conecte-se conosco


Grande Vitória

Moradores retornam para edifício onde piscina desabou em Vila Velha

Publicados

em

Os moradores do edifício Parador, em Vila Velha, na Grande Vitória, onde uma piscina desabou sobre a garagem no dia 22 deste abril, voltaram aos seus apartamentos na noite desta quinta-feira (29). O retorno foi autorizado pelas defesas civis estadual e municipal.

Durante o retorno, muitos moradores se reuniram na frente do prédio e também na recepção para fazer um culto com louvores e orações.

Vídeos de câmeras de segurança mostram o momento em que a piscina do edifício de luxo desabou sobre a garagem.

Nenhum morador ficou ferido, mas o prédio precisou ser evacuado na mesma noite. Nele, moram cerca de 270 pessoas.

A piscina de 25 metros ficava na área de lazer do prédio. Com a queda, a água saiu pela garagem. Vários pedaços da piscina ficaram espalhados pela calçada.

Moradores do edifício relataram ter ouvido um forte barulho no momento da queda. Assustados, muitos deixaram suas casas sem levar nada. Eles também disseram ter sentido um cheiro muito forte de gás, já que a piscina era aquecida.

O edifício Parador foi entregue pela construtora Argo em 2018. Em nota, a empresa disse que prestou e mantém toda a assistência necessária às famílias do prédio, além de colaborar com as autoridades e órgãos competentes.

Fonte: G1

Leia também: VÍDEOS | Piscina de prédio desaba em Itaparica, Vila Velha

Comentários Facebook
Propaganda

Grande Vitória

Cariacica: parte da garagem do Condomínio Mochuara pode ser liberada nesta quarta-feira (12)

Publicados

em

Por

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) Eng. Jorge Silva disse na tarde desta terça-feira (11) que, após vistoria realizada no conjunto de garagens do Condomínio Mochuara e reunião realizada com representantes da Defesa Civil de Cariacica e Corpo de Bombeiros, pode ser possível que parte da estrutura seja liberada a partir desta quarta-feira (12).

“Realizaremos nova vistoria nesta quarta-feira (12), às 16 horas. Será um trabalho integrado com a Defesa Civil Municipal, Defesa Civil Estadual e Corpo de Bombeiros. Dependendo do resultado e das constatações, pode haver uma possibilidade de liberação de, pelo menos, uma parte da garagem. Isso irá viabilizar a entrada de pelo menos 50 veículos no local. Hoje a mobilidade urbana na região está bem comprometida “, disse o Eng. Jorge Silva.

O presidente do Crea-ES também informou que dará início a elaboração de um Termo de Cooperação Técnica para que o Conselho, a Defesa Civil do Município, a Defesa Civil Estadual e o Corpo de Bombeiros estabeleçam ações em conjunto para agirem em sintonia em casos como esses, que podem gerar riscos para a população.

Na vistoria realizada na manhã desta terça, além das fissuras, rachaduras, trincas e infiltrações já identificadas, a equipe de engenheiros do Conselho observou  a existência de novas anomalias como, por exemplo, colunas com recalques. A recomendação feita ao condomínio foi para realizar uma revisão geral da estrutura e contratar profissionais e/ou empresas legalmente habilitados para elaborar um laudo técnico de engenharia conclusivo. O Crea-ES já solicitou para análise os projetos das empresas que executaram a obra e os documentos das empresas que realizaram a reforma estrutural em 2016 e 2017.

Comentários Facebook
Continue lendo

CIDADES

ESTADO

POLÍTICA

ENTRETENIMENTO

Mais Lidas da Semana