

“Fiuk, qual o problema? Você é um homem, desculpa, mas hétero, e está namorando”, disse a apresentadora. Antes do programa ir ao ar, Tatá já havia comentado sobre o episódio. “Amores, eu adoro o Fiuk. Ele é um homem lindo, sensível, inteligente e talentoso. Está tudo bem. Na pandemia ninguém está no seu melhor estado emocional. A gente sabe o quanto comentários maldosos podem ferir alguém na internet”, disse a humorista. Veja o momento:

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana